conecte-se conosco

Publicidades

Tarifa social de energia elétrica cresce mais de 100% em relação a janeiro de 2019

Publicado

em

A Energisa Rondônia apresentou um crescimento de mais de 100% em comparação aos resultados de janeiro de 2019 referente à Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE). Os números apresentados chegam a mais de 70 mil famílias cadastradas para receber o benefício. A Tarifa social é um desconto criado pelo Governo Federal para famílias que preencham requisitos básicos como ter renda menor que um salário mínimo.

De acordo com gráficos de evolução elaborados pela empresa, em janeiro de 2019 existiam 33.615 famílias cadastradas no programa. Já na mesma data em 2020, este número subiu para 70.032 residências, um crescimento de mais de 100%. Este crescimento se deve às ações coordenadas pela Energisa.

“Fizemos um rebatimento de base cruzando dados com o Cadastro Único, realizamos palestras no CRA’s além de estarmos à frente de diversas ações em parceria com a prefeitura. Acredito que todo este esforço concentrado resultou neste crescimento de cadastros. Além disso, a Energisa tem como compromisso priorizar os clientes e essas campanhas visam exatamente isso, informar o cidadão de seus direitos e benefícios”, explica Thiago Nascimento, coordenador de Leitura e Cadastro Comercial (CLCC) da Energisa.

Outra justificativa para o aumento de famílias cadastradas para receber os benefícios da tarifa social é a mudança de consciência, já que a população está consumindo energia elétrica com responsabilidade. “Neste processo, ganha o meio ambiente, o consumidor e a empresa já que existe um equilíbrio no consumo de energia elétrica”, explica Thiago.

Os descontos da Tarifa Social de Energia Elétrica são concedidos às unidades que reduzem o consumo de energia e ficam abaixo dos 220 Kwh por mês. Os descontos vão de 10% até 65% e, o consumidor que gastar mais de do que o limite, não recebe o benefício mesmo estando dentro dos requisitos do cadastro.

 Para ter acesso ao benefício, as famílias precisam obedecer requisitos como ter a família inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal com renda mensal por pessoa menor ou igual a ½ salário mínimo; ter pessoas com problemas de saúde em que o tratamento exija equipamentos que dependem de energia elétrica entre outros requisitos que podem ser encontrados na página da Energisa ou em qualquer posto de atendimento da empresa.

Fonte: Assessoria

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe seu comentário

Destaques

Pap Cursos pela segunda vez chega na cidade de Alta Floresta D’oeste Ro

Publicado

em

Por

A empresa PAP CURSOS E CONCURSOS está de volta na cidade de Alta Floresta do Oeste para realizar a partir do próximo dia 22 de Fevereiro, o curso profissionalizante Noções Práticas de Vendas e Administração.

Durante o curso, o aluno verá os módulos de Atendimento ao Cliente e Marketing, Operador de Caixa e Atendente Bancário, Atendente de farmácia e Noções de Medicamentos e Rotinas Administrativas e Secretariado.

O curso terá duração de 04 meses, com aulas somente aos sábados nos turnos manhã, tarde ou noite. Todos os alunos receberão “carta de estágio” e palestras durante o curso.

As inscrições para o curso são gratuitas e terão início na próxima quinta (20) na  Faculdade Fael,  local onde também serão ministradas as aulas. O PAP (PROJETO AVANÇO PROFISSIONAL) está lançando uma promoção para os 30 primeiros inscritos, que serão contemplados com parcelas fixa de 70,00.

Mais informações sobre o curso pelo numero (69) 9 9373-9704

Vejas os Testemunhos

TESTEMUNHOS

CORSOS

Posted by Floresta Noticias on Monday, February 17, 2020

 

Continue lendo

Publicidades

Mais de 6 mil clientes são ressarcidos por construção de redes em Rondônia.

Publicado

em

Mais de 6 mil proprietários de chácaras e sítios que fizeram, por conta própria, obras de construção de redes de distribuição em linhas e demais áreas rurais de Rondônia foram mapeados pela Energisa e tiveram a rede incorporada ao sistema elétrico da concessionária, com a devida indenização dos proprietários. “Em pouco meses de trabalho, a Energisa Rondônia já beneficiou 6.413 clientes, com incorporação da rede e ressarcimento dos gastos”, explicou a Supervisora de Cadastro Técnico, Siomara Araújo de Paula.

Além da compensação pelos investimentos, a concessionária passa a se responsabilizar pela manutenção das linhas elétricas e intensifica o atendimento para evitar falta de energia nas regiões atendidas.

Esse trabalho é feito porque, no passado, devido ao subinvestimento, os moradores arcavam com a construção das redes de distribuição para atender suas unidades consumidores. Por determinação da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) determinou que essas redes “privadas” devem ser incorporadas ao sistema da concessionária, com a devida indenização dos proprietários. “As regras para incorporação, inclusive o cálculo das indenizações, foram definidas pela própria Aneel”, informou Siomara Araújo.

Em Rondônia, o prazo para indenização de clientes ligados até 2019 vai até dezembro de 2020. Para os clientes ligados em 2020, as indenizações serão realizadas em até 90 dias após a incorporação do ativo. “Quem ainda não teve a rede incorporada pode enviar um e-mail para <[email protected]>, para receber informações. No e-mail deve constar o número da UC para fazermos a verificação”, orienta Siomara.

Quais as regras para incorporação?

O cliente deve ter construído uma rede de ramal rural e ter ligado a unidade consumidora. Os proprietários ligados a partir de 29 de abril 2003 são enquadrados na Resolução 223/2003 da Aneel. Os ligados até 28 de abril de 2003 são enquadrados na Resolução 229/2006 da Aneel.

“O cálculo de indenização é realizado conforme as resoluções da Aneel, respeitando as aplicações de juros e multa e depreciação, conforme cada resolução”, salientou a Supervisora de Cadastro Técnico.

“Uma vez identificado o cliente e aplicado o cálculo da resolução, no qual o cliente é enquadrado, é elaborado o Termo de Restituição de Valores (TRV), com o valor do reembolso e entregue ao cliente. O proprietário da rede precisa reconhecer assinatura em cartório e nos enviar uma via do TRV, junto com uma cópia do documento de identidade, do CPF e da conta bancária.

O pagamento é realizado em até 15 dias após a entrega do documento na Energisa, diretamente na conta bancária do cliente”, completou. Siomara também esclareceu que os clientes não precisam de intermédio de procuradores e ações judiciais para requererem seus direitos juntos à Energisa. A Concessionária respeita seus clientes e arcará com as responsabilidades junto aos seus clientes.

Fonte: Energisa

Continue lendo

Publicidades

Aprovete a Mega Ofertas no Mercado Brustolim para este final de semana

Publicado

em

Por

Continue lendo

Publicidades

Tendências

%d blogueiros gostam disto: