fbpx
Conecte-se conosco

Coronavirus

EUA: vacinas deixam fábricas e imunização começa nesta segunda

Publicado

em

Segundo Exército, 145 centros de distribuição receberão as primeiras doses do imunizante desenvolvido pelas farmacêuticas Pfizer e BioNTec

Caminhões da Pfizer com as primeiras doses da vacina contra o coronavírus
Reuters 13.12.2020

Os primeiros caminhões que transportam a vacina, desenvolvida pelas farmacêuticas Pfizer e BioNTech contra o coronavírus, deixaram o estado de Michigan, nos Estados Unidos, na manhã deste domingo (13). Elas serão levadas até 145 centros de distribuição no país.

De acordo com o Exército americano, profissionais da saúde e idosos que vivem em abrigos devem receber os imunizantes na segunda-feira (14). Estes embarques são os primeiros entre os três previstos para ocorrer ao longo da semana.

Neste sábado (12), o Comitê Consultivo de Práticas de Imunização do CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças) dos Estados Unidos votou pelo uso da vacina contra a covid-19. A imunização foi aprovada com 11 votos a favor e três contra dos membros do Comitê Consultivo.

Na sexta-feira (11), a agência reguladora americana FDA, equivalente à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) já havia recomendado o imunizante. A aprovação do CDC, porém, é fundamental para que o país comece a imunizar a população.

Os veículos deixaram o local por volta das 6h30 deste domingo para dar início ao processo de distribuição da vacina no país. Na fábrica, localizada na cidade de Kalamazoo, os trabalhadores usaram máscaras para carregar caixas contendo frascos da vacina em grandes refrigeradores, embalados, etiquetados e carregados para os caminhões que estavam à espera.

No momento em que o primerio caminhão carregado com contêineres de vacina deixou a fábrica, os trabalhadores da unidade aplaudiram e assobiaram. 

Na noite de sexta-feira (11), reguladores dos EUA autorizaram a vacina da Pfizer e da parceira BioNTech para uso, e o Exército americano acompanhou o embarque dos imunizantes protegidos da fábrica até o destino final.

Os pacotes resfriados com gelo seco da farmacêutica podem transportar até 4.875 doses. A primeira etapa da viagem será da cidade de Kalamazoo até aviões que aguardam nas proximidades. Os trabalhadores carregaram a vacina, que deve ser mantida em temperaturas adequadas, até aeronaves que transportarão os materiais para os centros de carga.

Desses locais, serão transportadas de caminhão ou levadas de avião para instalações próximas aos 145 locais dos EUA previstos para receber as primeiras doses. 

A vacina tem prioridade máxima no país, com espaço reservado em aviões e caminhões em um momento em que o comércio eletrônico cria mais demandas do que as transportadoras conseguem atender. As empresas que transportam a vacina têm experiência no manuseio de produtos médicos frágeis e possuem esfornecimento e restreamento de temperatura e localização.

Fonte: R7

Clique para comentar

Deixe seu comentário

Coronavirus

Alta Floresta registra 61 casos por COVID-19, resultado de sexta e sábado (221) em tratamento

Publicado

em

O boletim epidemiológico de sexta-feira e sábado (15 e 16), divulgado pela SEMSAU (Secretaria Municipal de Saúde), confirmou mais 61casos de COVID-19 no município.

Confira os dados:

Casos notificados: 4.766

Casos confirmados: 1695, sendo 1454 curados, 221 em tratamento e 20 óbitos.

Casos suspeitos: 151

Casos descartados: 2920

Suspeitos internados em tratamento hospitalar: 1

Suspeitos internados em UTI: 00

Confirmados internados em tratamento hospitalar: 06

Confirmados internados em UTI: 04

Fonte: Decom

Continue lendo

Coronavirus

Alta Floresta Prefeito Gio Damo em caminhada nas ruas da cidade faz apelo a população, use máscara

Publicado

em

Continue lendo

Coronavirus

Alta Floresta se mantem na fase 3 apos decreto do Gov, capital na Fase 1 após explosão de casos

Publicado

em

APENAS O ESSENCIAL:

Foto: Divulgação

A capital de Rondônia irá retroagir a partir deste sábado (16) para a fase 1 do plano de contenção à epidemia de COVID-19 no Estado e mais uma vez comerciantes enquadrados como não essenciais terão que reduzir suas atividades para serviços delivery.

Essa medida foi publicada através do Decreto Estadual editado após o estado de Rondônia registrar mais de 1.300 novos casos em apenas um dia e ver diversos municípios terem seus sistemas de Saúde colapsados. 

Porto Velho, a capital do Estado, já está com mais de 90% de ocupação em seus leitos de UTI. 

Com isso o shopping, restaurantes e diversos estabelecimentos que estavam atendendo ao público terão que fechar novamente para seguir a fase 1 que consiste em um distanciamento social ampliado sendo permitida a movimentação dos cidadãos somente para a realização de compras ou trabalho.

O comércio aberto apenas para serviços essenciais, visitas às unidades prisionais, asilos e hospitais são suspensas. Home Office para servidores e trabalhadores em geral, proibição de reuniões e aglomerações com mais de 5 pessoas.

Apenas funcionam na primeira fase atacadistas, autopeças e serviços de manutenção, açougues, clínicas de atendimento na área da saúde, laboratórios de análises clínicas, consultórios veterinários e pet shops, distribuidoras, farmácias, indústrias, serviços bancários, obras e serviços de engenharia (atividades essenciais), oficinas mecânicas, borracharias e lava-jatos, postos de combustíveis, restaurantes e lanchonetes apenas entregas e retiradas no local, serviços funerários e supermercados.

Fonte: Rondoniaovivo

Veja o decreto

Continue lendo
--Publicidade--
--Publicidade--

Publicidades

--Publicidade--
--Publicidade--
--Publicidade--

Tendências

Copyright © 2020 Portal de Notícias Floresta Notícias. Todos Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: