Conecte-se conosco

Agronegócio

Estimativa de junho prevê safra recorde de 247,4 milhões de toneladas

Publicado

em

Produção se mantém em patamar recorde com 2,5% acima da safra de 2019

Foto: © Reuters/Paulo Whitaker/DR – Agência Brasil

A produção de cereais, leguminosas e oleaginosas para 2020 foi estimada agora em junho em 247,4 milhões de toneladas. Com isso, se manteve em patamar recorde com 2,5% acima da safra de 2019, o que representa mais 6 milhões de toneladas. 

O resultado é também 0,6% maior que a estimativa de maio em mais 1,5 milhão de toneladas. Os dados fazem parte do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, referente a junho, divulgado hoje (8), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no Rio de Janeiro.

A área a ser colhida é 2,2% acima da registrada em 2019, que, com o acréscimo de mais 1,4 milhão de hectares, atingirá 64,6 milhões de hectares. Os três principais produtos deste grupo são o arroz, milho e a soja. Somados, representaram 92,3% da estimativa da produção e responderam por 87,2% da área a ser colhida. 

Conforme o levantamento, em relação a 2019, houve alta de 1,7% na área do milho, com os aumentos de 4,7% no milho de primeira safra e de 0,6% no milho de segunda safra; de 2,9% na área da soja e quedas de 2,0% na área do arroz e de 0,1% na do algodão herbáceo.

Alta em relação a 2019

Na comparação com o ano passado, há previsão de mais 119,9 milhões de toneladas na soja, o que significa elevação de 5,6%. No arroz, com o crescimento de 5,3%, são mais 10,8 milhões de toneladas, e de 0,4% para o algodão herbáceo com mais 6,9 milhões de toneladas. 

O IBGE informou também que, com uma produção de 97,5 milhões de toneladas, sendo 26,7 milhões de toneladas de milho na primeira safra e 70,8 milhões de toneladas de milho na segunda, espera-se recuo de 3% para o milho, após crescimento de 2,8% na primeira safra e decréscimo de 5,1% na segunda.

A região Centro-Oeste responde por 115,8 milhões de toneladas na distribuição da produção de cereais, leguminosas e oleaginosas. As demais regiões: Sul (73,6 milhões de toneladas), Sudeste (25,6 milhões) Nordeste (21,9 milhões) e o Norte (10,5 milhões). 

A pesquisa indica, ainda, que há aumento em quase todas as regiões: Nordeste (14,3%), Sudeste (7,8%), Norte (7,0%) e Centro-Oeste (3,8%). O único que apresentou declínio foi o Sul do país (4,7%).

Estados

Na distribuição da produção pelos estados, Mato Grosso lidera como maior produtor nacional de grãos, com uma participação de 28,4%, seguido pelo Paraná (16,4%), Rio Grande do Sul (10,7%), Goiás (10,1%), Mato Grosso do Sul (7,9%) e Minas Gerais (6,1%), que, somados, representam 79,6% do total nacional. Com relação à participação das regiões brasileiras, tem-se a seguinte distribuição: Centro-Oeste (46,8%), Sul (29,8%), Sudeste (10,3%), Nordeste (8,9%) e Norte (4,2%).

Junho e maio

Na relação de junho a maio deste ano, os destaques são as variações nas estimativas de produção do café arábica (4,8%), cana-de-açúcar (1,8%), mandioca (1,4%), trigo (1,2%), sorgo (1,2%), aveia (1,0%), milho 2ª safra (0,9%),  milho 1ª safra (0,6%) e  soja (0,5%). 

Houve redução na produção da batata 3ª safra (26,2%),  feijão 1ª safra (3%), cevada (2,4%), café canephora (1,9%), batata 2ª safra (1,6%), feijão 2ª safra (1%) e batata 1ª safra (0,5%).

Já em números absolutos, as variações em destaque ficam por conta da cana-de-açúcar (11,9 milhões de toneladas),  milho 2ª safra (647,7 mil toneladas), soja (547,3 mil toneladas), mandioca (266,6 mil toneladas), milho 1ª safra (160,8 mil toneladas), café arábica (121,7 mil toneladas),  trigo (82,7 mil toneladas), sorgo (31,7 mil toneladas), aveia (10,5 mil toneladas), batata 3ª safra (-239,3 mil toneladas),  feijão 1ª safra(-42,3 mil toneladas), cevada (-10,5 toneladas), café canephora (-16,6 toneladas), batata 2ª safra (-17,6 mil toneladas), feijão 2ª safra (-11,0 mil toneladas) e batata 1ª safra (-8,8 mil toneladas).

Fonte: Agência Brasil

Clique para comentar

Deixe seu comentário

Agronegócio

Garota expande e transforma sítio da família, na cidade de Cabixi, em exemplo na engorda de bois

Publicado

em

Por

Garota expande e transforma sítio da família, na cidade de Cabixi, em exemplo na engorda de bois

Ela concluiu os estudos do segundo grau e decidiu que era o momento de ajudar sua mãe e seu pai a tocar os negócios de família, o Sítio Miranda, no município de Cabixi. A propriedade, que era voltada à produção de suínos, passou por diversificação das atividades e até expansão de fronteiras, depois que a administração passou a ser feita em conjunto entre a jovem produtora Vanessa Miranda e seus pais.

A história foi destaque do quadro Giro pelo Brasil. “É uma jovem diferenciada. Quando terminou o segundo grau, resolveu ajudar o pai e a mãe no negócio da família no sítio. Eles tocavam uma granja de porco e aí caíram para dentro do negócio (pecuária de corte). Ela resolveu mexer com gado também e hoje engorda em torno de 200 cabeças em um confinamento fechado, mais um pouco no no semiconfinamento. Já andou comprando mais propriedades por lá. É uma jovem que só está crescendo”, reconheceu o originador da Friboi para a unidade de Vilhena, Wagner Alencar.

Desde que Vanessa passou a integrar a administração do sítio, outras duas propriedades já foram adquiridas para os negócios da família, um fruto do esforço da jovem que, se preciso, coloca a mão na massa e ajuda em tarefas como soldagem das gaiolas dos suínos, conforme já presenciou o originador em visita recentemente realizada. Ainda de acordo com relato de Alencar, as boiadas engordadas no confinamento apresentam bom padrão, sendo jovens e com o acabamento de gordura adequado.

Fonte: Reprodução

Autor: Canal Rural

Continue lendo

Agronegócio

Rondônia na Campanha “Mulheres Rurais, Mulheres com Direitos”

Publicado

em

Por

As mulheres rurais de Rondônia e de tantos outros estados brasileiros estão representadas na 5ª edição da campanha “Mulheres Rurais, Mulheres com Direitos”, que foi lançada nesta quarta-feira, 29, no Palácio do Planalto, em Brasília.
No vídeo de lançamento, que está abaixo, o depoimento é da cafeicultora Maria Aparecida Aruá, casada com o indígena Valdir Ferreira Aruá. Eles vivem na Terra Indígena Rio Branco, em Alta Floresta D’Oeste – Rondônia, com os três filhos. Na lavoura, eles têm banana, castanha e são reconhecidos pelo plantio dos cafés Robustas Amazônicos sustentáveis e especiais.
Por meio de fotos e vídeos depoimentos, estas mulheres rurais contam suas histórias de desafios e vitórias. Essas destemidas mulheres não poupam esforços para realizar o trabalho diário, cuidar família e levar alimentos para as mesas de todos nós!
O objetivo da campanha “Mulheres Rurais, Mulheres com Direito 2020-2021” é dar visibilidade ao papel importante das mulheres rurais, indígenas e afrodescendentes, especialmente diante de um complexo contexto de desigualdades estruturais e de desafios sociais, econômicos e ambientais. Diante do impacto da pandemia da COVID-19 na região, os desafios tornaram-se ainda maiores.
A 5ª edição da campanha é uma iniciativa conjunta e colaborativa internacional e intersetorial promovida pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura – FAO na América Latina e no Caribe. No Brasil, o comitê que executa as ações da campanha de maneira conjunta é formado pela FAO, pela ONU Mulheres, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Embrapa, Aliança de Cônjuges de Chefes de Estado e Representantes (ALMA) e demais instituições.
A solenidade de lançamento contou com as presenças do presidente Jair Bolsonaro, da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, e das ministras Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento), Damares Alves (Mulher, da Família e dos Direitos Humanos), e do representante da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO) no Brasil, Rafael Zavala.
Fonte: Renata Silva

Continue lendo

Agronegócio

Governador de Rondônia confirma apoio a evento de agronegócio totalmente on line

Publicado

em

Por

Agrolab Amazônia é uma iniciativa do Sebrae com a adesão de importantes parceiros

O Governador Coronel Marcos Rocha se reuniu na manhã desta sexta (24), junto com alguns secretários de estado, para conhecer o projeto do evento Conecta Sebrae Agrolab Amazônia, que foi apresentado pelo Diretor Técnico do Sebrae em Rondônia, Samuel Almeida em reunião virtual.

O gestor do Executivo Estadual se inteirou dos detalhes e colocou sua equipe à disposição do evento, que promete ser uma grande revolução, especialmente para o homem do campo, uma vez que oferecerá uma experiência de realidade virtual nunca antes experimentada pelo setor produtivo na Amazônia. “Achei bastante interessante e vamos encaminhar inclusive ao Presidente Bolsonaro e também a diversos ministros. Parabéns ao Sebrae, acho que nosso estado precisa disso e tem tudo para dar certo. Rondônia é um estado que nasceu para dar certo! ”, disse o governador, que estava acompanhado de secretários e assessores, como o Secretário de Estado da Seagri, Evandro Padovani e o Superintendente da Sedi, Sergio Gonçalves.

O diretor técnico do Sebrae, Samuel Almeida apresentou a proposta da feira, com seus diversos ambientes a serem visitados virtualmente pelos participantes mas frisou que será mais que um evento virtual: “O Agrolab Amazônia será a conexão a integração que precisamos para continuar contribuindo com o desenvolvimento de nosso estado”, disse ele.

Samuel propôs que durante o evento seja realizado um fórum virtual de governadores da Amazônia Legal para discussão de grandes temas para a região. ”Vou levar a proposta no grupo que temos de governadores e vou conversar com o presidente do fórum, que é o governador do Amapá, Waldez Góis”, pontuou o governador.

O Conecta Sebrae Agrolab Amazônia será um evento virtual voltado ao agronegócio onde uma plataforma on line será disponibilizada e acessada pelos participantes e trará grandes palestras de interesses do produtor rural, discussões relevantes em torno dos gargalos que o setor produtivo enfrenta e também a geração de negócios. O evento ocorrerá nos dias 22 a 24 de setembro e a programação será divulgada em breve.

Plataforma on line

O Conecta Sebrae Agrolab Amazônia será uma plataforma on line, com inscrições gratuitas onde o participante assumirá um avatar ao se conectar no evento e poderá navegar pelos ambientes virtuais criados. Poderá assistir palestras, participar de rodadas de negócios, fazer networking, visitar stands virtuais e muito mais. Para fazer uma pré inscrição, basta acessar www.agrolabamazonia.com

e receber conteúdos exclusivos do evento (programação, palestrantes e demais informações).

Saiba mais sobre as ações do Sebrae no agronegócio, acesse o site www.sebrae.ro ou ligue gratuitamente para 0800 570 0800. Você também pode acessar o Sebrae pelo WhatsApp, (69) 98130 5656, Instagram, Facebook, Twitter, LinkedIn e YouTube nos canais Sebrae RO.

Continue lendo
--Publicidade--
--Publicidade--

Publicidades

--Publicidade--
--Publicidade--

Tendências

%d blogueiros gostam disto: