Conecte-se conosco

Policial

Duas mulheres são presas com mais de 13 kg de Cocaína em Ji-Paraná

Publicado

em

Foto: PRF

Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) prenderam duas mulheres que transportavam, em um ônibus interestadual, mais de 13 quilos de cocaína. O entorpecente foi apreendido aproximadamente às 16h desta quarta-feira (12), em Ji-Paraná (RO).

Durante a fiscalização ao veículo, feita no quilômetro 352 da BR-364, os policiais notaram que duas passageiras, de 29 e 30 anos, estavam incomodadas e nervosas diante da presença da equipe. Ao aprofundar a abordagem, os agentes encontraram, junto ao corpo das mulheres, mais precisamente na região do abdômen, 13,7 quilos de cloridrato de cocaína (sendo que 6,3 quilos estavam com uma delas e 7,4 quilos, com a outra).

O ônibus, que havia saído de Porto Velho (RO), tinha como destino final a capital do Mato Grosso, onde uma das mulheres entregaria o entorpecente, ao passo que a outra afirmou que levaria a droga até a cidade de Marabá (PA). Considerando o flagrante do crime de tráfico de drogas, a dupla foi presa e conduzida à Delegacia da Polícia Federal.

Via Assessoria/PRF

--Publicidade--
Clique para comentar

Deixe seu comentário

Policial

Garota de 18 anos morre atingida por raio quando se divertia em balneário

Publicado

em

Por

Continue lendo

Policial

Homem é preso em ação da PF contra exploração de madeira na terra indígena Roosevelt em RO

Publicado

em

Por

Toras de madeira e maquinários foram encontrados na terra indígena Roosevelt, em Rondônia. — Foto: PF/Divulgação

Um homem foi preso por porte ilegal de arma de fogo nesta semana durante a Operação Pertinácia, da Polícia Federal (PF), que combate exploração de madeira na Terra Indígena Roosevelt, em Rondônia. Segundo as investigações, o esquema criminoso tem participação de lideranças indígenas, que cobravam pelas cargas retiradas.

A ação ocorreu em parceria com equipes do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Os trabalhos começaram a ser planejados depois do recebimento de uma denúncia, em setembro deste ano, sobre dezenas de caminhões que estariam transportando toras da reserva para madeireiras em Espigão D’Oeste e cidades vizinhas.

Operação Pertinácia ocorreu nesta semana na terra indígena Roosevel, em Rondônia.  — Foto: PF/Divulgação

Operação Pertinácia ocorreu nesta semana na terra indígena Roosevel, em Rondônia. — Foto: PF/Divulgação

Ainda durante a operação, os policiais e o Ibama encontraram e apreenderam caminhões e maquinários. O prejuízo direto no patrimônio dos investigados foi estimado em mais de R$ 1,5 milhão.

Segundo a PF, o termo “pertinácia” faz alusão a esse tipo de crime em terras indígenas.

Maquinários e caminhões foram apreendidos na terra indígena Roosevelt, em Rondônia. — Foto: PF/Divulgação

Maquinários e caminhões foram apreendidos na terra indígena Roosevelt, em Rondônia. — Foto: PF/Divulgação

Fonte: G1/RO

Continue lendo

Policial

Em cidade de Rondônia, bando tenta matar policial penal e revela lista de marcados para morrer

Publicado

em

Por

Vítima do ataque, policial penal baleou um dos bandidos, mas também ficou ferido

Por voltas das 19h30m desta terça-feira (13), quatro homens armados invadiram a residência de um policial penal na cidade de Guajará-Mirim e começaram a atirar. O policial, que já havia sido alertado, trocou tiros, chegou a ser atingido com um disparo na perna e alvejou um dos criminosos, que recebeu atendimento e foi levado para hospital local. Dois conseguiram fugir e um foi capturado e preso.

O bando usava um veículo Fiat Uno, da cor branca, que já estava sendo monitorado antes do ataque à residência. Há um vídeo em posse da inteligência penitenciária que mostra os quatro no interior do veículo circulando pela cidade, e foram flagrados fotografando residências de policiais penais.

Vários policiais penais estavam de sobreaviso. Eles haviam sido alertados sobre os suspeitos, inclusive o que sofreu o ataque em casa. Por isso conseguiu sobreviver à ação do bando fortemente armado.

MARCADOS PARA MORRER
O integrante do bando que foi preso teria revelado à polícia sobre uma lista de policiais penais marcados para morrer. A suspeita é que os homens são ligados a uma facção criminosa que quer se apoderar do território, eliminando policiais.

Guajará-Mirim é rota do narcotráfico. Organizações criminosas como Comando Vermelho, PCC e Família do Norte disputam território e os policiais penais, responsáveis pela ordem e combate à movimentação do tráfico nos presídios, estão no meio desse fogo cruzado.

O Sindicato da categoria, o Singeperon, se manifestou pedindo atuação urgente do Estado, a fim de apurar a ameaça contra a vida dos policiais penais. A diretoria da entidade tem reivindicado o acautelamento de armas de uso individual aos policiais penais. “Estes servidores são os braços fortes do Estado no sistema prisional, e precisam ter as condições necessárias para proteger a própria vida”, pontua o sindicato.

Fonte: folhadosulonline

Foto: Divulgação
Autor: Lucas Tatuí

Continue lendo
--Publicidade--

Publicidades

--Publicidade--

Tendências

Copyright © 2020 Portal de Notícias Floresta Notícias. Todos Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: