Conecte-se conosco

Coronavirus

Japão começa a fornecer antiviral recém-aprovado para tratar covid-19

Publicado

em

Uso do remdesivir foi aprovado em tempo recorde

Foto: © Kyodo/via REUTERS

O ministro da Saúde, Trabalho e Bem-Estar Social do Japão, Kato Katsunobu, afirmou hoje (12) que o governo começou a fornecer a recém-aprovada droga remdesivir a instituições médicas para o tratamento de pacientes com o novo coronavírus.

Nesta terça-feira, Kato declarou que a entrega do antiviral fornecido por sua fabricante americana havia sido iniciada no dia anterior. O remdesivir é o primeiro medicamento autorizado pelo Japão para o tratamento de pacientes com a covid-19. Sua aprovação foi acelerada na semana passada, após somente três dias de avaliação, depois de a droga ter sido aprovada para uso emergencial nos Estados Unidos.

O Ministério da Saúde do Japão planeja administrar o antiviral somente em pacientes com sintomas graves. Segundo o ministro Kato, as autoridades vão checar dados disponíveis online sobre pacientes elegíveis em hospitais para que os suprimentos cheguem adequadamente aos que necessitam do medicamento.

Fonte: Agência Brasil

--Publicidade--
Clique para comentar

Deixe seu comentário

Ciência

Vacina brasileira contra a Covid-19 entra em fase de testes em animais

Publicado

em

Por

Pesquisadores da USP iniciam ensaios pré-clínicos em camundongos para entender a reação do organismo após a imunização.

Pesquisadores do Brasil que desenvolvem uma vacina contra o coronavírus Sars-Cov-2, o vírus responsável pela doença Covid-19, anunciaram que o estudo entrou em uma nova fase pré-clinica. A imunização, que segue um modelo diferente do empregado em outros países será testada em camundongos.

O projeto é liderado por cientistas da Faculdade de Medicina da USP e pelo Laboratório de Imunologia do Instituto do Coração (Incor). A pesquisa é financiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

Após esta fase dos estudos chamados “pré-clínicos”, os pesquisadores poderão começar a testar a vacina em voluntários humanos. É neste momento que se identifica qual é a concentração capaz de introduzir uma resposta rápida e duradoura do sistema imunológico da vacina em animais.

“Já conseguimos desenvolver três formulações de vacinas que estão sendo testadas em animais. Em paralelo, estamos formulando diversas outras para identificar a melhor candidata”, disse Gustavo Cabral, pesquisador responsável pelo projeto à agência Fapesp.

As partículas usadas na vacina são induzidas a carregar fragmentos do novo coronavírus e, assim, gerar uma resposta do corpo humano com segurança. O modelo escolhido pelos brasileiros é diferente de outros internacionais que usam as vacinas baseadas fundamentalmente em mRNAm (RNA mensageiro).

Esse modelo deve demorar mais tempo e leva em conta uma multiplicidade de fatores que faz com que muitas vezes a vacina obtida não seja eficaz. Há desenvolvimento de vacinas em andamento nos Estados Unidos, na Alemanha, na Austrália e na China.

Outra vacina, testes no Brasil

Dois mil brasileiros participarão dos testes para vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford. A estratégia faz parte de um plano de desenvolvimento global, e o Brasil será o primeiro país fora do Reino Unido a começar a testar a eficácia da imunização contra o Sars-CoV-2.

Os testes serão conduzidos no Rio de Janeiro e em São Paulo. Em São Paulo, os testes em mil voluntários serão conduzidos pelo Centro de Referência para Imunológicos Especiais (Crie) da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), com financiamento da Fundação Lemann. No Rio de Janeiro, os testes em outros mil voluntários serão feitos pela Rede D’Or São Luiz, com custo de cerca de R$ 5 milhões bancados pela Rede e sob coordenação do Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino.

Para ser conduzido no Brasil, o procedimento foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), com o apoio do Ministério da Saúde. Os voluntários serão pessoas na linha de frente do combate ao coronavírus, com uma chance maior de exposição ao Sars-CoV-2. Eles também não podem ter sido infectados em outra ocasião. Os resultados serão importantes para conhecer a segurança da vacina.

Fonte: G1

Continue lendo

Coronavirus

Sobe para 293 casos positivos em São Miguel do Guaporé, segundo secretaria de saúde

Publicado

em

Por

Segundo dados divulgados pela Secretaria de Saúde na noite desta quinta-feira (04), subiu para 293 o número de casos confirmados em São Miguel do Guaporé. Um aumento de 62 casos nas últimas 24 horas.

Ainda segundo o boletim, 81 pacientes já estão curados da doença provocada pelo cornavírus.

O município entrou em ‘lockdown’ (isolamento total) no dia 28 de maio. A previsão é para que dure 14 dias, podendo ser prorrogado ou não, dependendo do número de casos, óbitos e outros fatores que serão analisados pelas autoridades municipais. É o primeiro município do estado a tomar medidas mais duras para combater o avanço do coronavírus, que tem aumentado drasticamente na região.

Sobe para 293 casos positivos em São Miguel do Guaporé, segundo secretaria de saúde

Fonte: Da Redação – Em Saúde

Continue lendo

Coronavirus

Edição 80 – Boletim diário sobre coronavírus em Rondônia

Publicado

em

Por

Dos 6.459 casos de Covid-19 confirmados em Rondônia, 4.343 são em Porto Velho

O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), divulga os dados referentes ao coronavírus (Covid-19) no Estado.

