fbpx
Conecte-se conosco

Saúde

Dia 10 de setembro é o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio

Publicado

em

O cuidado com a saúde mental precisa ser lembrado todos os dias

10 de setembro é o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, campanha nacional que acontece todo os anos a fim de alertar e conscientizar a população sobre esse importante tema.

Dessa forma, os colaboradores do Hospital de Clínicas do Ingá estarão deixando mensagens de encorajamento no mural Árvore da Esperança (Largura 181x altura 267) localizado no pátio do Hospital em frente à cafeteria.

O objetivo da ação é encorajar as pessoas e lembrar da importância de cuidar da saúde mental diariamente. As mensagens ficarão visíveis para pacientes e familiares a fim de trazer otimismo e esperança, demonstrar carinho e estimas de melhoras.

Por: Lilian Lopes

Clique para comentar

Deixe seu comentário

Saúde

Governo abre chamamento público para contratar empresas

Publicado

em

Contratação atenderá usuários adultos e pediátricos no âmbito do SUS

Visando a contratação de credenciados que atuem na prestação de serviços de Terapia Renal Substitutiva (TRS) em usuários adultos e pediátricos no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) em regime ambulatorial e hospitalar, o Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) e Superintendência Estadual de Licitações (Supel), abre chamamento público para contratação da empresa que atenderá a necessidade, nessa especialidade, dos usuários do SUS do Estado.

A contratação de credenciados vai regularizar os parâmetros utilizados para a compra dos serviços mencionados com a iniciativa privada para todo prestador que se enquadrar nas exigências, deste Termo de Referência dentro dos limites do Estado de Rondônia, além de organizar a rede de assistência em terapia renal substitutiva, com enfoque na regionalização, estabelecendo métodos, critérios e parâmetros, garantindo o acesso da população aos serviços de saúde em tela, em todos os níveis da assistência de forma adequada, equânime, qualificada, e o mais próximo possível de sua residência.

Outro ponto a ser alcançado é a estruturação de uma rede de serviços regionalizada e hierarquizada que estabeleça uma linha de cuidados integrais e integrados no manejo das principais causas das doenças renais, com o acesso dos pacientes à Terapia Renal Substitutiva.

Edital está disponível aos interessados. Demais esclarecimentos sobre o certame também serão prestados pelo pregoeiro e equipe de apoio designados na Supel, localizada na Avenida Farqhuar, nº 2.986 – Bairro Pedrinhas-Palácio Rio Madeira – 2º andar  do Edifício Rio Pacaás Novos. Telefone para contato é o (69) 3212-9269.

Os licitantes que desejarem participar da sessão de abertura, devem estar na recepção do edifício sede da Supel até às 8h30 no dia 5 de outubro, para fins de credenciamento.


Fonte
Texto: Sarah Silva
Fotos: Daiane Mendonça
Secom – Governo de Rondônia

Continue lendo

Saúde

Como ajudar uma clínica de odontologia a crescer?

Publicado

em

Todo empreendedor quer ver o seu negócio crescer e isso não é diferente quando se trata de uma clínica de odontologia. 

O que muitos empresários não sabem é, por exemplo, como implementar marketing odontológico de forma efetiva para que o seu negócio realmente conquiste mais clientes e prospere. 

Desde o ano passado, devido a pandemia de Covid-19, as pessoas estão passando mais tempo na internet em busca de produtos ou serviços. Isso é um fato. 

Logo, investir em marketing digital se tornou mais importante do que nunca para crescer qualquer tipo de empresa. 

Além disso, não importa o sucesso de sua prática odontológica, sempre haverá espaço para melhorias. 

Cuidados com o paciente e habilidades à parte, muitas vezes, uma clínica precisa de uma nova perspectiva sobre as estratégias de negócios e marketing que são cruciais para o seu crescimento. 

Vale dizer que a competição é acirrada no mercado de odontologia. Todo mundo precisa de atendimento odontológico, mas isso não significa que os pacientes possam encontrá-lo ou que escolham seu consultório de acordo com suas necessidades. 

Portanto, é fundamental que você encontre maneiras de se destacar, atingir seu público-alvo e manter sua base de pacientes atual. 

Quer saber como ajudar uma clínica de odontologia a crescer? Continue a leitura e confira as nossas dicas!

Dicas para crescer uma clínica de odontologia

Aqui estão algumas estratégias importantes e que poderão ajudar a crescer a sua clínica de odontologia. 

1. É hora de investir no digital

O consumidor de hoje usa a Internet para tudo. Se você não tem um site atualizado e confiável, está perdendo muitas oportunidades. Talvez seja a hora de investar na criação de sites.

Os pacientes mudam de consultório dentário quando têm experiências ruins, mudam de seguradora e muito mais. Portanto, certifique-se de que eles podem encontrar você! 

Seu site deve, no mínimo, ter informações sobre sua experiência e de seus fornecedores odontológicos, quais seguros você aceita, políticas de escritório, horário de funcionamento, serviços oferecidos e informações de contato.

Considere também a criação de biografias interessantes para sua equipe, assim você poderá criar uma conexão entre seu público-alvo – e atuais clientes – e seus colaboradores. 

Além disso, permita que os clientes agendem compromissos online. Dê acesso a formulários e registros por meio de um portal do paciente. Ter essas informações facilmente acessíveis aos pacientes indica que seu trabalho é organizado e relevante.

2. Incentive as avaliações online

Bem como acessam o site, os pacientes também utilizam a Internet para ver avaliações sobre sua clínica. Logo, é importante compreender qual é a sua reputação online e gerenciá-la de forma adequada.

No final de uma visita, incentive os pacientes a deixarem uma avaliação positiva no Google Meu Negócio

Alguns comentários serão orgânicos. Uma experiência positiva (ou negativa) pode levar o paciente a deixar um comentário, mas não custa nada perguntar!

Os pacientes que procuram por serviços odontológicos verificarão a sua classificação online. Se as avaliações forem negativas, ou se você não tiver nenhuma, é provável que o paciente em potencial procure pelo seu concorrente. 

3. Envie lembretes por e-mail e mensagem

Considere a implementação de um sistema de lembrete de texto (baseado em SMS ou WhatsApp) para que os pacientes se envolvam mais com a sua clínica.

Lembre-os de confirmar ou reagendar compromissos e enviar lembretes oportunos para agendar visitas regulares que, de outra forma, eles poderiam esquecer.

Quando os pacientes vierem para a próxima consulta, pergunte como eles preferem receber informações de lembrete – SMS, e-mail ou WhatsApp. 

Configurar as operações de comunicação digital do seu consultório não apenas o torna mais eficiente, mas também mostra aos pacientes que você é inovador e busca atender às suas necessidades além da sala de tratamento.

4. Inove cada vez mais

Por falar em inovação, o setor odontológico está em constante mudança. É melhor manter-se atualizado sobre as últimas tendências e práticas tecnológicas ou nomear alguém em seu escritório para manter essa pesquisa. 

Você pode usar a Internet para encontrar diferentes tipos de materiais. Pode ouvir webinars informativos ou participar de conferências online, por exemplo. 

Considere novas tecnologias, como sistemas de automatização de tarefas e ferramentas de envio de e-mails. Claro, não espere renovar sua prática de um dia para outro. 

Tente se concentrar em atualizar uma coisa de cada vez e promover os avanços que você está fazendo para seus pacientes. 

Isso aumenta a credibilidade e a confiança em seus cuidados e em seu compromisso com o avanço de seus conhecimentos.

Conclusão

Com as estratégias de crescimento que acabamos de citar, seu consultório odontológico poderá obter grandes resultados. 

A adoção de cada uma dessas dicas pode não ser viável, portanto, identificar algumas oportunidades que podem causar o maior impacto é um ótimo lugar para começar. 

Mantenha seu foco no objetivo final. Trabalhar duro agora pode gerar recompensas no futuro – clientes e referências mais leais, uma presença mais forte na indústria e na sua comunidade e receita maximizada.

Continue lendo

Saúde

Por que não existe anticoncepcional para homem?

Publicado

em

Especialista comenta

Divulgação

A pílula anticoncepcional feminina foi criada nos anos 60 e foi um marco na independência feminina e na liberdade sexual. Mas você já parou para pensar por que esse controle não foi feito nos homens?

Na prática, uma mulher tem só uma gestação em 9 meses e devido a espermatogênese, os homens produzem milhões de espermatozoides por dia. Nesse caso, pensando na natalidade, seria mais jogo provocar a contracepção nos homens, não? Pois é! Não.

É inegável o sucesso da pílula anticoncepcional e a importância dela para a liberdade das mulheres. Mas isso fez com que as mulheres carregarem mais uma responsabilidade.

Do ponto de vista socioeconômico, segundo o médico atuante na área de endocrinologia Dr Yago Fernandes (@yagofernandes.dr), investir em uma pílula anticoncepcional masculina ainda não é vantajoso economicamente. “Isso simplesmente acontece, porque já são conhecidos os efeitos colaterais da pílula feminina, ela funciona bem e é barata. Não vale a pena para a indústria farmacêutica investir em uma pílula masculina. Porque ainda correm o risco de não terem adesão dos homens. Aí, entra a parte cultural. Atualmente, existem algumas linhas de pesquisa de métodos anticoncepcionais para homens: uma é com a aplicação de um polímero em gel no canal deferente que impediria a passagem dos espermatozóides e os que passassem perderam a capacidade de locomoção. Essa técnica é conhecida por ser uma alternativa reversível à vasectomia. Os estudos já estavam bem avançados, mas até agora nada”, explica o médico.

Outro método é a aplicação de injeções hormonais muito parecida com as que as mulheres usam hoje em dia. “Mas esses estudos foram interrompidos pelos efeitos colaterais. Acne, alterações de humor e libido. Ué? Mas não são os mesmos efeitos que dão nas mulheres? Não faz muito sentido”, ressalta Dr. Yago. “A verdade é que não adianta nada ter avanços científicos se não houver grandes mudanças sociais. A responsabilidade da contracepção deve ser compartilhada e não apenas de um só”, finaliza o profissional. (AI)

Fonte: diariodaamazonia

Continue lendo
--Publicidade--

Ultimas Notícias

--Publicidade--

Publicidades

Agronegócio

Policial

Internacional

Tendências

%d blogueiros gostam disto: