conecte-se conosco

Geral

Índia força organizações cristãs a assinarem doc para não evangelizar no pais

Publicado

em

Nas entidades estão incluídas escolas, faculdades, hospitais e as que oferecem ajuda em áreas rurais

As autoridades da Índia, sob o comando do primeiro-ministro Narendra Modi, agora estão exigindo que funcionários de organizações sem fins lucrativos com fundos estrangeiros assinem declarações juramentadas dizendo que não se envolverão em nenhum tipo de atividade de evangelização, segundo informam fontes locais.

Várias Organizações Não Governamentais (ONGs) que recebem financiamento estrangeiro são vistas pelo governo central da Índia como envolvidas no ativismo anti-desenvolvimento e, portanto, apresentando um impacto negativo no país.

Segundo o Economic Times, o Ministério do Interior da Índia anunciou emendas restritivas à Lei de Regulamentação de Contribuição para Estrangeiros (FCRA).

A nova exigência surge cerca de dois anos depois que a organização cristã de patrocínio infantil Compassion International foi forçada a sair do país devido a uma repressão à ajuda externa.

O Ministério de Assuntos Internos da Índia declarou que cada membro ou funcionário de uma organização não governamental precisará registrar uma declaração atestada por um notário declarando que não esteve envolvida em nenhum ato de conversão religiosa ou processada por desarmonia comunitária.

As regras anteriores exigiam que apenas os principais cargos de escritório prestassem uma declaração juramentada ao buscar subsídios públicos.

A agência Asia News relata que os grupos de defesa temem que as novas regras tenham como alvo os ministérios cristãos que servem aos pobres e marginalizados.

O chefe do Ministério do Interior da Índia, Amit Shah, também é presidente do Partido Bharatiya Janata, alinhado pelos nacionalistas hindus.

Desde que o Partido Bharatiya Janata (BJP) chegou ao poder com a eleição do Primeiro Ministro Narendra Modi em 2014, a perseguição contra cristãos e outras minorias religiosas aumentou drasticamente.

Modificações

“Essas novas modificações reacenderão o temor de que as ONGs sejam seletivamente alvo e seu registro no FCRA seja cancelado e suas contas bancárias congeladas”, disse o presidente do Conselho Global de Cristãos Indianos, Sajan K George, à Asia News.

Ele disse que “todas as organizações cujos objetivos podem ser interpretados no sentido mais amplo da discórdia sectária, ou com acusações de conversão ou como uma simples ‘violação’ serão incluídas”.

George enfatizou que “essas novas mudanças parecem ser feitas apenas com o objetivo de atingir organizações dirigidas por minorias”.

George manifestou preocupação sobre como o BJP tentou revogar a licença de 96 ONGs baseadas no estado de Jharkhand em 2016, a maioria das quais eram organizações dirigidas por missionários cristãos ou financiadas por entidades apoiadas por igrejas locais no estado.

Tais entidades, disse ele, incluem escolas, faculdades, hospitais e dispensários em áreas rurais.

A FCRA enfrentou críticas de 100 membros do Congresso dos EUA devido à “falta de transparência e consistência” do governo na aplicação da lei. Milhares de ONGs estrangeiras perderam suas licenças para aceitar financiamento estrangeiro desde que Modi assumiu o cargo em 2014.

No início de 2017, surgiram manchetes quando a Compassion International foi forçada a interromper seu ministério para mais de 147.000 crianças na Índia após décadas de serviço devido a uma nova aplicação da FCRA que interrompeu sua capacidade de enviar fundos para projetos em todo o país.

De acordo com o New York Times, parte do motivo pelo qual os programas da Compassion International foram fechados foi devido à suspeita de conversão religiosa.

Leis anticonversão

Pelo menos sete estados da Índia têm leis anticonversão em seus livros que são frequentemente abusadas por grupos nacionalistas hindus que acusam pastores ou missionários de converter ilegalmente pessoas por força ou força. Em alguns lugares, esse crime é punível com pena de três a sete anos de prisão.

Mais recentemente, foi relatado que um padre católico e uma enfermeira da escola em Jharkhand foram presos no início deste mês por acusações de conversão forçada e ocupação ilegal da terra.

O padre Binoy John foi libertado esta semana e disse à imprensa que achava que os guardas da prisão tentavam matá-lo porque lhe deram remédios para febre quando ele precisava de remédios para doenças cardíacas.

Segundo o Asia News, John disse ao jornal Malayala Manorama que implorou para ser levado a um hospital e que seus pedidos iniciais foram recusados. Ele foi transportado para um hospital somente depois que sua condição se tornou crítica.

No estado de Himachal Pradesh, a legislatura liderada pelo BJP aprovou emendas no final de agosto, ampliando a lei anticonversão do estado e aumentando a punição máxima por violar a lei.

Leis anticonversão também estão em vigor nos estados de Odisha, Madhya Pradesh, Arunachal Pradesh, Chhattisgarh, Gujarat Uttrakhand.

A Índia é classificada como o décimo pior país do mundo quando se trata de perseguição a cristãos, de acordo com a Lista Mundial da Perseguição da Portas Abertas em 2019.

Os cristãos compreendem cerca de 4,8% da população indiana.

“Identificar-se como cristão pode ser uma ameaça arriscada e cruel através da mídia social”, diz o dossiê de um país da Portas Abertas.

Segundo o dossiê, as evidências sugerem que a vigilância digital foi realizada contra os líderes cristãos pelos radicais hindus.

“No campo, sinais abertos de seguir uma fé diferente do hinduísmo (ou do islã) estimularão a agressão, pois serão automaticamente ligados ao evangelismo ou à conversão”, diz o dossiê.

“Reuniões particulares para atividades de adoração não são seguras. Em todo o país, a inteligência local monitora todas as atividades cristãs”, afirma o documento.

Fonte: Guiame.com

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe seu comentário

Geral

Sucuri gigante ataca bezerro dentro de curral em fazenda do Mato Grosso

Publicado

em

Por

Um vídeo que se tornou viral mostra uma sucuri gigante atacando um bezerro em uma fazenda

Viralizou nas redes sociais nesta quinta-feira(23), a gravação de um vídeo, onde mostra uma cobra sucuri atacando um bezerro em uma fazenda. O homem que fez a gravação relata que o fato aconteceu nessa quarta-feira (22), em uma fazenda com o nome de Arapongas.

Nas imagens o animal está em um curral e a serpente grudada em uma das patas. O bezerro se debate e corre na tentativa de se livrar da cobra. Até o fechamento da matéria não foi confirmado se realmente o registro aconteceu em Mato Grosso.

Fonte: Lucas Noticias

 

Continue lendo

Geral

TBT Florada dos Robustas Amazônicos em Rondônia!

Publicado

em

Por

Esse vídeo mostra a beleza da florada dos Robustas Amazônicos. Fazenda Bacuri, em Alto Alegre dos Parecis, Rondônia. Propriedade de Daniel Constance Martins. Aumente o som e curta esta belezura

Florada dos Robustas Amazônicos em Rondônia!

☕🌸🐝 #TBT Florada dos Robustas Amazônicos em Rondônia!🎞 Esse vídeo mostra a beleza da florada dos Robustas Amazônicos. 📍 Fazenda Bacuri, em Alto Alegre dos Parecis, Rondônia. Propriedade de Daniel Constance Martins🔊👇🏼 Aumente o som e curta esta belezura

Posted by Robusta Amazônico on Thursday, January 23, 2020

Continue lendo

Destaques

Energia que Transforma, projeto da Energisa, vai a Alta Floresta D’Oeste Ro

Publicado

em

Por

Entre 27 e 31 de janeiro, mais de 100 técnicos e colaboradores da Energisa Rondônia desembarcarão em Alta Floresta D’Oeste. Eles fazem parte do programa Energia que Transforma, criado para reforçar as equipes de atendimento, realizar obras de melhoria na rede e manutenções preventivas, além de intensificar a abrangência de programas sociais, como o Tarifa Social. Em uma semana, a empresa investirá cerca de R$ 4 milhões no município para garantir que a energia chegue com confiabilidade e qualidade a seus 25 mil habitantes.

De acordo com o diretor-presidente da Energisa Rondônia, André Theobald, as ações contemplam manutenções na rede de distribuição da área urbana e rural, a fim de aumentar a confiabilidade e a qualidade no fornecimento de energia da região. Serão realizadas intervenções nos bairros Vila Marcão e Linhas 45, 47,5, P50, e 160. Elas incluem a substituição de postes e cerca de 590 equipamentos da rede.

“O reforço das equipes da Energisa na semana do Energia que Transforma permitirá intensificar as obras de uma nova linha alimentadora de 1,5 km, que vai melhorar a qualidade do serviço no município. Alta Floresta terá mais energia, com menos quedas e interrupções no fornecimento”, afirma Theobald.

A responsabilidade social também não fica para trás e será um passo importante neste projeto, promovendo a eficiência energética em Alta Floresta D’Oeste. Aproximadamente 2 mil lâmpadas de clientes da Energisa serão trocadas por outras, mais eficientes. Além disso, 100 clientes de baixa renda terão suas geladeiras substituídas por novas unidades, com eficiência comprovada pelo selo Procel. O caminhão do programa de Eficiência Energética ‘Nossa Energia’ também estará na cidade, na Praça Castelo Branco, com iniciativas para promover o consumo consciente e atividades recreativas para crianças.

Também vamos reforçar nosso atendimento. A agência será transferida para a Associação Comercial e Industrial de Alta Floresta (Aciaf), onde os clientes poderão realizar serviços de transferência de titularidade, religação e nova ligação, além de cadastro na Tarifa Social de Energia Elétrica e negociação de débitos em condições especiais”, finaliza Theobald. Também estão previstos aproximadamente 150 serviços comerciais, que incluem ligações novas de energia e religações.

Importante obra com desligamento programado de energia
Outra importante obra prevista pela Energisa para promover a modernização e melhorar a qualidade do fornecimento de energia para a cidade de Alta Floresta D’Oeste e região é a implantação de uma nova linha de média tensão de 34,5KV. Proveniente da Subestação Rolim de Moura, ela terá 24,5 km de extensão e servirá como alternativa para eventuais ocorrências na linha atual de distribuição de energia para a cidade, oriunda da Subestação Santa Luzia.

A entrega dessa obra está prevista para junho, mas uma das etapas mais importantes ocorrerá no sábado, 1º de fevereiro. Para isso, haverá um desligamento programado de energia na cidade nesta data, entre 13h e 19h.

Agência de Atendimento Energia que Transforma

Aciaf – Rua Ceará, 3861 – Centro – Alta Floresta

Horário de Atendimento:  8h às 12h e 14h às 17h30

Mais informações:

Ingrid Nascimento – (69) 9 8475-3969

Marina Rievers – (69) 9 8405-7931

Mauro Ramos – (21) 9 9273-2716

Tamiris Garcia – (69) 9 8475-3969

Fonte: Florestanoticias.com

Continue lendo

Publicidades

Tendências

%d blogueiros gostam disto: