conecte-se conosco

Agronegócio

4º Tour da Soja zona da mata, Rondônia

Publicado

em

”

Rondônia é o estado brasileiro com o maior incremento de área plantada de soja no País.

Foto: Reprodução/Caravana da Soja

Uma caravana formada por 15 produtores, 10 Agrônomos e empresários, num total de 60 pessoas realizaram o 4º Tour da soja na zona da mata do estado de Rondônia. Eles percorreram por vários municípios, Espigão do Oeste, Pimenta Bueno, Rolim de Moura, Santa Luzia, Alto Alegre e Alta Floresta. 

Com o objetivo de conhecer as terras férteis que estão transformando Rondônia na terra da soja.  A caravana percorreu um trajeto onde existem aproximadamente um milhão de hectares de terras produzindo soja.

“O objetivo da caravana é enxerga as realidades de cada região, as semelhanças que elas tem entre si, para que possamos nos ajudar e para que os produtores possam alcançar uma melhor produtividade. Observando o que o outro produtor está fazendo e que tem dado certo, o outro produtor vai aplicar  também em sua propriedade e assim poder difundir  alguma tecnologia, novidade de mercado ou de campo que pode ajudar, exemplo; uma praga, doença que pode estar sendo problema para um produtor mas que para outro ainda não está sendo, o que queremos é contribuir para que o investimento seja garantido, explica o Responsável técnico, Alexsandro  Vestemberg.  

Rondônia é o estado brasileiro com o maior incremento de área plantada de soja no País. 

“Exitem várias formas de entender o que é a tecnologia, alguns acham que é máquina, outros acham que é a adubação, mas na verdade é um conjunto. Como é uma cultura de grandes investimentos, nos usamos a tecnologia para diminuir riscos, quanto mais amparado com tecnologia, manejo correto, não demasiadamente, mas de forma correta estaremos mais seguro quando trabalhamos com esse tipo de estratégia”, destaca o Engenheiro Agrônomo, Nicolai Teodoro.  

O sojicultor, Ildo Perissari, já foi um grande pecuarista, mas hoje o seu investimento é na lavoura de soja, não trabalha mais com gado e conta que; “minha terra é fértil e boa, mas deu muito fungos, cigarrinhas. Eu comecei reforma os pastos e resolvi investir na lavoura de soja, no início  foram 20  hectares de terra, todo ano eu tinha um pedaço de pasto para reformar e com isso foi aumentando a lavoura, hoje tenho quinhentos hectares de terra completo de soja”, destaca o sojicultor. 

 
Segundo o Responsável técnico, Alexsandro  Vestemberg, ainda há áreas a vontade de pastagens degradadas, que não estão sendo aproveitadas  para a criação de gado de leiteiro e essas áreas degradadas podem ser ocupadas por soja, milho, onde pode gerar uma produtividade, um produto comercial rentável ao produtor e com a possibilidade de recuperar o solo degradado. Muito produtores que reformam a pastagem acabam investindo um capital alto para novamente ter um bom pasto, porém com a lavoura de soja, milho, arroz, entre outras culturas é possível fazer a reforma, melhorar o solo e ainda ter um ganho comercial, então o produtor  investe e logo tem resultado a curto prazo, enfatiza, Alexsandro. 

Foto: Reprodução/Caravana da Soja
Foto: Reprodução/Caravana da Soja
Foto: Reprodução/Caravana da Soja
Fotos: Rolim Notícias
Fotos: Rolim Notícias
Fotos: Rolim Notícias
Fotos: Rolim Notícias
Fotos: Rolim Notícias

 

 Fonte: Rolim Notícias

Clique para comentar

Deixe seu comentário

Agronegócio

Dois frigoríficos em Rondônia são habilitados para exportar peixes para a China

Publicado

em

Por

”

Peixe tilápia passará a ser cultivado no estado — Foto: Prefeitura de Porto Velho/Divulgação

A Associação Brasileira de Piscicultura (Peixe BR) anunciou no final da última semana a habilitação de 11 frigoríficos em nove estados brasileiros para a exportação de peixes da espécie tilápia para a China. Dessas plantas, duas estão em Rondônia.

Atualmente, a Peixe BR aponta Rondônia como o estado líder no cultivo de peixes nativos, tendo produzido 68,8 mil toneladas em 2019. Já no ranking de maiores produtores de peixes de cultivo do Brasil, o estado aparece em 3 posição, ficando atrás apenas de São Paulo e Paraná.

Apesar de estar entre as melhores posições em relação a piscicultura do país, o estado até então não produzia o pescado que é o mais cultivado e comercializado do Brasil: a Tilápia. Ela representa pouco mais de 55% da produção brasileira de peixes de cultivo.

De acordo com o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Porto Velho, Luiz Claudio, a novidade pode trazer novas oportunidades para solos rondonienses, considerando o aumento de matéria prima e consumo interno no estado.

“Agora vamos criar mecanismos ainda mais eficientes para organizar a cadeia produtiva de peixes, investindo em tecnologia, boas práticas de manejo para qualificar produtores e reduzir custos de produção, aproveitando a oportunidade para exportação”, disse em nota.

A habilitação de exportação em novas indústrias para o país asiático também trouxe expectativa para a área da pesquisa e desenvolvimento local, que irá ganhar incentivos para aumentar a capacidade de espécies nativas, além de potencializar a segurança sanitária e promover uma maior utilização de lagos e usinas autorizadas pela Agência Nacional das Águas.

Fonte: G1/RO

Continue lendo

Agronegócio

Conilon: Mão de obra tende a ser feita por trabalhadores que perderam empregos na pandemia

Publicado

em

Por

”

Com a época de colheita e as incertezas por conta do Coronavírus, a tendência em São Gabriel da Palha/ES é que os trabalhos manuais nas lavouras sejam feitas por moradores da cidade que, por consequência da pandemia, acabaram perdendo os empregos nas indústrias da região. 

Segundo Luiz Carlos Bastianello – Presidente da Cooabriel, apesar de alguns produtores já terem iniciado, a expectativa é que a colheita oficial comece na semana que vem, após a Páscoa. “Eu não posso afirmar que isso vai se caracterizar, mas eu acredito que sim, porque as pessoas que trabalham nas fábricas sempre têm um parente que tem uma propriedade”, destaca. 

O presidente afirma ainda que o vírus não deve inibir que trabalhadores de fora sejam contratos, mas a cooperativa acredita que o número de trabalhadores será muito menor quando comparados aos outros anos. Para que todos possam trabalham com segurança, Bastianello reforça que os cooperados estão sendo orientados com normas de higienização não apenas nas lavouras, mas também no transporte e alojamentos que são comuns nesta época do ano. 

Em quesão de produtividade, Bastianello reforça que o clima ajudou na produção do estado, porém os valores altos de insumos e os preços baixos do café durante o desenvolvimento da safra impediu que grandes investimentos fossem feitos, impactando assim o desenvolvimento. A produção, de acordo com a Cooabriel, é de que fique pelo menos 10% abaixo da safra passada, que teve a produção de 10 milhões de sacas. 

Por: Virgínia Alves
Fonte:  Notícias Agrícolas
Continue lendo

Agronegócio

Colheita da soja avança rápido e chega a 82% no Brasil

Publicado

em

Por

”

Segundo levantamento da consultoria Safras & Mercado, apenas dois estados terminaram a colheita e quatro passam dos 90% recolhidos

Foto: Pixabay

A colheita de soja atinge 82,2% da área estimada, conforme o levantamento semanal de Safras & Mercado para o andamento dos trabalhos, com dados recolhidos até 3 de abril. Na semana anterior, a colheita estava em 74,4%.

Os trabalhos estão um pouco atrasados em relação ao ano passado, quando a indicação era de colheita de 83,1%, mas adiantados na comparação com a média dos últimos cinco anos, de 78,5%.

Segundo a consultoria, até o momento, apenas Mato Grosso e Mato Grosso do Sul concluíram os trabalhos de colheita. Outros quatro estado já colheram mais de 90%, como é o caso de Paraná, Goiás, São Paulo e Minas Gerais.

Os estados do nordeste são os que apresentam o menor progresso na colheita do grão. O Piauí só retirou 34% da área, a Bahia 35%, Maranhão 59% e Tocantins 62%. Goiás é o único estado que registra atraso na colheita se comparado ao ano passado, ou seja, agora colheram 95%, contra os 97% do ano passado.

Foto: Reprodução/Canal Rural

Fonte: Canal Rural

Continue lendo

Publicidades

Tendências

%d blogueiros gostam disto: