fbpx
Conecte-se conosco

Geral

Começa a faltar cervejas em cidades do Cone Sul e produto pode subir de preço

Publicado

em

Alguns comerciantes de Vilhena estão comprando bebidas em Manaus
 
A falta de matéria-prima importada para a fabricação de cervejas pode deixar as festas de final de ano dos moradores do Cone Sul de Rondônia ainda mais sem sabor do que o que já têm prometido as restrições da pandemia.
 
Como se já não bastasse a dificuldade que muitos terão para reunir familiares e amigos nas ceias de natal e virada de ano, a escassez da bebida mais popular do Brasil promete deixar muitas gargantas secas.
 
A cerca de um mês do natal, as distribuidoras de bebidas do Cone Sul já estão sofrendo com a dificuldade em atender os pedidos de cervejas, recebendo dos revendedores sempre a mesma justificativa de que falta matéria-prima, que seria reflexo da crise sanitária que assola o mundo e que as “poucas” remessas fabricadas acabam ficando nos Estados onde se localizam as indústrias, não conseguindo atender a demanda dos mais distantes, como é o caso da região Norte.
 
A reportagem do FOLHA DO SUL ON LINE falou com os proprietários das principais distribuidoras de bebidas de Vilhena, Colorado, Cerejeiras e Cabixi onde a queixa é a mesma: “está faltando cervejas há quase três meses no mercado”.
 
Com um baque significativo nas vendas, que somam quase 80% dos lucros, os proprietários se mostram preocupados, pois o consumo de energia se mantém o mesmo com a conservação das demais bebidas, porém, estas sozinhas não pagam as contas das empresas.
 
No ramo a 15 anos, o proprietário da distribuidora de bebidas mais popular de Colorado afirmou que nos finais de dezembro sempre é comum faltar cervejas por causa da demanda, que aumenta significativamente, e as vezes os estoques da empresa não suportam, mas por falta do produto, ainda mais nos meses que antecedem o Natal, esta é a primeira vez que presencia tal fato.
 
Para se virar, alguns empresários de Vilhena estão realizando compras em Manaus (AM), onde o produto é entregue em Porto Velho e eles precisam pagar fretes caros. Isso acaba gerando outro problema para o consumidor, que é o aumento do preço da bebida quando vai para as gôndolas. Dentre as marcas que mais tem faltado no mercado estão a Heineken e outras marcas consideradas “especiais”.
 
Com isso, quem já estava assustado com o preço do arroz e não fica sem uma cervejinha, deve preparar o bolso, pois se a produção não voltar ao normal nos próximos dias, “cervejas terão que ser compradas por dose”.Fonte: Folha do Sul
Autor: Leir Freitas

Clique para comentar

Deixe seu comentário

Geral

Caminhão que faz coleta de lixo fica atolado no Bairro santa Felicidade em Alta Floresta Ro

Publicado

em

O caminhão que faz a coleta de lixo em Alta Floresta D’Oeste ficou atolado na manhã desta quinta-feira, enquanto realizava o serviço de retirada de lixos no Bairro Santa Felicidade. O problema ocorreu quando transitava pela Rua Roraima, nas proximidades da Avenida Marechal Rondon.

Foi preciso usar uma máquina da Secretaria Municipal de Obras para ajudar a retirar o caminhão coletor do local. Com as fortes chuvas que vem caindo na região, vários pontos da cidade estão comprometidos.

Fonte: Florestanoticias.com

Continue lendo

Geral

Governo publica decreto prorrogando medidas de Isolamento Social Restritivo até sábado, 30

Publicado

em

O Governo de Rondônia, por meio do Decreto n° 25.754 de 2021, prorroga por mais quatro dias, até sábado (30), as medidas temporárias do Isolamento Social Restritivo para os municípios que se encontram nas Fases 1 e 2 do Plano Todos por Rondônia. As medidas do novo decreto são semelhantes ao anterior, tais como a manutenção do horário para funcionamento de estabelecimentos entre 20h e 6h, com ressalvas; proibição da venda de bebidas alcoólicas entre 19h e 6h, bem como o consumo em qualquer horário, entre outros. O ato normativo também apresenta novas determinações a serem aplicadas, com vigor a partir desta quarta-feira (27).

Neste ato normativo, os órgãos estaduais de fiscalização poderão realizar o acompanhamento do número de emissão de notas fiscais por hora nos estabelecimentos, bem como qualquer agente com poder de polícia poderá realizar a autuação necessária para cumprimento das medidas descritas no decreto.

Ficam permitidos neste novo decreto, os serviços de transportes por aplicativos, táxi e mototáxi com autorização a transitar fora do horário estabelecido (20h às 6h) para realizar o transporte de passageiros pertencentes às atividades permitidas, como também o transporte de táxi e motoristas de aplicativos, sem exceder à capacidade de um motorista e dois passageiros que fizerem uso de máscaras, exceto nos casos de pessoas da mesma família, como ainda fica liberado o transporte de mototáxi.

A farmácia, a distribuição e a comercialização de gêneros alimentícios, tais como supermercados, atacarejos, açougues, padarias, armazéns e estabelecimentos congêneres poderão continuar a funcionar, desde que com a limitação de 40% da capacidade total e marcação da quantidade de pessoas permitidas, esteja fixada na entrada do local de forma visível.

Sobretudo, será permitida a entrada nos supermercados, hipermercados e congêneres de apenas um membro da família, cabendo aos gestores dos estabelecimentos o devido controle. Na nova determinação foram liberados os transportes intermunicipais que funcionarão com 50% da capacidade de passageiros em qualquer horário.

Ainda, por esse período de quatro dias, continua proibida a abertura de balneários, boates, casas de shows e congêneres, inclusive o aluguel de propriedades ou edificações com a mesma finalidade, bem como a realização de festas privadas, independente da fase em que o município se encontre, como também atividades recreativas coletivas, compreendendo esportes em geral, bem como atividades em vias públicas que acarretem aglomeração.

Já os servidores, empregados públicos e estagiários em teletrabalho deverão permanecer em ambiente domiciliar, evitando contato externo, sob pena das sanções impostas no Código Penal e as demais penalidades administrativas. Aquele que não detenha de condições de atuação nesta modalidade, como não atender o desempenho funcional, poderá ser concedida antecipação de férias. Cumpre ressaltar que os casos omissos no decreto n° 25.754 de 2021 serão supridos pelo Decreto n° 25.470, de 2020.


Fonte
Texto: Emanuelle Pontes
Fotos: Daiane Mendonça
Secom – Governo de Rondônia

Continue lendo

Geral

Governo de RO emite nota sobre denúncia do MP de suposta ‘fraude’ na ocupação de leitos de UTI

Publicado

em

O governo de Rondônia emitiu uma nota a imprensa explicando sobre matéria originalmente publicada no UOL sobre suposta fraude em relação ao número de leitos de UTI.

O Governo do Estado de Rondônia, em atenção à imprensa e à sociedade em virtude de matéria jornalística que aponta o termo “fraudou” em relação a número de vagas de UTI para evitar decreto de isolamento, esclarece que:

Os relatórios epidemiológicos diários contendo o número de leitos vagos, bloqueados e ocupados, com dados extraídos em horários predefinidos, retratam a realidade e a dinâmica do momento de sua expedição e podem variar durante o mesmo dia e até hora de acordo com a internação, alta e óbito de pacientes.

A metodologia para confecção desses relatórios durante o tempo de pandemia foi sendo gradualmente aperfeiçoada com vista a retratar com mais fidedignidade a realidade de ocupação dos leitos.

Eventual variação da taxa de ocupação dentro do mesmo dia não tem potencial para interferir diretamente na reclassificação dos Municípios nas fases do “Plano Todos por Rondônia” instituído pelo Decreto n. 25.470, de 22/10/2020, uma vez que a metodologia utilizada para reclassificação de fase é levada em consideração, no dia da reclassificação, a média dos casos ativos de COVID dos últimos 7 dias dividido pela média dos casos ativos dos 7 dias anteriores, com dados obtidos do Sistema Nacional e-SUS.

A taxa de crescimento junto com a taxa de ocupação dos leitos é calculada por meio de uma matriz instituída pelo Decreto retrocitado que, consequentemente, determina automaticamente qual a fase de cada município.

Rondônia, por meio de ações conjuntas entre Secretarias do Estado e promoção de estratégias de inteligência tem intensificado a grande missão de enfrentamento contra a Covid-19. O reflexo dessas medidas e a ótima divulgação do monitoramento da doença tem posicionado o Estado em primeiro lugar no ranking de transparência dos dados de combate à doença, no cenário nacional, apontado por instituições de referência mundial: Transparência Internacional e Open Knowledge.

Não é justo que os profissionais abnegados, como os técnicos que atuam há meses incessantemente nos estudos que subsidiam, de forma unicamente técnica, as tomadas de decisões ao enfrentamento à pandemia causada pela Covid-19, sejam taxados de fraudadores.

Por fim, acreditamos que tal situação tenha sido uma falha de interpretação por falta de conhecimento técnico-científico, gerando uma ação precipitada e isolada de um único membro do Ministério Público do Estado.

Fonte: Assessoria

Continue lendo
--Publicidade--
--Publicidade--

Publicidades

Agronegócio

Policial

Internacional

Tendências

Copyright © 2020 Portal de Notícias Floresta Notícias. Todos Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: