conecte-se conosco

Policial

Menina de 6 anos é estuprada por menino de 7 em condomínio de Porto Velho

Publicado

em

Segundo a mãe da menina, a mãe do garoto apoiou o filho dizendo que ele tinha que “pegar mulher mesmo”

A Polícia de Porto Velho registrou na noite dessa segunda-feira (13), um caso de estupro inusitado e estarrecedor. Uma menina de 6 anos de idade foi estuprada, segundo relatado pela mãe da criança, por um menino de 7 anos no Condomínio onde ambas famílias dos menores residem localizado na Zona Sul da capital.

De acordo com a mãe da menina, o estupro foi descoberto pela outra filha dela de 13 anos no último dia 8. Na ocasião, a criança brincava no Parquinho do Condomínio e de repente, sumiu. Quando foi procurar a irmã, a adolescente flagrou o vizinho de 7 anos abusando sexualmente da menor. Ao avistar a irmã, ele saiu correndo.

Segundo a mãe da menina, ao questionar a mãe do garoto, ela apoiou o filho e disse que ele tinha que “pegar mulher mesmo”.

A vítima foi levada para a UPA Sul para atendimento médico e a mãe acionou a Polícia Militar. O caso será investigado pela Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA).

Fonte: Fonte: RondoNoticias

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe seu comentário

Policial

Grávida é esfaqueada, escreve o nome do suspeito com o próprio sangue e morre

Publicado

em

Por

Com a informação escrita na mesa de uma lanchonete, a polícia prendeu o homem indicado pela vítima, logo depois. Mulher estava no 7º mês de gestação.

Continue lendo

Policial

Imagens Fortes: Ladrão morre pendurado em janela após tentar roubar oficina mecânica em MG

Publicado

em

Por

Um homem ainda não identificado morreu na desta segunda-feira, 20, possivelmente por asfixia. O fato ocorreu em uma mecânica em Sete Lagoas, Minas Gerais.

Ele foi encontrado pela manhã na empresa, preso em uma janela basculante pelo pescoço. A causa provável da morte seja asfixia.  A polícia investiga o caso. Foi o proprietário da oficina que encontrou o homem, já sem vida.

Fonte: Mega Cidade – Em Polícia
Continue lendo

Policial

Presidiários incendeiam celas para tentar conseguir prisão domiciliar em RO

Publicado

em

Por

Colchões de celas foram incendiados pelos detentos — Foto: Casa de Detenção de Cerejeiras/Divulgação

Colchões de celas foram incendiados pelos detentos — Foto: Casa de Detenção de Cerejeiras/Divulgação

A Vara de Execução Penal (VEP) determinou que 26 presos do regime semiaberto voltem a cumprir pena no regime fechado de Cerejeiras (RO), no Cone Sul do estado. Isto porque duas celas da Casa de Detenção foram incendiadas pelos apenados, no último domingo (19). O objetivo dos detentos com o incêndio era conseguir autorização para migrar à prisão domiciliar.

Segundo a direção da unidade, o Corpo de Bombeiros foi acionado até a Casa de Detenção depois que os presidiários do regime semiaberto realizaram um princípio de motim e incendiarem os colchões de duas celas. As chamas foram controladas a tempo.

Cerca de 27 homens dividiam as celas incendiadas e o objetivo da ação criminosa era conseguir prisão domiciliar para todos os detentos, informou Eguinaldo Lanes, diretor do presídio.

Cela pega fogo após presos incendiarem colchões  — Foto: Casa de Detenção de Cerejeiras/Divulgação

Cela pega fogo após presos incendiarem colchões — Foto: Casa de Detenção de Cerejeiras/Divulgação

Ao G1, a direção informou ainda que a ‘inspiração’ para o crime teria sido outro incêndio provocado por detentos durante uma rebelião na unidade prisional, em fevereiro de 2019. Na ocasião, alguns presos foram colocados em prisão domiciliar enquanto as celas eram reformadas.

No entanto o plano não deu certo desta vez e a Vara de Execução Penal de Cerejeiras (VEP) emitiu medida cautelar depois do incêndio do último domingo, determinando a transferência dos presos para a ala do regime fechado, com exceção de um homem que estava trabalhando no momento do motim.

A direção afirmou ainda que está sendo feita uma limpeza nas duas celas para avaliar os danos. A previsão é que seja necessário apenas a reforma na laje e pintura das celas.

*Sob supervisão de Jônatas Boni, do G1 RO

Continue lendo

Publicidades

Tendências

%d blogueiros gostam disto: