conecte-se conosco

Saúde

Xand Avião descobre que está com coronavírus no dia do seu aniversário

Publicado

em

”

Ele contou que a mulher, Isabele, também foi diagnosticada com a covid-19

Foto: © DR – Notícias ao Minuto

Xand Avião disse que recebeu nesta terça-feira (24), dia do seu aniversário de 38 anos, a confirmação de que está com o novo coronavírus. Em uma série de vídeos publicados no Stories do seu Instagram, ele contou que a mulher, Isabele, também foi diagnosticada com a covid-19.

“Desde segunda-feira (16), a gente fez um exame, porque a Isa sentiu um pouco de febre, nada demais, e um pouquinho de dor de garganta, e eu não senti nada. O da Isa saiu anteontem e deu positivo, o meu saiu hoje e deu positivo. O da Bebella [filha caçula] deu negativo. Bebella como sempre é diferente de tudo”, afirmou.

Ele disse que está se sentindo bem, que teve um pouco de febre, mas que os dois seguem isolados há dez dias, em quarentena.” Estamos de boa em casa, meu aniversário não está sendo do jeito que a gente queria (…) Eu falei que não queria fazer festa este ano, está aí ó, Deus demonstrou uma forma de não fazer festa”, disse.

Ele pediu para que a população fique em casa. “Eu acho que vamos conseguir frear isso [o coronavírus] bem antes do que muitos países por aí.”

Outros Famosos

Com a expansão do coronavírus, já foram registrados vários casos confirmados entre famosos, atletas e até políticos. Tom Hanks, 63, e a mulher, Rita Wilson, 63, foram alguns dos primeiros a ter resultado positivo, mas também estão na lista desde a atriz Fernanda Paes Leme, 36, até o tenor espanhol Placido Domingo, 79.Tom Hanks e Rita Wilson afirmaram ter contraído a doença na Austrália, onde o ator participava das gravações de um filme sobre a vida de Elvis Presley.

Hanks afirmou, em suas redes sociais, alguns dias após a confirmação, que o casal está bem, mas isolado e sendo monitorado.

No Brasil, Di Ferrero afirmou também em suas redes sociais que foi diagnosticado com a doença e, alguns dias depois, confirmou complicações pulmonares: “Muito importante se resguardar agora”, disse.

Já a influenciadora Gabriela Pugliesi, 33, se isolou em casa, após ter contraído a doença, provavelmente no casamento da irmã.A ativista pelo direito dos animais Luisa Mell, 41, teve disgnóstivo confirmado de coronavírus. Ela havia contraído uma pneumonia junto com o marido, o empresário Gilberto Zaborowsky, 41, que também tem a doença.

Outros famosos que estiveram no casamento de Marcela Minelli também confirmaramter contraído a doença, como a cantora Preta Gil, que foi uma das atração da festa, e a influenciadora Shantal Verdelho e seu filho, Filippo, de apenas um ano. Os três passam bem.

 Fonte: Notícias ao Minuto

Clique para comentar

Deixe seu comentário

Destaques

Alta Floresta D´Oeste volta a ter caso suspeito de Coronavírus

Publicado

em

Por

”

Segundo fontes da Secretaria Municipal de Saúde (SEMSAU), o município de Alta Floresta voltou a ter outro caso suspeito de COVID-19, onde uma pessoa que teria chegado de viagem estaria apresentando os sintomas, sendo submetida a coleta para os exames.

Durante a manhã desta quarta-feira (01), o prefeito realizou uma reunião com os secretários de Saúde  e Agricultura alem da assessoria jurídica, para avaliar algumas recomendações do tribunal de contas. O prefeito aguarda uma posição por parte do Governo do Estado sobre algumas novas medidas que poderão ser tomadas, no combate ao Coronavírus.

Fonte – Portal Princesa Web.

Continue lendo

Saúde

Sebrae precisa de doadores para atender os bancos de sangue do estado

Publicado

em

Por

”

Mobilização de colaboradores será o retorno em responsabilidade social

A Unidade de Gestão de Pessoas (UGP) iniciou, em 18 de março, um trabalho contínuo para conseguir doadores de sangue entre os colaboradores do Sebrae em Rondônia. A UGP mobilizou nossos colegas da capital e das unidades regionais para atender os Bancos de Sangue da Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Rondônia (Fhemeron), que está com dificuldades em manter estoques razoáveis para atendimentos hospitalares.

Fhemeron tem intensificado as campanhas de captação de doadores para o abastecimento do hemocentro de Porto Velho, localizado ao lado do Hospital de Base Ary Pinheiro, na Avenida Jorge Teixeira, 3766, bairro Industrial, bem como dos hemocentros de Ariquemes, Cacoal, Ji-Paraná, Rolim de Moura e Vilhena. Esse trabalho implica em conscientizar as pessoas quanto a necessidade em se manter estoques de sangue que socorrerão as vítimas de acidentes, além daquelas necessidades básicas durante procedimentos cirúrgicos.

Ótimas iniciativas têm sido  colocadas em prática para atender as necessidades, a Fundação fez parceria com a empresa de mobilidade Urbano Norte, que além de incentivar seus motoristas a se tornarem doadores, oferecem descontos nas corridas aos que utilizarem o aplicativo para voltar para casa, após a realização do procedimento. O Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO) mobiliza seus servidores para doarem sangue, a Loja Maçônica União e Perseverança, a mais antiga de Rondônia, está em campanha não apenas com os seus filiados, mas mobiliza vizinhos, parentes e amigos para esta responsabilidade social de primeira linha. O Exército tem sido parceiro das campanhas da Fhemeron e todo esse esforço ainda não é suficiente para habilitar ao atendimento das demandas hospitalares. Todos nós estamos sujeitos a precisar de sangue e as pessoas precisam da solidariedade dos doadores, a captação de sangue precisa de mobilização constante para garantir os estoques que no momento estão abaixo da média.

Com tanta gente trabalhando para melhorar esta disponibilidade e mesmo assim sem o volume necessário e suficiente para atendimento, o Sebrae não poderia ficar de fora, por esta razão a UGP busca estimular os colaboradores à doação voluntária para manutenção dos estoques. As colaboradoras fizeram uma lista de pessoas interessadas e enviaram quatro de cada vez. Até o presente momento tivemos oito pessoas que doaram sangue. Precisamos captar mais sangue e contamos com o apoio de todos que puderem participar deste esforço.

Lembramos os requisitos para doar, é necessário que o doador e a doadora tenham entre 16 e 69 anos; com peso de mais de 50 quilos; a doadora não esteja grávida; estejam alimentados (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação); deverão estar descansados (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas); estejam em boas condições de saúde; não sejam epiléticos; tenham doado sangue há mais de 60 dias (homem) ou 90 dias (mulher); tenham dormido pelo menos seis horas nas últimas 24 horas e não ter ingerido bebidas alcoólicas nas últimas 12 horas.

Contamos com a sua participação!

Continue lendo

Saúde

Covid-19 é três vezes menos letal no Brasil do que na Itália

Publicado

em

Por

”

Dados da OMS indicam que, a cada cem brasileiros que testam positivo para a doença, três não resistem. Entre italianos, são 11 mortes a cada cem

Covid-19 já matou mais de 10 mil na Itália Flavio Lo Scalzo/Reuters – 27.03.2020

A taxa de letalidade da covid-19 no Brasil é três vezes menor do que a registrada na Itália, de acordo com levantamento do R7 com base nos dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), que divulga relatórios diários sobre a doença provocada pelo novo coronavírus.

Até a última segunda-feira (30), o Brasil tinha informado à autoridade máxima de saúde no mundo 3.904 casos de covid-19, com 114 mortes. Isso representa uma taxa de mortalidade de 2,92%. Na prática, de cada cem pessoas que pegam o vírus, 3 morrem no país.

A Itália havia confirmado oficialmente 97.689 casos da doença até ontem, com 10.781 mortes. Com isso, a taxa de letalidade entre os italianos chega a 11,03% — na prática, de cada cem pessoas que ficam doentes, 11 não resistem aos efeitos da covid.

Para o infectologista Jean Gorinchteyn, do Instituto de Infectologia Emílio Ribas e do Hospital Israelita Albert Einstein, ambos de São Paulo, a taxa de letalidade menor da doença no país se explica, principalmente, pelo isolamento social.

— A gente tem dois aspectos fundamentais que explicam isso. Primeiro, tivemos a possibilidade de preparar as UTIs para receber essas pessoas e conseguimos atender prontamente, neste momento. A assistência de saúde, até agora, tem sido qualificada. E a capacidade de atender a essas pessoas tem a ver diretamente com o isolamento social.

De cada cem pessoas, 11 morrem na Itália com covid Alessandro Garofalo/Reuters – 31.03.2020

O infectologista também destaca o tratamento da covid-19 com uma combinação de cloroquina com um antibiótico.

— Segundo, que também temos a nosso favor a possibilidade de muitos serviços já terem iniciado o protocolo experimental do uso combinado da azitromicina, que é um antibiótico com ação anti-inflamatória, e a cloroquina, que é antirreumático e usado para malária, com bons resultados.

Porém, o médico é enfático ao reforçar a necessidade de isolamento social para que as unidades de atendimento continuem prestando o socorro devido aos infectados.

— De fato, a letalidade aqui está sendo menor por aqui, a gente quer perder menos vidas, e para isso a gente precisa das pessoas e precisa manter o isolamento social. Reforço isso.

Para efeito de comparação, e, nos Estados Unidos, onde a doença caminha a passos largos, a letalidade está em 1,7%. Até agora, 122,6 mil americanos testaram positivo para a covid-19, com 2.112 mortes confirmadas.

No Brasil, letalidade não chega a 3%, segundo OMS Joédson Alves/EFE – 31.03.2020

Os hospitais norte-americanos enfrentam dificuldades no atendimento, uma vez que o fluxo de pessoas que os procuram aumentou muito nos últimos dias. Há até um navio-hospital da Marinha com mil leitos e 12 salas de cirurgia ancorado em Nova York.

A taxa média mundial é de 4,77%. Oficialmente, segundo a OMS, são 693.224 casos de covid-19 registrados no mundo até ontem, com 33.106 mortes.

Vale lembrar que, para chegar ao cálculo da taxa de letalidade, a quantidade de pessoas que fez o teste para covid-19 influencia o cálculo final. Há um número representativo de subnotificações, ou seja, pessoas que têm a doença, mas estão assintomáticas e/ou não fizeram o teste. Por isso, não constam dos dados oficiais.

Só na China, estima-se que 86% dos doentes não entraram nas estatísticas porque não fizeram o teste.

Outro fator é a idade dos pacientes. a população italiana é mais idosa que a brasileira. Um em cada quatro moradores da Itália tem mais de 60 anos, enquanto, no Brasil, cerca de 13% se encaixam nessa faixa etária. No caso do Brasil, como explica Dr. Jean, o fato de a idade média da população ser menor do que na Itália também faz com que a taxa de letalidade seja menor por aqui.

Casos de covid-19

O Brasil registrou o primeiro caso da doença no dia 25 de fevereiro (a OMS tabulou esse dado no dia 27, dois dias depois). Mais de um mês depois, o país tem agora 3.904 casos da covid-19.

Já a Itália já diagnosticou 97.689 habitantes com a doença e os Estados Unidos, novo foco da pandemia, já tem pelo menos 122.653 pessoas com a enfermidade.

Mortes por covid-19

Se, por um lado, a taxa de letalidade da doença no Brasil está abaixo daquela registrada na Itália, o ritmo de mortes está levemente mais acelerado nos primeiros dias com óbitos.

O Brasil teve o primeiro óbito por covid-19 registrado em 17 de março — a OMS computou esse óbito dois dias depois.

Desde então, a quantidade de pessoas que não resistiram aumentou e o país registrou 114 ontem, 12 dias depois do primeiro registro.

Para efeito de comparação, a Itália teve 107 mortes após o mesmo intervalo de tempo, e os Estados Unidos, 41.

Fonte: R7.com

Continue lendo

Publicidades

Tendências

%d blogueiros gostam disto: