fbpx
Conecte-se conosco

Utilidades Públicas

Governo abre 62 vagas para bombeiros civis voluntários

Publicado

em

Podem participar do processo seletivo pessoas físicas com idade entre 18 e 59 anos com Curso de Formação de Bombeiro Civil

Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec) abre, nesta terça-feira (20) um total de 62 vagas para bombeiros civis voluntários para atuarem no combate aos incêndios florestais em todo o Estado. Os interessados devem acessar o Edital nº 27/2021 que contém as informações necessárias relacionadas ao processo seletivo.

PRÉ-REQUISITOS

Podem participar do processo seletivo candidatos com idade entre 18 e 59 anos com Curso de Formação de Bombeiro Civil, emitido por instituição reconhecida pelo Corpo de Bombeiros Militar de Rondônia (CBMRO). Os selecionados vão atuar como brigadista voluntário de combate a incêndio florestal pelo período de seis meses, sem a geração de vínculo funcional ou qualquer obrigação de natureza trabalhista, previdenciária ou afim, por parte do Estado. O prestador de serviço voluntário poderá ser ressarcido pelas despesas com transportes e alimentação no valor de R$ 50 por dia trabalhado, de acordo com apresentação de relatório diário.

Voluntários vão atuar em ações de combate a incêndios florestais

INSCRIÇÃO

A inscrição deverá ser realizada, de forma gratuita, por meio do Portal de Processos Seletivos do Governo do Estado no período de 20 a 25 de julho. Foram ofertadas um total de 62 vagas e mais a mesma quantidade para formação do cadastro de reserva nos municípios de Vilhena, Cerejeiras, Pimenta Bueno, Espigão do Oeste, Rolim de Moura, Cacoal, Ji-Paraná, Ouro Preto do Oeste, Jaru, Machadinho d’Oeste, Buritis, Ariquemes e Porto Velho. A seleção será por meio de análise de currículo.

ATIVIDADES 

Os bombeiros civis voluntários selecionados vão executar atividades relacionadas ao manejo integrado do fogo, tais como: prevenção, uso do fogo, monitoramento, preparação e combate aos incêndios florestais. Devem utilizar adequadamente os equipamentos de proteção individual (EPIs) e cumprir todas as normas de segurança; cumprir a jornada de trabalho e as normas estabelecidas pelo Prevfogo/Ibama, bem como atender às convocações emergenciais.

E ainda respeitar a hierarquia de comando do Prevfogo/Ibama, principalmente para execução das atividades relacionadas e designadas pelo chefe de Esquadrão. Atuar em ações de conscientização, orientação e educação ambiental relacionadas às queimadas e incêndios florestais, para o público em geral e, em especial, às comunidades atendidas pelo Programa Brigadas Federais.

Foram oferecidas 62 vagas distribuídas em 13 municípios

Devem realizar também, atividades de coleta de sementes, produção de mudas, recuperação de áreas degradadas e de alternativas ao uso do fogo na agropecuária; executar tarefas de abertura, construção e manutenção de aceiros, estradas, caminhos e outras atividades que facilitem as ações de deslocamento da brigada, a contenção e extinção de incêndios florestais.

Vão atuar ainda em atividades de vigilância e monitoramento, comunicando de imediato a detecção de incêndios florestais, no combate aos incêndios florestais cumprindo as técnicas e procedimentos de segurança. E ainda atender às convocações do Prevfogo/Ibama para atividades fora da sua área de lotação, além de realizar outras atividades relacionadas ao tema incêndios florestais, apoiando as atividades socioambientais, científicas e finalísticas do Ibama.


Fonte
Texto: Andréia Fortini
Fotos: Frank Néry
Secom – Governo de Rondônia

Clique para comentar

Deixe seu comentário

Utilidades Públicas

Aceitamos Cartão Alimentação Escolar no atacarejo Santa Helena

Publicado

em

Continue lendo

Utilidades Públicas

Atenção: O Supermercado Tradição aceitando cartão vale alimentação Eucard

Publicado

em

Continue lendo

Utilidades Públicas

Evento 100% digital “Pandemia e os limites quanto às deliberações condominiais”

Publicado

em

A Associação dos Advogados de São Paulo (AASP) promove amanhã, terça-feira, dia 20/7, às 19 horas, o evento 100% digital  “Pandemia e os limites quanto às deliberações condominiais”. O palestrante será César Peghini.

A transmissão, ‘ao vivo’ e via internet, possibilitará a remessa de indagações durante o evento.

A conjugação de esforços de agentes públicos e privados, legislativos e judicantes no enfrentamento dos problemas mostra que a figura do condomínio, como muitas outras no direito, encontra-se em momento excepcional.  Não se pode ignorar, contudo, que muitas das mudanças ocorridas ostentam caráter de permanência, já havendo quem afirme que a sociedade não voltará a ser a mesma. Baseado nessa nova realidade, o  objetivo do evento é discutir  alguns questionamentos suscitados na dinâmica condominial em função da pandemia, sem a pretensão de esgotá-los, avaliando, em cada um deles, as soluções até o momento aventadas.
.
Sobre o expositor
César Peghini
Advogado. Doutor em Direito Civil pela PUC-SP. Mestre em Função Social do Direito pela Faculdade Autônoma de Direito (FADISP). Especialista em Direito do Consumidor na experiência do Tribunal de Justiça da União Europeia e na Jurisprudência Espanhola, pela Universidade de Castilla – La Mancha, Toledo (Espanha). Especialista em Direito Civil pela Instituição Toledo de Ensino (ITE) e em Direito Civil e Processo Civil pela Escola Paulista de Direito (EPD).

Mais informações e inscrições: https://www.aasp.org.br/eventos/

Continue lendo
--Publicidade--

Ultimas Notícias

--Publicidade--

Publicidades

Agronegócio

Policial

Internacional

Tendências

%d blogueiros gostam disto: