conecte-se conosco

Educação

Cardápio da merenda escolar da rede estadual oferece alimentação saudável e balanceada

Publicado

em

”

O cardápio deve estar fixado em mural para conhecimento de pais e alunos, assinado pela nutricionista responsável

O ano letivo da rede pública estadual começa nesta quinta-feira (6) e o planejamento do cardápio da merenda escolar já está concluído para oferecer aos alunos de todo o estado de Rondônia, uma alimentação saudável e balanceada, de acordo com a necessidade nutricional de cada faixa etária.

Segundo a nutricionista da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), Regina Rodrigues, que também é responsável pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), o cardápio é diferente e dividido em cinco modalidades. “Temos apenas uma escola que atende a alunos do pré-escolar – que fica dentro do Tiradentes I. Aí vem o ensino fundamental, o ensino médio, a educação de jovens e adultos, educação indígena, e o ensino integral. Cada uma dessas modalidades tem um cardápio específico”, explica.

Regina diz que o cardápio é baseado na Resolução do Pnae e deve atender às necessidades biológicas de cada aluno no período em que ele encontra-se em sala de aula, atentando-se aos macro nutrientes e micro nutrientes, ou seja, o balanceamento da quantidade total de calorias, carboidratos, gorduras, proteínas, fibras vitaminas C e A, ferro, zinco e o cálcio.

A nutricionista acrescenta que prato preferido dos alunos é o vatapá e o cachorro quente, além do açaí, com alta aceitação, e do peixe, que é adquirido pelo Programa Estadual de Alimentação Escolar (Peale), nas espécies pirarucu e o tambaqui, em forma de filé ou polpa.

“Dentro das diretrizes do Pnae tem a orientação para o teste de aceitabilidade da merenda para as preparações servidas com maior frequência ou inovações no cardápio. Para ser inserida a preparação alimentar precisa ter ao menos 85% de aprovação dos alunos”, Regina Rodrigues, nutricionista.

O planejamento do cardápio leva em conta a cultura da região, a sazonalidade do produto e a disponibilidade por área. “Em Porto Velho, por exemplo, nós fazemos um mapeamento em conjunto com a Seagri para identificar a produção agrícola, porque o também tem que contemplar alimentos da agricultura familiar”, diz a nutricionista.

O cardápio deve estar fixado em mural para conhecimento de pais e alunos, assinado pela nutricionista responsável, e além da pauta de compras ser feita com base no cardápio, a gerência confere se a lista dos produtos inserida no processo, e o Conselho Escolar de Rondônia (Caero) também faz a fiscalização com visitas surpresas nas escolas.

RECURSOS

A gerente de Programas da Seduc, Jaqueline da Silva Almeida, explica que, para o primeiro mês de aula, foi feita uma reprogramação com o saldo da 10ª parcela do exercício anterior. As escolas já estão com essa parcela em conta para a aquisição dos produtos. A tramitação para os processos de 2020 está só aguardando a disponibilização dos dados oficiais do senso, que são utilizados para a base de cálculos da per capta por modalidade.

“Até o momento só temos os preliminares divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), e a expectativa é que até o final desta semana eles repassem para o setor de estatísticas da Seduc. Tendo acesso a esses dados vamos fazer uma força tarefa neste mês de fevereiro para que até o início de março todas as escolas recebam os recursos da merenda e também do Pronaf”, completa Jaqueline.

A gerente revela que este ano haverá novidade para a compra dos produtos por parte dos gestores (diretores). “O recurso não será mais repassado para os conselhos escolares.  Agora tem um cartão que fica sob a responsabilidade de cada diretor e quando o fornecedor for realizar a entrega dos produtos na escola, é só levar a maquina de cartão juntamente com a nota fiscal para que o pagamento seja efetivado”. Jaqueline explica que antes disso, a compra será feita através de ata de registro de preço e no ato da entrega será creditada no cartão Pnae.

Fonte: Secom – Governo de Rondônia

Clique para comentar

Deixe seu comentário

Educação

Seduc prorroga suspensão das aulas na rede estadual por mais 15 dias para prevenção ao coronavírus

Publicado

em

Por

”

As aulas ficarão suspensas de 1 a 16 de abril de 2020.

Na manhã de sábado (28), a Secretaria de Estado da Saúde recebeu mais uma remessa de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) para os profissionais de saúde dos hospitais estaduais. Os materiais foram comprados muito antes de Rondônia ter casos confirmados de coronavírus (Covid-9).

No Hangar do Governo do Estado foram descarregadas as caixas que, em seguida, foram encaminhadas à Central de Abastecimento Farmacêutico de Materiais E Insumos Hospitalares (CAFII), que fará a distribuição para as unidades de referência inseridas no plano de contenção da Sesau ao coronavírus, na Capital: Hospital Cemetron e AMI 24h (Assistência Médica Intensiva) e Hospital Infantil Cosme e Damião (HIICD); no interior para o Hospital Regional de Cacoal (HRC).

Ao todo, são seis mil máscaras N 95 (2.200 unidades chegaram na primeira remessa e hoje mais 3.800 agora) com fator de proteção PFF2, que garante 95% de eficiência de filtração de partículas maiores que 0,3µm (micrometros) e seu uso é indicado visando a proteção contra doenças por transmissão aérea, com o certificado do Ministério da Saúde de acreditamento 38504. E 30 mil aventais cirúrgicos em todos os tamanhos.

No último dia 25 foram entregues ao Estado, e posteriormente às unidades referenciadas, kits de proteção contendo macacões impermeáveis, luvas, máscaras N 95 e viseiras, além dos kits para os profissionais que fazem a limpeza dentro da unidade de saúde com: avental de superfície, luvas, máscara e toucas.

Fonte
Texto: Dislene Queiroz
Fotos: Ítalo Ricardo
Secom – Governo de Rondônia

Continue lendo

Destaques

Alta Floresta: Prorrogação das aulas – medidas de prevenção ao novo coronavírus (COVID-19).

Publicado

em

Por

”

Prorrogação das aulas – medidas de prevenção ao contágio e enfrentamento da propagação decorrente do novo coronavírus (COVID-19).

Considerando as medidas de prevenção ao contágio e enfrentamento da propagação decorrente do novo coronavírus (COVID-19) e o Decreto n° 24.871, de 16 de março de 2020, comunicamos que a Secretaria de Estado da Educação, com base no Art. 5º do referido Decreto, “Ficam suspensas pelo prazo de 15 (quinze) dias, podendo ser prorrogadas por iguais períodos, as atividades educacionais em todas as instituições das redes de ensino pública e privada”, vem prorrogar por mais 15 (quinze) as atividades educacionais da rede pública do estado, pelo período de 01 de abril a 16 de abril de 2020.

Fonte: Florestanoticias.com

Continue lendo

Educação

Dário cobra o secretário jose Jaques,a substituição de bebedouro de água

Publicado

em

”

Vereador Dário Moreira cobra ao secretário de educação jose Jaques,a substituição de bebedouro de água, na escola Boa Esperança, (Vila Marcão).

Fonte: Florestanoticias.com

Continue lendo

Publicidades

Tendências

%d blogueiros gostam disto: