fbpx
Conecte-se conosco

Saúde

Projeto Jovens Pela Vida promove ações de enfrentamento à depressão

Publicado

em

Ação do projeto “Jovens Pela Vida” foi realizada na escola Brasília e reforçou a prevenção ao suicídio

Você não está sozinho! É com essa missão de dar assistência a aqueles que têm passado por problemas emocionais, sem saber a quem recorrer, que o Governo de Rondôna, por meio da Superintendência da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer (Sejucel), leva desde 2019 aos estudantes com ações do projeto “Jovens Pela Vida”, com palestras motivacionais. Neste mês de setembro, onde comemora-se o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio (10) e a Campanha Setembro Amarelo, a superintendência reforça o auxílio para a promoção e valorização da vida.

O ”Jovens Pela Vida” é de extrema importância visto que o número de suicídios e casos de depressão só aumenta. “Com o intuito de ajudar e informar a juventude, nós da Sejucel criamos o projeto e acreditamos que fará a diferença na vida dos jovens e adolescentes atendidos pelo projeto”, considera a superintendente substituta da Sejucel, Mayara Metran.

O coordenador da Juventude da Sejucel, Gabriel Barbosa, acrescenta que o projeto “Jovens Pela Vida” nasceu da necessidade de ajudar os jovens, considerado o principal público afetado por problemas emocionais. Conforme a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), o suicídio é a terceira principal causa de morte entre adolescentes de 15 a 19 anos; e em todo o mundo, a depressão é uma das principais causas da doença e incapacidade entre adolescentes.

Secretário da Saúde motivou os estudantes contando a própria história de vida

‘‘Verificamos a grande necessidade de ajudar os jovens na promoção da saúde mental e pelo projeto propagamos a importância da vida, e essa é a mensagem que levamos para os jovens por meio de palestras’’, explica o coordenador.

Gabriel Barbosa informou ainda que o projeto funciona em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) que disponibiliza profissionais para ministrar palestras, inclusive o próprio secretário Fernando Máximo, e também a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) que por meio dos gestores abrem as portas das escolas para receber as ações.

Para a diretora da Escola Estadual de Ensino Médio Tempo Integral Brasília, Clarina Carneiro Morais, que recebeu a ação do projeto na última quarta-feira (8), o “Jovens Pela Vida” tem um papel muito importante para ajudar os estudantes.

”A palestra fala de um tema que está em evidência no mês de setembro, a prevenção ao suicídio, e que é relevante ser discutido o ano todo. Recebemos o palestrante, doutor Fernando Máximo, que tem feito um trabalho belíssimo como secretário da Saúde neste período que estamos atravessando de pandemia. Nossa escola foi agraciada com a presença dele que nos ensinou a ter um olhar diferenciado para quem está precisando de ajuda. Ele compartilhou ainda a história de vida e motivou os estudantes a acreditarem em seus sonhos. Foi um momento único na nossa comunidade estudantil. Agradecemos a Sejucel por meio do Gabriel que tem feito essa ponte com o objetivo de evitar que um jovem chegue ao ponto de tirar a própria vida”, disse.

”Foi muito interessante ouvir a história de vida do secretário Fernando Máximo, pois ele batalhou muito para chegar até onde chegou. Me senti inspirada, pois às vezes, em meio a tantos estudos, bate uma incerteza se vai valer a pena o futuro, mas agora tenho certeza que vai. Essa palestra me motivou bastante. E o projeto ainda falou sobre o Setembro Amarelo, foi uma palestra linda. Fiquei envaidecida por ouvir a palestra sobre um assunto tão importante. Agradeço o ‘Jovens Pela Vida’ por ter nos incentivado a não desistir dos nossos sonhos. O doutor Fernando Máximo disse para a gente perder nossos medos e eu pretendo perder todos os meus medos e conseguir conquistar o que desejo”. destacou a estudante do 2º ano do Ensino Médio, Camila Araújo.

Gabriel Barbosa, explica que projeto passou a incluir acompanhamento pós-palestra

AUXÍLIO NA PANDEMIA

O coordenador da Juventude da Sejucel ainda pontuou que o projeto ampliou as estratégias de auxílio aos jovens durante a pandemia, passando agora a ter duas etapas. ‘‘A pandemia acentuou o número de jovens que tiveram a saúde mental afetada, por isso acrescentamos mais uma estratégia’’, explica o coordenador.

Além das palestras motivacionais acompanhadas de apresentações temáticas de dança e teatro, o projeto passou a oferecer ajuda pós-palestra.

A ajuda inicia no primeiro contato com os estudantes quando os mesmos, por meio de um link respondem um questionário e relatam se estão passando por problemas emocionais. Feita a identificação de quem precisa de ajuda, os mesmos passam a ser acompanhados por profissionais envolvidos com a promoção da saúde mental do quadro da Sesau. O coordenador ainda destacou que os gestores podem manifestar o interesse que as palestras sejam realizadas nas escolas, assim também colocou a coordenação à disposição dos municípios para que os mesmos sejam multiplicadores do ‘‘Jovens Pela Vida’’.

‘‘Estamos aqui para ajudar os jovens que estão sofrendo emocionalmente, e que ficaram ainda mais abalados com a pandemia, que levou familiares queridos. Eles não estão sozinhos. O Governo de Rondônia está nessa missão de dar o suporte que eles necessitam, e queremos ampará-los neste momento tão difícil. Trazendo uma mensagem de esperança, e a certeza que dias melhores virão’’, destacou.

Palestras motivacionais são acompanhadas de apresentações de dança e teatro

Fonte
Texto: Vanessa Moura
Fotos: Frank Néry e Gabriel Metram
Secom – Governo de Rondônia

Clique para comentar

Deixe seu comentário

Saúde

Governo abre chamamento público para contratar empresas

Publicado

em

Contratação atenderá usuários adultos e pediátricos no âmbito do SUS

Visando a contratação de credenciados que atuem na prestação de serviços de Terapia Renal Substitutiva (TRS) em usuários adultos e pediátricos no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) em regime ambulatorial e hospitalar, o Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) e Superintendência Estadual de Licitações (Supel), abre chamamento público para contratação da empresa que atenderá a necessidade, nessa especialidade, dos usuários do SUS do Estado.

A contratação de credenciados vai regularizar os parâmetros utilizados para a compra dos serviços mencionados com a iniciativa privada para todo prestador que se enquadrar nas exigências, deste Termo de Referência dentro dos limites do Estado de Rondônia, além de organizar a rede de assistência em terapia renal substitutiva, com enfoque na regionalização, estabelecendo métodos, critérios e parâmetros, garantindo o acesso da população aos serviços de saúde em tela, em todos os níveis da assistência de forma adequada, equânime, qualificada, e o mais próximo possível de sua residência.

Outro ponto a ser alcançado é a estruturação de uma rede de serviços regionalizada e hierarquizada que estabeleça uma linha de cuidados integrais e integrados no manejo das principais causas das doenças renais, com o acesso dos pacientes à Terapia Renal Substitutiva.

Edital está disponível aos interessados. Demais esclarecimentos sobre o certame também serão prestados pelo pregoeiro e equipe de apoio designados na Supel, localizada na Avenida Farqhuar, nº 2.986 – Bairro Pedrinhas-Palácio Rio Madeira – 2º andar  do Edifício Rio Pacaás Novos. Telefone para contato é o (69) 3212-9269.

Os licitantes que desejarem participar da sessão de abertura, devem estar na recepção do edifício sede da Supel até às 8h30 no dia 5 de outubro, para fins de credenciamento.


Fonte
Texto: Sarah Silva
Fotos: Daiane Mendonça
Secom – Governo de Rondônia

Continue lendo

Saúde

Como ajudar uma clínica de odontologia a crescer?

Publicado

em

Todo empreendedor quer ver o seu negócio crescer e isso não é diferente quando se trata de uma clínica de odontologia. 

O que muitos empresários não sabem é, por exemplo, como implementar marketing odontológico de forma efetiva para que o seu negócio realmente conquiste mais clientes e prospere. 

Desde o ano passado, devido a pandemia de Covid-19, as pessoas estão passando mais tempo na internet em busca de produtos ou serviços. Isso é um fato. 

Logo, investir em marketing digital se tornou mais importante do que nunca para crescer qualquer tipo de empresa. 

Além disso, não importa o sucesso de sua prática odontológica, sempre haverá espaço para melhorias. 

Cuidados com o paciente e habilidades à parte, muitas vezes, uma clínica precisa de uma nova perspectiva sobre as estratégias de negócios e marketing que são cruciais para o seu crescimento. 

Vale dizer que a competição é acirrada no mercado de odontologia. Todo mundo precisa de atendimento odontológico, mas isso não significa que os pacientes possam encontrá-lo ou que escolham seu consultório de acordo com suas necessidades. 

Portanto, é fundamental que você encontre maneiras de se destacar, atingir seu público-alvo e manter sua base de pacientes atual. 

Quer saber como ajudar uma clínica de odontologia a crescer? Continue a leitura e confira as nossas dicas!

Dicas para crescer uma clínica de odontologia

Aqui estão algumas estratégias importantes e que poderão ajudar a crescer a sua clínica de odontologia. 

1. É hora de investir no digital

O consumidor de hoje usa a Internet para tudo. Se você não tem um site atualizado e confiável, está perdendo muitas oportunidades. Talvez seja a hora de investar na criação de sites.

Os pacientes mudam de consultório dentário quando têm experiências ruins, mudam de seguradora e muito mais. Portanto, certifique-se de que eles podem encontrar você! 

Seu site deve, no mínimo, ter informações sobre sua experiência e de seus fornecedores odontológicos, quais seguros você aceita, políticas de escritório, horário de funcionamento, serviços oferecidos e informações de contato.

Considere também a criação de biografias interessantes para sua equipe, assim você poderá criar uma conexão entre seu público-alvo – e atuais clientes – e seus colaboradores. 

Além disso, permita que os clientes agendem compromissos online. Dê acesso a formulários e registros por meio de um portal do paciente. Ter essas informações facilmente acessíveis aos pacientes indica que seu trabalho é organizado e relevante.

2. Incentive as avaliações online

Bem como acessam o site, os pacientes também utilizam a Internet para ver avaliações sobre sua clínica. Logo, é importante compreender qual é a sua reputação online e gerenciá-la de forma adequada.

No final de uma visita, incentive os pacientes a deixarem uma avaliação positiva no Google Meu Negócio

Alguns comentários serão orgânicos. Uma experiência positiva (ou negativa) pode levar o paciente a deixar um comentário, mas não custa nada perguntar!

Os pacientes que procuram por serviços odontológicos verificarão a sua classificação online. Se as avaliações forem negativas, ou se você não tiver nenhuma, é provável que o paciente em potencial procure pelo seu concorrente. 

3. Envie lembretes por e-mail e mensagem

Considere a implementação de um sistema de lembrete de texto (baseado em SMS ou WhatsApp) para que os pacientes se envolvam mais com a sua clínica.

Lembre-os de confirmar ou reagendar compromissos e enviar lembretes oportunos para agendar visitas regulares que, de outra forma, eles poderiam esquecer.

Quando os pacientes vierem para a próxima consulta, pergunte como eles preferem receber informações de lembrete – SMS, e-mail ou WhatsApp. 

Configurar as operações de comunicação digital do seu consultório não apenas o torna mais eficiente, mas também mostra aos pacientes que você é inovador e busca atender às suas necessidades além da sala de tratamento.

4. Inove cada vez mais

Por falar em inovação, o setor odontológico está em constante mudança. É melhor manter-se atualizado sobre as últimas tendências e práticas tecnológicas ou nomear alguém em seu escritório para manter essa pesquisa. 

Você pode usar a Internet para encontrar diferentes tipos de materiais. Pode ouvir webinars informativos ou participar de conferências online, por exemplo. 

Considere novas tecnologias, como sistemas de automatização de tarefas e ferramentas de envio de e-mails. Claro, não espere renovar sua prática de um dia para outro. 

Tente se concentrar em atualizar uma coisa de cada vez e promover os avanços que você está fazendo para seus pacientes. 

Isso aumenta a credibilidade e a confiança em seus cuidados e em seu compromisso com o avanço de seus conhecimentos.

Conclusão

Com as estratégias de crescimento que acabamos de citar, seu consultório odontológico poderá obter grandes resultados. 

A adoção de cada uma dessas dicas pode não ser viável, portanto, identificar algumas oportunidades que podem causar o maior impacto é um ótimo lugar para começar. 

Mantenha seu foco no objetivo final. Trabalhar duro agora pode gerar recompensas no futuro – clientes e referências mais leais, uma presença mais forte na indústria e na sua comunidade e receita maximizada.

Continue lendo

Saúde

Por que não existe anticoncepcional para homem?

Publicado

em

Especialista comenta

Divulgação

A pílula anticoncepcional feminina foi criada nos anos 60 e foi um marco na independência feminina e na liberdade sexual. Mas você já parou para pensar por que esse controle não foi feito nos homens?

Na prática, uma mulher tem só uma gestação em 9 meses e devido a espermatogênese, os homens produzem milhões de espermatozoides por dia. Nesse caso, pensando na natalidade, seria mais jogo provocar a contracepção nos homens, não? Pois é! Não.

É inegável o sucesso da pílula anticoncepcional e a importância dela para a liberdade das mulheres. Mas isso fez com que as mulheres carregarem mais uma responsabilidade.

Do ponto de vista socioeconômico, segundo o médico atuante na área de endocrinologia Dr Yago Fernandes (@yagofernandes.dr), investir em uma pílula anticoncepcional masculina ainda não é vantajoso economicamente. “Isso simplesmente acontece, porque já são conhecidos os efeitos colaterais da pílula feminina, ela funciona bem e é barata. Não vale a pena para a indústria farmacêutica investir em uma pílula masculina. Porque ainda correm o risco de não terem adesão dos homens. Aí, entra a parte cultural. Atualmente, existem algumas linhas de pesquisa de métodos anticoncepcionais para homens: uma é com a aplicação de um polímero em gel no canal deferente que impediria a passagem dos espermatozóides e os que passassem perderam a capacidade de locomoção. Essa técnica é conhecida por ser uma alternativa reversível à vasectomia. Os estudos já estavam bem avançados, mas até agora nada”, explica o médico.

Outro método é a aplicação de injeções hormonais muito parecida com as que as mulheres usam hoje em dia. “Mas esses estudos foram interrompidos pelos efeitos colaterais. Acne, alterações de humor e libido. Ué? Mas não são os mesmos efeitos que dão nas mulheres? Não faz muito sentido”, ressalta Dr. Yago. “A verdade é que não adianta nada ter avanços científicos se não houver grandes mudanças sociais. A responsabilidade da contracepção deve ser compartilhada e não apenas de um só”, finaliza o profissional. (AI)

Fonte: diariodaamazonia

Continue lendo
--Publicidade--

Ultimas Notícias

--Publicidade--

Publicidades

Agronegócio

Policial

Internacional

Tendências

%d blogueiros gostam disto: