Home / Destaques / Professores participam de formação do projeto de Mediação Tecnológica

Professores participam de formação do projeto de Mediação Tecnológica

A IV formação para professores presenciais e coordenadores do Projeto Ensino Médio com Mediação Tecnológica teve início hoje (14) e segue até sexta- feira (18), no Rondon Palace Hotel, em Porto Velho, com a proposta de alinhar as práticas pedagógicas e avançar na qualidade de ensino. 

De acordo com a secretária de Estado da Educação (Seduc), Angélica Ayres, a inovação começa pela forma como as aulas chegam até os alunos. Professores especializados com mestrado e até doutorado ministram de dentro de um estúdio em Porto Velho as aulas que são transmitidas via satélite em tempo real para os estudantes. Dentro das salas de aula, os professores presenciais dão o suporte para a aprendizagem. Cada aluno tem um netebook para acompanhar as aulas. As vídeos-aulas ficam disponíveis no YouTube para consulta (Mediação Tecnológica Rondônia).

‘‘Eu conheci o projeto ainda quando ele estava sendo criado e de pronto já considerei interessante porque cumpre toda a carga horária e permite ter aulas com pessoas altamente qualificadas’’, afirma o governador de Rondônia, Daniel Pereira, que aproveitou a oportunidade para destacar que o Estado é o primeiro do Brasil onde 100% dos municípios estão inscritos no Selo Unicef, o que significa compromisso com a educação.

Participam desta formação, 177 professores presenciais e coordenadores das 18 coordenações regionais. ‘‘Esses professores atuam diretamente com os nossos alunos e são atores muito importante nesse processo porque são responsáveis por motivar e acompanhar a frequência dos alunos. E essa formação continuada é extremamente importante porque esses professores precisam desse aperfeiçoamento’’, considera a secretária.

‘‘Essa é uma oportunidade de compartilhar conhecimento entre professores presenciais e a equipe de professores ministrantes para que possamos juntos melhorar cada vez mais o projeto’’, reforçou a gerente do Centro de Mídias, Giovanna Gvozdanovic da Silva.

O projeto teve início em Rondônia em 2016 direcionado para aproximadamente 2 mil alunos do 1º ano em 85 escolas, passou a atender 4.351 mil alunos do 1° e 2° ano de 121 escolas em 2017 e este ano já alcança cerca de 5.8 mil alunos de 118 escolas no 1°, 2° e 3º ano do Ensino Médio. E ocorre simultaneamente com educação profissional técnica.

De acordo com a secretária, esses estudantes são de localidades de difícil acesso e representavam uma demanda reprimida do Estado. ‘‘Esse modelo foi implantado sendo uma medida administrativa pela falta de professores habilitados, mas também sendo uma alternativa pedagógica porque melhora consideravelmente o atendimento oferecido aos nossos segmentos do campo’’, afirma a secretária.

Texto: Vanessa Moura
Fotos: Daiane Mendonça

Comments

comments

pinheirao3
tudo_matecol
studiorsinfo
floresta_mt

Sobre floresta

Verifique também

Programa Saúde na Escola quer ampliar número de alunos atendidos

Começou nessa segunda-feira (19) e segue até 15 de fevereiro de 2019 o prazo de …

Deixe uma resposta