sábado , setembro 21 2019
Home / Destaques / Governo de Rondônia intensifica ações de combate às queimadas

Governo de Rondônia intensifica ações de combate às queimadas

Depósito de material reciclável foi consumido parcialmente pelo fogo

Em razão do aumento de focos de calor registrados no Estado de Rondônia, o Corpo de Bombeiros Militar  esclarece que dados extraídos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais  (INPE), comprovam um aumento de 160% no número de focos, neste período, em relação a 2018. A dinâmica relacionada aos incêndios florestais e queimadas não autorizadas, são extremamente complexa e está relacionada ao desmatamento e ao uso do fogo sem controle pelas comunidades.

O governador do Estado, coronel Marcos Rocha tem dado apoio necessário as ações do Corpo de Bombeiros Militar diretamente voltadas ao combate a estes sinistros, que em sua maioria, são queimadas não autorizadas pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento Ambiental (Sedam).

As queimadas autorizadas pela Sedam são estabelecidas na Portaria n° 229/2017, disponível no site da secretaria e estabelece critérios para o uso do fogo na área rural.

De forma geral o Corpo de Bombeiros orienta a população que, ao obter autorização para o uso do fogo na área rural observe várias orientações, como informando aos vizinhos, com antecedência sobre data e hora da queima.

De acordo com coronel BM Demargli da Costa Farias, comandante geral do Corpo de Bombeiros de Rondônia, orienta que deve ser feito aceiro com largura mínima de três metros em volta do perímetro queimado, o enleiramento dos resíduos de vegetação para limitar a ação do fogo e, ainda não realizar queimadas às margens de estradas; queima sempre contra o vento; – não iniciar a queima se a temperatura estiver acima de 30° C; – não iniciar a queima se com ventos superiores a 30 km/h; – não iniciar a queima se a umidade relativa do ar estiver abaixo de 30%. Queimadas não autorizadas pela Sedam se constituem em crime ambiental, passíveis de multa de R$ 1.000,00 por hectare. Queimadas de entulhos ou lixo na área urbana é crime ambiental.
Ocorrências registradas.

O Corpo de Bombeiros Militar já atendeu mais de 900 ocorrências de incêndio em vegetação nos últimos 60 dias, com atuação até em municípios que não possuem unidade operacional da corporação. Além de atuar nos 15 municípios com Unidades Operacionais do Corpo de Bombeiros, a corporação em parceria com a Secretaria Municipal de Integração de Porto Velho, implantará a partir de 19 de agosto a Brigada de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais no distrito de União Bandeirantes, cuja região é responsável por 8% dos focos de calor do estado.

Já foram tomadas as medidas necessárias junto ao governo do Estado para liberação de recursos financeiros a fim de custear tais operações, voos de monitoramento e de transporte de brigadas de combate a incêndio florestal. Também foi firmada parceria com o PrevFogo/IBAMA para atuação conjunta em sinistros que fujam à capacidade de atuação da corporação. Em incêndios de maiores proporções, como ocorrido na região de Pimenta Bueno e Nova União, de acordo com o coronel BM Farias foram formadas Equipes de Força Tarefa para atuar nesses locais.

Instrutores do Corpo de Bombeiros mostram os perigos das queimadas

“Estamos atuando com capacidade e equipamentos disponíveis para combater os incêndios florestais e queimadas não autorizadas, de modo a reduzir o dano ambiental e o lançamento de gases na atmosfera que causam enormes prejuízos à saúde pública. Precisamos da colaboração da população para evitar queimadas que já estão trazendo prejuízos à saúde e bem estar de todos”, Afirmou Demargli Farias.

QUEIMADAS NÃO AUTORIZADAS

A Sedam vem trabalhando nas ações de fiscalização, atuando na prevenção e reprimindo as queimadas, não autorizadas, e outros crimes ambientais com as devidas autuações imputando, nos casos concretos, multa aos infratores. O governador coronel Marcos Rocha determinou a Sedam e ao Corpo de Bombeiros, a tomada de providências dentro de suas atribuições legais e um trabalho forte na prevenção, para que o crime ambiental não aconteça.

A Coordenadoria de Educação Ambiental trabalha seguindo as diretrizes traçadas na política de educação ambiental, conforme a lei 9795/1999 em parceria com a secretaria de Educação, e outros órgãos e entidades afins. Segundo o secretário Elias Rezende, com objetivo de orientar e prevenir, foram feitas atividades junto aos alunos nas escolas, com os universitários. “Estamos indo além, com uma educação ambiental mais ativa e próxima da população que precisa de seus serviços, chegando à associações, ao pequeno produtor rural, ao setor empresarial, a colônia de pescadores entre outros segmentos, levando orientações essenciais para que essas pessoas possam produzir com mais facilidade e prevenindo e combatendo os crimes ambientais”, relatou.
O secretário  reforçou a importância da união de esforços nos trabalhos, principalmente durante o período de estiagem. Todos os atores institucionais têm papel essencial na prevenção e combate aos incêndios florestais. “Queremos ser esse ponto de apoio para colaborar e articular de modo que Rondônia se torne mais atrativo, com melhores condições de investimentos por meio da preservação ambiental”, frisou.

Para denúncias de queimadas não autorizadas ligue: 0800 647 1150. Em caso de emergências e iminente risco ligue: 193

Fonte
Texto: Lenilson Guedes
Fotos: Paulo Sérgio, Frank Nery e arquivo Secom
Secom – Governo de Rondônia

Sobre Rudinei

Verifique também

Governo entrega mais de R$ 5 milhões em veículos e equipamentos para o Idaron

Na segunda-feira (23), no estacionamento Pirarucu, lado direito da Sesau, no Palácio Rio Madeira, o Governo …

Deixe seu comentário