fbpx
Conecte-se conosco

Educação

“Um sonho feito de linhas” SM Educação lança livro inspirado em mulheres

Publicado

em

Obra desenvolvida pela SM Educação a partir de anseios e histórias inspiradores de mulheres brasileiras fará parte de movimento pela alfabetização do Instituto Natura

O Instituto Natura lança este mês “Um sonho feito de linhas”, livro desenvolvido pela SM Educação a partir de relatos da infância e histórias de vida de diversas Consultoras de Beleza Natura provenientes de diferentes regiões do Brasil. A ação nasceu por meio de uma parceria entre o Instituto Natura e a Fundação SM, que defendem que ações de fomento à leitura são transformadoras para a vida de crianças e adultos.

A iniciativa faz parte de um grande movimento pela alfabetização das crianças brasileiras, promovido por Natura Crer Para Ver, em parceria com o Instituto Natura, envolvendo mobilização da rede de mais de 1 milhão de Consultoras de Beleza Natura ao redor do país. O livro é um convite para que as pessoas escrevam novas histórias de transformação por meio da literatura e educação, valores compartilhados pela SM.

“Acreditamos que a literatura, além de entreter, também estimula a imaginação, apresenta novos lugares e culturas, ajuda a desenvolver habilidades cognitivas, favorece a percepção de si e do outro, estimulando o acolhimento das diferenças e o pensamento crítico”, ressalta Graziela Ribeiro dos Santos, gerente editorial de literatura da SM Educação.

“Um sonho feito de linhas” será distribuído em versão impressa e digital às consultoras agora em setembro, mês do Dia Mundial da Alfabetização e da Educação Básica no Brasil. A obra foi escrita por Ana Carolina Carvalho, autora de obras infantojuvenis e psicóloga, que trabalha na educação com a formação de leitores – a partir de histórias de mulheres brasileiras reais, desbravadoras e que superam desafios e colaboram ativamente com a construção de uma educação pública de qualidade. As ilustrações são de Andreia Vieira.

“A literatura sempre me ajudou a tecer olhares para o mundo”, reflete a autora Ana Carolina Carvalho.

A ilustradora Andréia Vieira conta como foi o processo criativo:

“Gosto de pensar em pequenas cenas, imaginando a personagem viva caminhando pela casa, brincando com sua mãe. A ideia de usar só o lápis teve a intenção de evocar a simplicidade e a delicadeza das linhas escritas de Ana Carolina Carvalho. O lápis, com sua delicadeza, força e textura, é uma extensão do gesto do artista, e é a força do gesto que traz a vida ao livro”,

Para Graziela, trata-se de um livro poético, afetivo, com muitas metáforas e camadas de leitura, construídas a partir de uma linguagem simples, acessível a crianças e adultos.

“Em conjunto, buscamos construir no texto, nas ilustrações e no projeto gráfico da obra uma narrativa sensível e potente, capaz de atingir diferentes faixas leitoras. Trabalhamos nos mínimos detalhes na construção das personagens e na contextualização para as consultoras que serviram de inspiração à protagonista e sua mãe se reconhecessem nessa história, e com ela se encantassem, a ponto de desejarem compartilhá-las com seus filhos e crianças próximas, lendo-a ou recontando-a”.

No Brasil, mais da metade das crianças da rede pública de ensino não aprendem a ler e a escrever até os 7 anos de idade. Isso significa que até o final do 2º ano do Ensino Fundamental, elas não estão alfabetizadas, apresentando sérias dificuldades de leitura e interpretação de texto. Foi pensando nesse desafio que Natura Crer Para Ver, em parceria com o Instituto Natura, lançou a campanha nacional #EuEscrevoEssaHistória, em apoio à alfabetização de todas as crianças até os 7 anos de idade.

A campanha #EuEscrevoEssaHistória tem como principais pilares valores também compartilhados pela Fundação SM, a sensibilização para o cenário da alfabetização pública no país e a mobilização de todos.

Sobre a SM

Nascida na Espanha, a SM está presente em 10 países, contando com mais de 2.300 profissionais e voluntários dedicados a este projeto. Responsabilidade social, inovação e proximidade com a escola pautam o trabalho da instituição, que tem como objetivo promover o desenvolvimento humano e a transformação social para a construção de uma sociedade mais competente, crítica e justa. Atuante no Brasil desde 2004, a SM oferece um amplo catálogo de serviços educacionais, conteúdos didáticos e de literatura infantil e juvenil no país.

Sobre a Fundação SM

Criada em 1977, com o intuito de devolver à sociedade os benefícios gerados pela SM Educação, a Fundação SM tem a missão de contribuir para o desenvolvimento integral dos indivíduos por meio da Educação. Nesse sentido, trabalha para fortalecer a educação pública, de forma colaborativa com os governos municipais, estaduais e federal, organismos internacionais, organizações da sociedade civil, institutos e fundações.
Fonte: Verônica Bittencourt Scisinio

Clique para comentar

Deixe seu comentário

Educação

Estudantes devem se atentar a locais e horários de realização das provas do Enem 2020 em Rondônia

Publicado

em

Os candidatos do Enem 2020 devem se atentar às regras e informações do exame.

Os estudantes da Rede Pública Estadual de Rondônia que farão o Enem 2020, devem se atentar aos locais e horários de realização das provas. O exame terá duas versões de provas impressas que serão aplicadas nos dias 17 e 24 de janeiro de 2021. A versão digital será aplicada nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro, conforme anunciou o Ministério da Educação (MEC). Os participantes podem verificar o local da realização do exame através do cartão de confirmação na Página do Participante no site do Inep, ou através do aplicativo do Enem para celular, disponível nas plataformas Apple Store e Google Play.

A pandemia do novo coronavírus implicou também em novas regras para o Enem. Não serão permitidos candidatos sem máscara no local da prova. Os participantes diagnosticados com doenças infecciosas, como a Covid-19, não devem comparecer para a realização da prova. Os mesmos devem informar o diagnóstico ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Por conta tempo de duração das provas, será permitida a entrada de alimentos. Os candidatos poderão retirar a máscara no momento do consumo.

ABERTURA DOS PORTÕES:

• Abertura dos portões: 11h30 (horário de Brasília), 10h30 horário local.
• Fechamento dos portões: 13h (horário de Brasília), 12h horário local.
• Início das provas: 13h30 (horário de Brasília), 12h30 horário local.
• Término das provas 1º dia: 19h (horário de Brasília), 18h horário local.
• Término das provas 2º dia: 18h30 (horário de Brasília), 17h30 horário local.

O QUE LEVAR NO DIA DA PROVA:

• Documento oficial de identificação com foto;
• Caneta esferográfica transparente de tinta preta;
• Máscara de proteção;

REGRAS QUE LEVAM A DESCLASSIFICAÇÃO:

• Portar fora do envelope de objetos fornecido pelo aplicador itens como: folhas ou bloco para rascunho, artigos de chapelaria, fones de ouvido, chaves, materiais escolares como lápis, lapiseira, borracha, caneta com material não transparente, dispositivos eletrônicos, relógios de qualquer tipo, livros e manuais;

• Portar arma de qualquer espécie;

• Recusar-se injustificadamente a ter cadastro biométrico coletado e ser vistoriado pelo coordenador, assim como seus objetos e alimentos;

• Ausentar-se da sala de aplicação, exceto para ir ao banheiro acompanhado por um fiscal;

• Descumprir as orientações da equipe de aplicação e as regras contidas no edital, durante a realização do exame;


Fonte
Texto: Valéria Rodrigues
Fotos: Daiane Mendonça
Secom – Governo de Rondônia

Continue lendo

Educação

Atenção: Confira o Aulão Seduc Rondônia, preparatório para o Enem 2021

Publicado

em

Continue lendo

Educação

Escolas da região Central de Rondônia estão preparadas para o retorno do ano letivo de 2021

Publicado

em

As escolas estão com as estruturas prontas para o iniciar ano letivo

O Governo de Rondônia, através da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), está reorganizando 53 escolas estaduais, sendo 10 delas indígenas, para o início do ano letivo, ainda indefinido devido a pandemia do Coronavírus. Os estabelecimentos de ensino estão localizados nos municípios de Ji-Paraná, Presidente Médici e Alvorada do Oeste.

O plano de retorno dos alunos para o exercício de 2021 envolve melhorias nas instalações, aquisição de equipamentos e laboratórios científicos, mobiliários, computadores, bebedouros, liquidificadores industriais, armários, estruturas de som, reformas e ampliações, limpeza e dedetizações. Cerca de 90% das escolas já estão prontas.

Em dezembro do ano passado, as escolas foram contempladas com nova estrutura em atendimento à determinação do governador, coronel Marcos Rocha, para maior comodidade, conforto e segurança à comunidade escolar.

“Não sabemos se vamos oferecer aulas presenciais neste ano, mas estamos em fase final de preparação das unidades escolares para receber os alunos, caso seja autorizado”, disse a professora Rosangela Marum, chefe da Coordenadoria Regional de Educação em Ji-Paraná (Cre-Ji-Paraná), reforçando que “a pandemia de Covid-19 ainda é uma incógnita para o mundo”.


Fonte
Texto: Paulo Sérgio
Fotos: Paulo Sérgio
Secom – Governo de Rondônia

Continue lendo
--Publicidade--
--Publicidade--

Publicidades

--Publicidade--
--Publicidade--
--Publicidade--

Tendências

Copyright © 2020 Portal de Notícias Floresta Notícias. Todos Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: