Conecte-se conosco

Destaques

Apostador de Alta Floresta D’Oeste ganha mais de R$ 1 milhão com aposta simples na Lotofácil

Publicado

em

Foto: Reprodução

Um apostador de Alta Floresta D’Oeste, na zona da mata, em Rondônia, ganhou um prêmio de R$ 1.014.946,55 (um milhão, quatorze mil e novecentos e quarenta e seis reais e cinquenta e cinco centavos) após acertar sozinho, com uma aposta simples, as 15 dezenas da Lotofácil, do concurso 2083.

Os números vitoriosos foram 04-05-07-09-10-11-12-14-16-19-20-21-22-23-24. O sorteio que fez um milionário na cidade, foi realizado pela Caixa Econômica Federal, na noite desta segunda-feira, dia 16 de novembro. O sorteio foi realizado no Espaço Caixa Loterias, no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo.

Além do ganhador de Alta Floresta D’Oeste, a loteria fez outros dois ganhadores. Todos com aposta simples. Um na cidade de Curitiba, no Estado do Paraná, e outro na cidade de Blumenau, em Santa Catarina.

Fora a premiação principal, a Lotofácil teve 453 apostas que tiveram 14 acertos – categoria cuja premiação é variável. Neste sorteio, cada um levou R$ 1.238,45.

Com uma arrecadação total de R$ 25.310.282,50, a Caixa ainda premiou 15.204 apostas com 13 acertos, 176.720 com 12 acertos e 901.831 com 11 acertos.

Redação: Leandro Pereira

Fonte: Florestanoticias.com

--Publicidade--
Clique para comentar

Deixe seu comentário

Coronavirus

Alerta a População de Alta Floresta,manter os cuidados em relação ao Coronavirus

Publicado

em

Por

Continue lendo

Coronavirus

Alta Floresta: SEMSAU confirma mais 02 casos de COVID-19 nesta sexta (27)

Publicado

em

Por

O Boletim Epidemiológico desta sexta-feira (27), divulgado pela SEMSAU (Secretaria Municipal de Saúde), confirmou mais 02 casos de COVID-19 em Alta Floresta D’Oeste.

Confira os números:

Casos notificados: 3297

Casos confirmados: 962

Casos curados: 925

Casos em tratamento: 24

Casos suspeitos: 65

Casos descartados: 2270

Suspeitos internados: 00

Confirmados internados: 04

Tratamento hospitalar: 01

Em UTI: 03

13 óbitos

Fonte: Decom

Continue lendo

Destaques

PF deflagrou “Operação Êxodo”com o bloqueio que alcançam 6 milhões de reais

Publicado

em

Por

A Polícia Federal deflagrou, nesta quarta-feira (25/11/2020), a segunda fase da Operação Êxodo, com o bloqueio de valores que alcançam a casa dos 6 (seis) milhões de reais e a suspensão da atividade de 12 (doze) empresas madeireiras, investigadas por atuarem na exploração ilegal de produtos retirados de Terras Indígenas em Rondônia.

Além de tais medidas, também foi deferido pelo Juízo da 3ª Vara da Justiça Federal em Porto Velho/RO a prisão preventiva de um dos empresários investigados, uma vez que restou comprovado que, depois sua prisão na deflagração da Operação Êxodo e soltura dias após, voltou a cometer ilícitos ambientais, gerando riscos à ordem pública.

A Operação Êxodo foi originalmente deflagrada em 08/07/2020, com o propósito de combater esquemas criminosos de desmatamento e comercialização de madeiras extraídas de Terras Indígenas. Na ocasião, cerca de 90 Policiais Federais deram cumprimento a sete mandados de prisão temporária e 32 mandados de busca e apreensão, com diligências em diversas cidades de Rondônia, incluindo Vilhena, Chupinguaia, Espigão do Oeste, Ji-Paraná, Cacoal, Colorado do Oeste e Pimenta.

Essa sequência de trabalhos da PF busca desarticular organização criminosa dedicada à exploração ilegal de madeiras oriundas de Terras Indígenas de Rondônia, em especial da TI Tubarão-Latundê, no município de Chupinguaia/RO. Ao longo das incursões realizadas, houve apoio da Polícia Militar de Rondônia, IBAMA e FUNAI.

Verificou-se a prática reiterada de fraudes que buscavam dar aparência lícita aos produtos florestais explorados ilegalmente, realizando, além do desmatamento das áreas de preservação, diversos outros crimes, como inserção de dados falsos em sistemas, falsidade ideológica, lavagem de capitais e organização criminosa.

O dano ambiental apurado supera o valor de 50 milhões de reais, conforme laudo pericial, gerado a partir da retirada ilegal de madeiras nobres como Ipê, Peroba, Cerejeira, Jequitibá, Angelim e Sucupira, resultando no desmatamento de milhares de hectares de área da União.

O montante bloqueado é de cerca de 6 milhões de reais para cada uma das 12 empresas e para 7 das pessoas físicas investigadas, concomitante ao bloqueio de diversos bens. Houve, também, a suspensão das atividades empresariais pelo prazo inicial de 120 dias.

O combate aos crimes ambientais e a proteção às comunidades indígenas, expostas a risco em função da entrada irregular de pessoas, segue como prioridade para a Polícia Federal, que está disponível para o recebimento de denúncias nos telefones 69-3316-1600 (Delegacia de Polícia Federal em Vilhena/RO) e 69-3216-6225 (Superintendência de Polícia Federal em Rondônia).

Comunicação Social da Polícia Federal em Rondônia/RO

Contato (69) 3216-6242

         

Continue lendo
--Publicidade--

Publicidades

--Publicidade--

Tendências

Copyright © 2020 Portal de Notícias Floresta Notícias. Todos Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: