Home / Destaques / Dragagem do rio Madeira, em Rondônia, eleva a capacidade de embarques no Brasil

Dragagem do rio Madeira, em Rondônia, eleva a capacidade de embarques no Brasil

Dragagem melhora navegação no rio Madeira

Rondônia é o corredor do Arco Norte, a hidrovia do rio Madeira é considerada a nova rota da América do Sul e principal aposta logística do agronegócio do país. Com o início da dragagem e manutenção da via navegável ininterruptamente ao longo do ano, a expectativa do mercado é de elevar a capacidade de embarques do país.

O rio Madeira é apontado como ideal para movimentação de grandes volumes de mercadorias, minérios, insumos agrícolas e grãos. Segundo dados registrados na Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), durante o primeiro semestre de 2017 foram transportados pelo rio Madeira 3.515 milhões de toneladas de grãos. Os produtos que saem pelo Porto de Porto Velho e Terminais de Uso Privado (TUP) são destinados à diversos países de diversos continentes, entre eles: Ásia, Europa, América do Norte e Oriente Médio.

A reivindicação das empresas de navegação, que operam no transporte fluvial de cargas e passageiros no Norte do Brasil, é antiga uma vez que no período da estiagem as balsas não conseguem transportar os produtos em sua capacidade máxima. “A dragagem é uma luta conjunta do Governo do Estado de Rondônia e da bancada federal. A licença do Ibama demorou e o serviço começará atrasado. O serviço consiste na remoção dos sedimentos que estão no fundo do rio permitindo a passagem das embarcações em áreas mais assoreadas. A expectativa é que a liberação deste canal permita a navegação ao longo do ano inteiro, mas que seja realizada dentro do período viável para que o recurso investido no projeto não se perca e traga vantagens para alavancar a economia da região”, explicou Leudo Buriti, diretor presidente da Sociedade de Portos e Hidrovias do Estado de Rondônia (SOPH).

Segundo o consórcio executor da obra JEDD/EPC e a empresa fiscalizadora UMI-SAN – Serviço de Apoio à Navegação e Engenharia, estão previstos 14 pontos nesta primeira etapa e a previsão de início dos serviços é na próxima semana.

Fonte
Texto: Rafaela Schuindt
Fotos: Ésio Mendes
Secom – Governo de Rondônia

Comments

comments

Sobre floresta

Verifique também

bandidos recebem 60 mil para matar prefeito com fuzil em mt, três já foram presos

Em rápida ação, as forças de Segurança Pública de Mato Grosso prenderam três homens suspeitos …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: