Home / Noticias / Mãe morre ao tentar salvar o filho da morte após abraça-lo em Porto Velho

Mãe morre ao tentar salvar o filho da morte após abraça-lo em Porto Velho

Marta morreu momentos após ser socorrida pelo SAMU. Ednei, o agressor, morreu no pronto socorro do Hospital João Paulo II após reagir a prisão e ser baleado por 6 tiros de pistola .40.

Testemunhas relatam que Ednei percorreu em um veículo Fiat/Uno, pelos bairros, Airton Senna, Mariana, Porto Cristo, Renascer, Fortaleza e Três Marias, cometendo os crimes. Descontrolado o agressor sempre dava uma justificava diferente para o ataque como: “Quem mandou me bater?” ou “Foi você que agrediu o meu filho”.

No Bairro Renascer, a família estava em casa, quando Ednei chegou na frente da residência, parou o carro e ao descer foi para cima da criança de apenas 03 anos de idade, ao perceber o ato, a mãe Marta Rodrigues Pereira de 28 anos, correu e se jogou em cima da criança vindo a abraçá-la, mesmo assim o agressor golpeou a mãe nas regiões de trás de sua cabeça e no lado esquerdo do peito. Na sequência o suspeito também atacou o esposo de Marta, Márcio Dias de Souza, de 37 anos.

Após atacar a família, Ednei fugiu e na rua encontrou o outro filho de 09 anos do casal e o atacou também a golpes de facão, vindo a atingi-lo na região de um dos braços.

Populares estarrecidos com a cena, acionaram o Samu para socorrer a família até a UPA da Zona Leste. Infelizmente a gravidade dos cortes em seu corpo era grave, e Marta acabou não resistindo aos ferimentos, e segundo a direção da UPA, Marta morreu pouco depois de dar entrada no pronto socorro da unidade.

O filho de 09 anos de Marta, chegou a ser internado com um leve corte, mas em seguida foi liberado. O padrasto e marido de Marta foi transferido para o Hospital João Paulo II e segue internado em estado grave.

Ednei Ribeiro foi encontrado em casa pela Polícia Militar, ao tentar conversar com o agressor por pelo menos 10 minutos na tentativa do mesmo se render, ele em poder de dois facões e uma faca avançou contra os policiais, em seguida foi baleado com 06 tiros de Pistolas .40. Ednei foi socorrido pelos próprios policiais na carroceria da viatura até o Hospital João Paulo II, mas acabou morrendo momentos após dar entrada no pronto socorro da unidade.

Os disparos atingiram o ombro direito, ombro esquerdo, antebraço esquerdo, mão esquerda, coxa direita e a coxa esquerda de Edinei.

Segundo a UPA da Zona Leste, algumas vítimas do ataque são: 

  • Dorival de Souza, 57 anos
  • Marta Rodrigues Pereira, 27 anos (óbito)
  • Débora Batista Sena, 27 anos –  esfaqueada no Bairro Fortaleza
  • Gerson Rocha de Carvalho, 50 anos – atacado na Rua Vila Mariana
  • Desimar Gouveia de Matos, 39 anos
  • Maria Piedade Correia, 78 anos
  • Mirtes Maria Oliveira de Alencar, 48 anos
  • Jhon Makson Alencar Luna, 24 anos
  • Otávio Rodrigues da Silva, 9 anos

No Hospital João Paulo II estão internadas 07 vítimas, 06 delas em estado grave. Ainda durante a noite de quinta-feira, a unidade informou que duas das vítimas passaram por cirurgias.

Perfil de Edinei

Nas redes sociais, Edinei possuía três perfis e um deles informava que ele era do estado do Paraná.

Segundo a Polícia Militar, Edinei não tinha passagens pela polícia. Vizinhos e conhecidos afirmaram que o suspeito morava sozinho, era evangélico e aparentava ser uma boa pessoa.

Edinei morava em uma casa na Zona Leste e foi morto ao tentar atacar PM — Foto: Daniele Lira/G1

Fonte: Planeta Folha – Cristiano Lyr

Comments

comments

pinheirao3
tudo_matecol
studiorsinfo
floresta_mt

Sobre floresta

Verifique também

Programa Saúde na Escola quer ampliar número de alunos atendidos

Começou nessa segunda-feira (19) e segue até 15 de fevereiro de 2019 o prazo de …

Deixe uma resposta