Na quinta-feira (4), foram consolidados os seguintes resultados para Covid-19 em Rondônia:

Casos confirmados – 6.459
Pacientes recuperados – 2.797
Óbitos – 194
Pacientes internados na Rede Estadual de Saúde – 229
Pacientes internados na Rede Privada – 108
Pacientes internados na Rede Municipal de Saúde – 13
Total de pacientes internados – 350
Testes Realizados – 20.290
Aguardando resultados do Lacen – 406

CONFIRMADOS POR MUNICÍPIOS

Os 6.459 casos confirmados para Covid-19 são nas seguintes localidades:

4.343 em Porto Velho
466 em Ariquemes
325 em Guajará-Mirim
274 em São Miguel do Guaporé
147 em Candeias do Jamari
139 em Ji-Paraná
104 em Jaru
81 em Cacoal
70 em Rolim de Moura
68 em Vilhena
55 em Ouro Preto do Oeste
40 em Pimenta Bueno
33 em Buritis
31 em Nova Mamoré
30 em Cujubim
29 em Espigão do Oeste
26 em Itapuã do Oeste
23 em Mirante da Serra
22 em Urupá
17 em São Francisco do Guaporé
11 em Alto Paraíso
11 em Monte Negro
9 em Campo Novo de Rondônia
9 em Vale do Paraíso
7 em Alta Floresta do Oeste
7 em Governador Jorge Teixeira
7 em Machadinho do Oeste
7 em Novo Horizonte do Oeste
7 em Theobroma
6 em Primavera de Rondônia
5 em Cerejeiras
5 em Nova Brasilândia do Oeste
5 em Pimenteiras do Oeste
5 em Rio Crespo
4 em Alto Alegre dos Parecis
4 em Alvorada do Oeste
4 em Cacaulândia
4 em Costa Marques
4 em Chupinguaia
4 em Presidente Médici
3 em Cabixi
3 em Vale do Anari
2 em Santa Luzia do Oeste
1 em Ministro Andreazza
1 em São Felipe do Oeste
1 em Seringueiras

Foram confirmados 745 novos casos de Covid-19 em Rondônia, destes, 426 são em Porto Velho, 50 em Candeias do Jamari, 40 em Ariquemes, 36 em Guajará-Mirim, 33 em Rolim de Moura, 24 em Jaru, 23 em Ouro Preto do Oeste, 22 em São Miguel do Guaporé, 16 em Ji-Paraná, sete em Buritis, sete em Cujubim, seis em Cacoal, seis em Vilhena, quatro em Alta Floresta, quatro em Campo Novo de Rondônia, quatro em Itapuã do Oeste, quatro em Mirante da Serra, quatro em Monte Negro, quatro em Theobroma, três em Cabixi, três em Governador Jorge Teixeira, três em Nova Mamoré, três em Pimenta Bueno, dois em Cacaulândia, dois em Costa Marques, dois em Novo Horizonte, um em Alto Paraíso, um em Cerejeiras, um em Espigão do Oeste, um em Nova Brasilândia do Oeste, um em Primavera de Rondônia, um em São Francisco do Guaporé e um em Vale do Paraíso.

ÓBITOS POR MUNICÍPIOS

Em Rondônia foram registrados 194 óbitos por Covid-19, nas seguintes localidades:

Porto Velho – 139
Guajará-Mirim – 21
Ariquemes – 5
Ji-Paraná – 5
Nova Mamoré – 3
Alto Paraíso – 2
Candeias do Jamari – 2
Cerejeiras – 2
Espigão do Oeste – 2
Rolim de Moura – 2
São Miguel do Guaporé – 2
Alvorada do Oeste – 1
Buritis – 1
Cacoal – 1
Campo Novo – 1
Cujubim – 1
Mirante da Serra – 1
Ouro Preto do Oeste – 1
São Francisco do Guaporé – 1
Vilhena – 1

Hoje (4) foram confirmados 14 óbitos por Covid-19 em Rondônia, 13 em Porto Velho, sendo quatro mulheres (59, 71, 80 e 82 anos) e nove homens (47, 63, 65, 67, 71,73, 79, 89 e 94 anos de idade) e uma mulher de 64 anos de Ouro Preto do Oeste.

OBSERVAÇÕES

  1. Os dados diários podem sofrer alterações;
  2. Os casos e óbitos notificados/ocorridos após meio dia serão divulgados no boletim do dia seguinte.

A Agevisa ressalta que os dados não são lidos e atualizados imediatamente pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs), por isso há atraso (delay) no registro de casos que estão sendo acompanhados diariamente por equipes de saúde nos municípios.

Para informações sobre internados por unidades de saúde e municípios, assim como os demais detalhes, acesse o Painel Interativo da Covid-19 em Rondônia, através do endereço: covid19.sesau.ro.gov.br.

Fonte
Texto: Mineia Capistrano
Fotos: Daiane Mendonça
Secom – Governo de Rondônia

Continue lendo
--Publicidade--

Publicidades

--Publicidade--

Tendências

Copyright © 2020 Portal de Notícias Floresta Notícias. Todos Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: