Conecte-se conosco

Destaques

Novo exame sorológico diagnostica zika com alta precisão

Publicado

em

Teste desenvolvido por pesquisadores da USP identifica infecção mesmo após o término da fase aguda da doença

Um novo exame sorológico para o diagnóstico do vírus zika acaba de ser liberado para uso comercial pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O teste, de alta precisão, é capaz de detectar a presença de anticorpos contra o vírus em amostras de sangue mesmo em pacientes que não estão mais na fase aguda da doença. O exame também demonstrou eficácia em pessoas que já tiveram dengue ou febre amarela.

Na fase de testes, mais de 3 mil mulheres de diferentes estados do Brasil foram submetidas ao exame. O método foi desenvolvido pela empresa AdvaGen Biotech, em colaboração com pesquisadores do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (ICB-USP) e do Instituto Butantan. O projeto contou com apoio da FAPESP e da Financiadora de Inovação e Pesquisa (Finep) por meio do Programa PAPPE/PIPE Subvenção.

A empresa detentora da patente tem capacidade para produzir 40 mil testes por dia. Após a liberação da Anvisa, o próximo passo é a validação do kit de testes junto aos Laboratórios Centrais de Saúde Pública (Lacen), em Brasília, para a participação junto ao Projeto Cegonha, estratégia do Sistema Único de Saúde (SUS) para o acompanhamento das gestantes em todo o país. O kit também está sendo apresentado para quatro laboratórios privados do Brasil e está em fase de validação na Argentina e na Colômbia.

De acordo com Danielle Bruna Leal de Oliveira, pesquisadora do Laboratório de Virologia Clínica e Molecular do ICB-USP e coordenadora do projeto, os testes sorológicos colocados no mercado à época do primeiro surto da doença no Brasil, entre dezembro de 2015 e julho de 2016, eram pouco específicos. “[Os exames antigos] podem dar um resultado falso positivo caso o indivíduo já tenha tido dengue ou outra doença cujo patógeno pertence à mesma família dos flavivírus. E isso era muito comum em várias regiões do Brasil em que a dengue é endêmica”, reforça.

Com isso, a equipe de pesquisadores desenvolveu o teste sorológico para detecção da proteína viral à qual os anticorpos do tipo IgG (imunoglobulina G) aderem durante a infecção. Dessa forma, é possível identificar se a pessoa está imunizada, pois as proteínas permanecem no organismo anos após a infecção.

O objetivo é que o teste de baixo custo entre no rol de exames de pré-natal do Ministério da Saúde e das Secretarias de Saúde. Além de determinar quais pessoas já foram expostas ao vírus, o intuito é identificar casos de mulheres que foram infectadas pelo patógeno durante a gravidez e cujos bebês nasceram sem microcefalia. O diagnóstico servirá para que se faça um acompanhamento mais efetivo destas crianças, para avaliar se há complicações de desenvolvimento, como déficit cognitivo e dificuldades motoras.

“Nosso foco foi atender gestantes, principalmente. Com o novo teste, as grávidas que nunca foram infectadas passam a ter mais cuidados, como usar repelente e evitar áreas de risco. Já os casos de detecção do vírus durante a gravidez devem passar a ser acompanhados por mais tempo, mesmo que o bebê nasça sem microcefalia”, disse Edison Luiz Durigon, pesquisador do ICB-USP e um dos responsáveis pelo desenvolvimento do novo teste.

Para Durigon, o novo teste pode ser estratégico para a formulação de políticas públicas. Segundo ele, a falta de dados e o fato da microcefalia ser assintomática dificultam a noção do impacto da epidemia. “Acreditamos que cerca de 90% das gestantes que tiveram zika não relataram a doença por não terem notado a infecção. Portanto, muitas das crianças que nasceram sem microcefalia podem vir a apresentar disfunções que só serão percebidas a partir da idade escolar”, justifica. (Com informações da Agência FAPESP)

Fonte: Metrópoles

--Publicidade--
Clique para comentar

Deixe seu comentário

Coronavirus

São Miguel do Guaporé chega a 231 casos confirmados do Covid-19

Publicado

em

Por

Continue lendo

Coronavirus

Edição 78 – Boletim diário sobre coronavírus em Rondônia

Publicado

em

Por

Dos 305 novos casos de Covid-19 em Rondônia, 176 casos são em Porto Velho

O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), divulga os dados referentes ao coronavírus (Covid-19) no Estado.

Nesta terça-feira (2), foram consolidados os seguintes resultados para Covid-19 em Rondônia:

Casos confirmados – 5.477
Pacientes recuperados – 2.555
Óbitos – 172
Pacientes internados na Rede Estadual de Saúde – 212
Pacientes internados na Rede Privada – 98
Pacientes internados na Rede Municipal de Saúde – 11
Total de pacientes internados – 321
Testes Realizados – 17.834
Aguardando resultados do Lacen – 278

CONFIRMADOS POR MUNICÍPIOS

Os 5.477 casos confirmados para Covid-19 são nas seguintes localidades:

3.854 em Porto Velho
391 em Ariquemes
252 em Guajará-Mirim
211 em São Miguel do Guaporé
109 em Ji-Paraná
96 em Candeias do Jamari
73 em Jaru
68 em Cacoal
58 em Vilhena
35 em Rolim de Moura
32 em Ouro Preto do Oeste
29 em Pimenta Bueno
27 em Espigão do Oeste
25 em Buritis
22 em Itapuã do Oeste
22 em Urupá
22 em Cujubim
23em Nova Mamoré
19 em Mirante da Serra
16 em São Francisco do Guaporé
10 em Alto Paraíso
8 em Vale do Paraíso
7 em Monte Negro
5 em Novo Horizonte do Oeste
5 em Pimenteiras do Oeste
5 em Primavera de Rondônia
5 em Rio Crespo
4 em Alto Alegre dos Parecis
4 em Alvorada do Oeste
4 em Campo Novo de Rondônia
4 em Cerejeiras
4 em Governador Jorge Teixeira
4 em Nova Brasilândia do Oeste
4 em Presidente Médici
3 em Alta Floresta do Oeste
3 em Machadinho do Oeste
3 em Theobroma
2 em Cacaulândia
2 em Costa Marques
2 em Santa Luzia do Oeste
2 em Vale do Anari
1 em Ministro Andreazza
1 em São Felipe do Oeste
1 em Seringueiras

Foram confirmados 305 novos casos de Covid-19 em Rondônia, destes, 176 casos são em Porto Velho, 27 em Ariquemes, 16 em Candeias do Jamari, 15 em São Miguel do Guaporé, 12 em Cacoal, 11 em Itapuã do Oeste, sete em Jaru, sete em Vilhena, cinco em em Guajará-Mirim, quatro em Espigão do Oeste, três em Campo Novo de Rondônia, três em Pimenta Bueno, três em São Francisco do Guaporé, dois em Buritis, dois em Monte Negro, dois em Nova Mamoré, dois em Novo Horizonte, dois em Rolim de Moura, um em Alto Paraíso, um em Alvorada do Oeste, um em Cerejeiras, um em Cujubim, um em Ji-Paraná e um em Presidente Médici

ÓBITOS POR MUNICÍPIOS

Em Rondônia foram registrados 172 óbitos por Covid-19, nas seguintes localidades:

Porto Velho – 119
Guajará-Mirim – 21
Ariquemes – 5
Ji-Paraná – 5
Nova Mamoré – 3
Alto Paraíso – 2
Candeias do Jamari – 2
Cerejeiras – 2
Espigão do Oeste – 2
Rolim de Moura – 2
São Miguel do Guaporé – 2
Alvorada do Oeste – 1
Buritis – 1
Cacoal – 1
Campo Novo – 1
Cujubim – 1
Mirante da Serra – 1
São Francisco do Guaporé – 1

Hoje (2) foram confirmados 12 óbitos por Covid-19 em Rondônia, oito em Porto Velho, sendo três mulheres (60, 63 e 73 anos) e cinco homens (45, 48, 79, 80 e 81 anos), um homem de 53 anos de Cacoal, uma mulher de 45 anos de Cerejeiras, um homem de 74 anos de Alto Paraíso e um homem de 75 anos de Guajará-Mirim.

OBSERVAÇÕES

  1. Os dados diários podem sofrer alterações;
  2. Os casos e óbitos notificados/ocorridos após meio dia serão divulgados no boletim do dia seguinte.

A Agevisa ressalta que os dados não são lidos e atualizados imediatamente pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs), por isso há atraso (delay) no registro de casos que estão sendo acompanhados diariamente por equipes de saúde nos municípios.

Para informações sobre internados por unidades de saúde e municípios, assim como os demais detalhes, acesse o Painel Interativo da Covid-19 em Rondônia, através do endereço: covid19.sesau.ro.gov.br.

Fonte
Texto: Mineia Capistrano
Fotos: Daiane Mendonça
Secom – Governo de Rondônia

Continue lendo

Coronavirus

Alta Floresta: Cai para 6 casos suspeitos do Covid-19, boletim diario desta terça-feira dia (02)

Publicado

em

Por

A Secretaria Municipal de Saúde (SEMSAU), divulgou o boletim do COVID-19 (Coronavírus) desta terça-feira (02), em Alta Floresta D’Oeste.
Casos notificados: 67
Casos suspeitos: 06
Casos confirmados: 03, onde 02 casos ainda estão apresentando sintomas.
Casos descartados: 58.
Ainda nesta terça-feira:
* 02 novos casos notificados como suspeitos.
* 04 casos descartados por exame (RT-PCR).
* 03 casos descartados por Teste Rápido.
Os outros casos suspeitos estão aguardando resultado do LACEN.
Fonte: Decom

Continue lendo
--Publicidade--

Publicidades

--Publicidade--

Tendências

Copyright © 2020 Portal de Notícias Floresta Notícias. Todos Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: