Conecte-se conosco

Geral

Maratona de Finanças é alternativa para empreendedores durante o isolamento

Publicado

em

Sebrae e instituições oferecem rodadas de crédito online para todos os regionais

Uma das questões mais buscadas durante este período de pandemia seguramente é o acesso ao crédito. Preocupado com este tema mas também focado em melhor orientar seus clientes, o Sebrae em Rondônia vai realizar a Maratona de Finanças no período de 18 a 22 de maio. O evento reunirá diariamente, pela manhã, um grande time de especialistas que abordarão temas muitos importantes ligados às saúde financeira das empresas. No período da tarde, as instituições financeiras estarão apresentando as linhas de crédito especialmente criadas para este momento emergencial. Para se inscrever é só acessar a loja online do Sebrae(www.sebrae.ro/loja).

Uma vez inscrito, o participante recebe um e-mail com um link para acessar as palestras via YouTube. A programação conta com especialistas de primeira linha e o evento é totalmente gratuito.

No primeiro dia, segunda-feira 18 de maio, o participante vai assistir Mitos e Verdades na Busca por Financiamento, com Luiz Antonio Fescina Junior, especialista em finanças e consultor financeiro. Fescina é Mestre em Administração e tem uma renomada carreira como facilitador líder do Empretec, é empresário e tem amplo domínio nas atividades de consultoria.

Na terça-feira (19), será a vez da economista Aline Rodrigues que trará o tema Um Novo Olhar para Seu Futuro Financeiro, ela vai apresentar as alternativas de como devemos nos preparar para o período pós-pandemia. Na quarta (20), todos vão poder conhecer o que são as Fintechs, a economista Maria Cláudia Salles Viana vai descrever com detalhes, porque essas startups permitem que os clientes controlem os produtos inteiramente por meio de smartphones, sem precisar ir a um banco ou uma corretora.

Já com o conhecimento de tecnologias inovadoras adaptadas ao sistema financeiro, em lugar das empresas tradicionais do setor, na quinta-feira (21), o economista Gustavo Gawryszewski vai demonstrar como realizar vendas utilizando meios de pagamento digital. Essa tem sido a grande alternativa que as empresas estão utilizando para superar as dificuldades provocadas pelo isolamento resultante da prevenção ao Novo Coronavírus.

E para fechar o ciclo da Maratona de Finanças, o Sebrae apresenta na sexta (22), também às 10 da manhã, o consultor empresarial Pedro Flecha com as técnicas de renegociação em momento de crise. Essa maratona trará conhecimentos inéditos, mas ela não vem sozinha, em cada um desses dias teremos na parte da tarde as Rodadas de Crédito online.

Na segunda (18), às 15h, serão apresentadas as linhas disponíveis no Banco da Amazônia, na terça (19), às 15h a Caixa Econômica Federal apresenta suas opções para crédito. Na quarta (20), às 13h, uma da tarde, será a vez do Banco do Brasil, na quinta (21) às 15h, o Banco do Povo apresenta suas linhas de crédito que favorecem pequenos negócios e sexta-feira (22), às 15h, encerrando este ciclo, o sistema de cooperativas de crédito (Sicoob) apresentará suas opções. Para se inscrever nas rodadas basta acessar o Portal do Sebrae que haverá explicações sobre os procedimentos que estarão disponíveis a todos os regionais do Sebrae tanto na sede como no interior.

Não deixe de buscar orientações sobre como reagir diante deste cenário de pandemia. O Sebrae em Rondônia pode atendê-lo também remotamente. Acesse nosso portal de atendimento em www.sebrae.ro. Ligue para nossa Central de Relacionamento 0800 570 0800, envie mensagens por WhatsApp (69) 98130-5656, acesse nosso portal de ensino à distância www.sebrae.com.br/cursosonline ou siga o Sebrae em Rondônia nas redes sociais (@sebraero).

Clique para comentar

Deixe seu comentário

Agronegócio

Consultoria financeira on line e gratuita do Sebrae auxilia produtor de laranja

Publicado

em

Por

Definição de prioridades e adequação financeira em razão da pandemia são medidas fundamentais para manutenção do negócio

Empreender é o sonho de todo brasileiro, especialmente neste tempo de pandemia, provocado pelo Coronavírus, com poucas oportunidades de emprego, perda de receita, entre outros; mas para concretizar esse sonho, tem um longo caminho pela frente, e as dificuldades não são só financeiras: tem o planejamento, tipo de negócio, físico ou on line, etc… E com a chegada da Covid 19, muitos que já estão com o negócio consolidado estão tendo que se adaptar aos novos tempos para continuar no mercado.

E para fazer a diferença ou buscar uma saída para melhorar o empreendimento, muitos recorrem ao Sebrae. Foi onde o produtor rural e empresário Lindomar Santos, 46 anos, de Rolim de Moura, (capital da Zona da Mata), interior de Rondônia, distante cerca de 400 quilômetros da capital, Porto Velho, encontrou a resposta para melhorar a administração do seu negócio.

“O Sebrae deu a oportunidade para que a gente tivesse uma consultoria, e, nas poucas horas que a gente teve  a oportunidade de ser atendido, foi muito importante para nós, porque acabamos visualizando algumas mudanças que são necessárias e que servem para melhorar, ainda mais, a gestão da nossa empresa rural. A administração da empresa, é tão importante quanto o produto bom que você tem que oferecer para o cliente”, afirmou o empresário.

Lindomar, juntamente com a família, há 30 anos vem atuando na área do agronegócio, na produção de laranja, banana, e partir deste ano, abacaxi. A Laranjas Rolim abastece toda a região de Rolim de Moura, Ariquemes e Vilhena e procurou a consultoria do Sebrae buscando respostas para implementar boas práticas na administração do negócio da família.

“Quem procura a consultoria do Sebrae, com certeza vai começar a olhar diferente para muitas coisas que passam despercebidas. Às vezes, a gente se preocupa muito  em empreender, fazer, fazer…e você não olha na questão que precisa produzir cada dia mais com menos custo”, conclui ele.

A Consultoria financeira oferecida pelo Sebrae é totalmente gratuita, especialmente neste período de pandemia e é realizada de maneira remota, on line. Um consultor especializado em finanças dedica algumas horas profissionais para orientações e avaliações da situação da empresa.

Não deixe de buscar orientações sobre como reagir diante deste cenário de pandemia. O Sebrae em Rondônia pode atendê-lo também remotamente. Acesse nosso portal de atendimento em www.sebrae.ro. Ligue para nossa Central de Relacionamento ou envie mensagens por WhatsApp no 0800 570 0800, acesse nosso portal de ensino à distância www.sebrae.com.br/cursosonline  ou siga o Sebrae em Rondônia nas redes sociais (@sebraero).

Continue lendo

Destaques

Governo pede que municípios usem protocolo de medicamentos contra a Covid-19

Publicado

em

Por

Governo pede que municípios usem protocolo de medicamentos contra a Covid-19 e cria decreto para equilibrar saúde e economia

Pedido é que medidas sejam adotadas na Atenção Básica, para que a população não precise passar pela UTI

As ações do governo de Rondônia para enfrentamento da pandemia e retomada da economia foram pontuadas pelo governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha, durante entrevista a uma emissora de televisão. Ele fez um apelo para que, na luta travada contra a Covid-19, os municípios usem as armas que existem para salvar vidas, como a distribuição de medicamentos à população para tratamento precoce da doença.

Por sua vez, o governo de Rondônia, responsável pela assistência aos casos graves da doença, já criou 165 leitos de UTI e 365 leitos clínicos exclusivos para Covid-19, mas o pedido é de que medidas sejam adotadas na Atenção Básica, para que a população de Rondônia não precise passar pela Unidade de Terapia intensiva (UTI). Marcos Rocha esclareceu que a entrega de medicamentos é função dos municípios, mas que o Estado também tem entregue kits de medicamentos através da realização de drive-thrus.

Outra medida importante adotada no Estado foi a aquisição de 100 mil testes rápidos, para ampla testagem dos rondonienses. Rondônia já está, segundo a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), entre os três estados que mais testaram a população. Nos dois mutirões de testes rápidos da ação Mapeia Rondônia foram realizados mais de 2,5 mil testes na Capital.

‘‘Os drives-trhus não são uma obrigação do Estado, porque a atenção primária é dos municípios, mas nós precisamos entrar com essa postura, foi necessário que nós agíssemos’’, esclarece o governador. Também foram realizados drive-trhus do Estado em Cacoal, Ji-Paraná, Guajará-Mirim e no distrito de Extrema.

Para ajudar os municípios, Marcos Rocha disse ainda que requisitou do governo federal o apoio com hidroxicloroquina, para distribuir a todos os municípios.

NOVO DECRETO

O governador também reconheceu o trabalho que alguns municípios têm feito para somar esforços no enfrentamento à doença, inclusive com criação de leitos próprios de UTI. O novo decreto foi criado para que os municípios que estão se esforçando para equilibrar saúde e economia possam entrar em nova classificação de fases do Plano de Ação “Todos por Rondônia”.

Uma das principais novidades do decreto foi ter criado a possibilidade dos municípios mudarem de fase conforme a taxa de ocupação de leitos de UTI do município, antes era somente de acordo com a taxa de ocupação da macrorregião que pertencia o município.

Municípios que criarem leitos de UTI próprios podem solicitar avançar de fase do Plano de Ação “Todos por Rondônia

‘‘Sou contra o fechamento de comércio porque sei que as pessoas precisam trabalhar, dependem disso para se alimentarem, e não acredito que a contaminação se dá nas empresas, pois se observa os cuidados, mas precisamos seguir a linha técnica, não podemos colocar vidas em riscos. Desta forma, o que muda com esse decreto é todos os municípios que tiverem leito de UTI próprios não ficam agregados à macrorregião. Nenhum município é obrigado a fazer leitos de UTI, mas há municípios pequenos que fizeram, não é justo que entrem no mesmo barco, tem que ter um diferencial’’, explica.

Atualmente 23 municípios estão enquadrados na fase 1 do Plano de Ação “Todos por Rondônia, inclusive Porto Velho. De acordo com o decreto, o município que manifestar o interesse na reclassificação, deverá comprovar a disponibilização de novos leitos por meio de requerimento e documentos enviados à Sesau. Ainda segundo o decreto, os municípios poderão solicitar a reclassificação a qualquer tempo, devendo ser respeitado o intervalo mínimo de sete dias de permanência na última classificação para que essa seja efetivada.

ASSISTÊNCIA SOCIAL

Marcos Rocha ressaltou ainda que programas importantes estão sendo executados para dar assistência aos que mais necessitam, a exemplo do Programa de Transferência Temporária (AmpaRO), que trata-se de um auxílio de R$ 200 pagos por três meses às famílias em situação de extrema pobreza. E ainda, o Cartão Alimentação Escolar, pelo qual o governo de Rondônia transfere de recurso próprio o valor de R$ 75 por estudante em situação de vulnerabilidade social.

O governador agradeceu aos empresários que, através do Grupo Pensar Rondônia, tem apoiado o Estado no enfrentamento à pandemia e ainda disse que está aberto a diálogo com parlamentares, e todos aqueles que queiram alinhar soluções para beneficiar a população. ”Meu objetivo é que nenhuma empresa fique fechada, mas isso só acontece se percebemos que vidas estão em riscos. Nós já estamos trabalhando na retomada da economia através de várias reuniões”, concluiu.

Fonte
Texto: Vanessa Moura
Fotos: Frank Néry e Edcarlos Carvalho
Secom – Governo de Rondônia

Continue lendo

Geral

Covid-19, Bolsonaro toma hidroxicloroquina em vídeo e pergunta: ‘Eu confio, e você?’

Publicado

em

Por

Nas redes sociais, o presidente disse que passou a se sentir melhor depois de começar tratamento com o remédio, que não tem eficácia comprovada

O presidente Jair Bolsonaro publicou, nesta terça-feira (7), um vídeo nas redes sociais em que toma uma dose do que seria hidroxicloroquina e afirma que “com toda certeza” o tratamento para o novo coronavírus “está dando certo”.

“Eu confio na hidroxicloroquina, e você?”, argumenta.

O chefe do Executivo recebeu diagnóstico positivo da doença nesta terça. Entusiasta do medicamento, Bolsonaro ressalta no vídeo que estava “mais ou menos no domingo, mal na segunda-feira” e hoje está “muito melhor” devido ao remédio.

”Sabemos que hoje em dia existem outros remédios que podem ajudar a combater o coronavírus, sabemos que nenhum tem a sua eficácia cientificamente comprovada, mas mais uma pessoa que está dando certo”, diz em referência a si próprio logo após tomar um copo de água para engolir o medicamento.

Na publicação, Bolsonaro destaca que está na terceira dose do remédio.

Nenhum estudo científico até o momento, entretanto, confirmou a eficácia do remédio, que pode causar danos colaterais graves.

Mesmo assim, Bolsonaro pressionou o Ministério da Saúde até a pasta aderir ao protocolo de tratamento à Covid-19 não só para casos graves, mas também para pessoas com sintomas leves da doença, gestantes e crianças.

O presidente determinou, inclusive, que as Forças Armadas ajudassem na produção do remédio. O Laboratório Químico e Farmacêutico do Exército já gastou mais de R$ 1,5 milhão para ampliar, em 100 vezes, sua produção de cloroquina.

A ampliação da produção entrou na mira do Tribunal de Contas da União, que quer saber se houve superfaturamento nas compras do produto e se houve má aplicação de recursos públicos por Bolsonaro ao determinar a ampliação da produção sem comprovação científica adequada.

O laboratório do Exército firmou ao menos 18 contratos para comprar a cloroquina em pó e outros insumos de fabricação, como papel alumínio e material de impressão, ao custo total de R$ 1.587.549,81, segundo cálculos feitos pela Repórter Brasil com base no portal de compras do governo federal. Quase 95% dos gastos foram para a compra de 1.414 kg de cloroquina em pó.

As compras, sem licitação, fazem parte das ações de enfrentamento à pandemia. Os recursos vieram do Tesouro Nacional e foram repassados ao laboratório pelo Ministério da Defesa.

Fonte: Folha de S. Paulo – Em Geral

Continue lendo

Publicidade

--Publicidade--
--Publicidade--

Publicidades

--Publicidade--
--Publicidade--

Tendências

%d blogueiros gostam disto: