Home / Educação / Governo pretende investir cerca de R$ 10 milhões na educação

Governo pretende investir cerca de R$ 10 milhões na educação

Centro Abaitará, em Pimenta Bueno, é destaque no cenário nacional por ser a maior escola de inclusão social do Brasil

Para dar cumprimento às metas estipuladas no Plano Estadual de Educação e fortalecer o Ensino Médio, o governo de Rondônia criou um plano de estratégia que busca beneficiar ainda mais os jovens com a formação técnica e profissionalizante, através dos cursos oferecidos pelo Instituto Estadual de Desenvolvimento da Educação Profissional (Idep) que está vinculado à Secretaria Estadual de Educação (Seduc).

Criado em dezembro de 2016, com implantação em 2017, o Idep possui hoje mais de 4.900 estudantes matriculados em cursos profissionalizantes nas áreas de comércio, turismo, indústria, agronegócio e transversal (áreas de segurança e TI).

De acordo com a presidente do Idep, Adir Josefa, o instituto busca fomentar toda a política estadual de desenvolvimento da educação profissional por meio de cursos técnicos e de Formação Inicial e Continuada (FIC). Segundo ela, Rondônia conta, hoje, com apenas uma escola técnica estadual no município de Porto Velho, a Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Major Guapindaia, e o Centro Rural Abaitará, em Pimenta Bueno. Abaitará é destaque no cenário nacional por ser a maior escola de inclusão social do Brasil, onde vivem cerca de 60 indígenas, 15 quilombolas, e famílias de baixa renda.

O plano busca beneficiar os jovens do ensino médio com formação técnica e profissionalizante

“Nós precisamos preparar as pessoas para o crescimento de Rondônia ocupando estes postos de trabalho com gente daqui. Usando o desenvolvimento social e econômico juntos. Os cursos que foram implantados no decorrer desses anos foram através de recursos do Fecoep (Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza). Nós utilizamos este recurso para capacitar as pessoas de forma profissional”, explicou Adir Josefa.

A proposta do plano de estratégia do governo estipulado até 2024 busca ainda fazer um levantamento das necessidades dos 52 municípios para a oferta de cursos, capacitação profissional e desenvolvimento social dos municípios.

“Para nós cobrirmos este atendimento vamos investir no funcionamento e implantação de 10 polos, atingindo assim grande parte do estado de Rondônia para que o maior número de estudantes sejam beneficiados. Então essa proposta é para que possamos cumprir as metas 12 (oferecer no mínimo 25% das matrículas de educação de jovens, adultos e idosos na forma articulada a educação profissional) e 13 (atender no mínimo 30%  de alunos do ensino médio com a oferta de matrículas na educação profissional) ambas do plano estadual de educação profissional” finalizou a presidente.

Fonte
Texto: Anayr Celina
Fotos: Jeferson Mota
Secom – Governo de Rondônia

Comments

comments

pinheirao3
tudo_matecol
studiorsinfo
floresta_mt

Sobre floresta

Verifique também

Dono de funerária é condenado por matar concorrente em Rondônia

MP pediu o desaforamento do processo, já que havia fortes suspeitas de coação por parte …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: