Conecte-se conosco

Destaques

Determinação MP e Tribunal de Contas, Sesau implanta folha ponto eletrônico

Publicado

em

Medida de controle da carga horária dos profissionais de saúde foi motivada pelo objetivo de reduzir tempo de espera e melhorar atendimento médico a população rondoniense

A instalação de folha de ponto eletrônica em unidades de saúde da rede pública estadual é adotada pelo governo de Rondônia em cumprimento à determinação do Tribunal de Contas (TCE-RO) e o Ministério Público Estadual (MPE-RO) e garante a transparência dos serviços de saúde oferecidos à população rondoniense.

A folha de ponto é um registro capaz de comprovar os horários de entrada e saída do empregado.  ‘‘Aquele servidor que já cumpri a carga horária, não terá alteração nenhuma. Mas aquele que, porventura, não vinha cumprindo, a partir dessa determinação terá que cumpri-la’’, esclarece o secretário de Estado da Saúde (Sesau), Fernando Máximo.

Desta forma, com o uso dos equipamentos de fiscalização de frequência e horas trabalhadas, os servidores terão apenas que cumprir a carga horária contratual como estabelecido no edital do concurso público. O que garante que o serviço oferecido à população seja de fato efetivo.

A discussão sobre adoção de mecanismos de controle do cumprimento da carga horária nas unidades de saúde teve início em 2017 motivada pelo grande número de filas para atendimento médico.
‘‘Foi observado essa necessidade para melhorar o atendimento à população e, por esse motivo, culminou agora em 2019 com essa decisão. Os pontos eletrônicos já haviam sido comprados em governos anteriores e agora foi exigido a instalação’’, explica o secretário.

Secretário de Saúde Fernando Máximo explica a incumbência recebida pelo Executivo para cumprir determinação

O Tribunal de Contas pontua no Termo de Ajustamento de Gestão assinado em junho deste ano que a obrigatoriedade do controle eletrônico de ponto, mediante identificação biométrica, vai inibir o acúmulo indevido de cargos de servidores lotados na Sesau, vai impedir o agravamento de irregularidades, prevenir prejuízo quando ao uso do dinheiro público e garantir o cumprimento de normas constitucionais.

Ainda com a finalidade de aprimorar o controle das jornadas de trabalho dos profissionais de saúde, o Termo de Ajustamento de Gestão determina o compromisso de que se possibilite o cruzamento de dados entre o Estado de Rondônia e o Município de Porto Velho para permitir a identificação de múltiplos vínculos profissionais.
E ainda evitar a fixação de escalas com sobreposição de horários e a consequente não prestação integral de serviços, impedir a concessão de plantões especiais em quantidade superior ao limites traçados pela legislação e regulamentar a prestação de plantões de sobreaviso.

Fonte
Texto: Vanessa Moura
Fotos: Daiane Mendonça
Secom – Governo de Rondônia

Clique para comentar

Deixe seu comentário

Coronavirus

Alta Floresta: Sobe 113 casos curados, confira o boletim do COVID19 referente a esta quarta-feira (8)

Publicado

em

Por

A Secretaria Municipal de Saúde (SEMSAU), divulgou mais um boletim referente a esta quarta-feira (08), sobre o COVID-19 em Alta Floresta D’Oeste, onde mais 07 caso foi registrado como positivo, totalizando 138 casos confirmados.

Veja os números:
Casos confirmados: 138
Casos curados: 113
Casos suspeitos: 38
Casos em tratamento: 25
Casos descartados: 486
Casos notificados: 662
Caso confirmado e internado: 02
Suspeitos internados: 00
Fonte – Decom

Continue lendo

Coronavirus

Rondônia passa de 25.000 casos, confira a Edição 114 – Boletim diário sobre coronavírus

Publicado

em

Por

Dos 25.067 casos de Covid-19 confirmados em Rondônia, 15.030 são em Porto Velho

O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), divulga os dados referentes ao coronavírus (Covid-19) no Estado.

Na quarta-feira (8) foram consolidados os seguintes resultados para Covid-19 em Rondônia:

Casos confirmados – 25.067
Pacientes recuperados – 14.391
Óbitos – 585
Pacientes internados na Rede Estadual de Saúde – 291
Pacientes internados na Rede Privada – 107
Pacientes internados na Rede Municipal de Saúde – 56
Total de pacientes internados – 454
Testes Realizados – 89.118
Aguardando resultados do Lacen – 1.601

No Estado, os números de casos confirmados, recuperados e de óbitos, desde o primeiro registro em 20 de março até hoje (8 de julho), por Covid-19 são:

TOTAL DE CASOS EM RONDÔNIA – 08/07/2020
MUNICÍPIOS CASOS CONFIRMADOS RECUPERADOS ÓBITOS
Porto Velho 15.030 7.522 399
Guajará-Mirim 1.581 865 54
Ariquemes 1.562 1.168 23
São Miguel do Guaporé 725 691 9
Jaru 713 505 10
Candeias do Jamari 665 410 12
Ji-Paraná 649 434 12
Vilhena 641 465 7
Rolim de Moura 448 220 4
Nova Mamoré 353 166 5
Cacoal 345 303 5
Ouro Preto do Oeste 246 178 8
Pimenta Bueno 215 162 3
Buritis 156 92 2
Itapuã do Oeste 154 90 1
Machadinho D’Oeste 138 89 2
Alta Floresta D’Oeste 135 91 0
Cujubim 107 79 3
Espigão D’Oeste 90 75 2
Alto Paraíso 83 53 4
Presidente Médici 65 25 2
Monte Negro 64 51 1
Campo Novo de Rondônia 62 31 3
Pimenteiras do Oeste 59 31 1
Mirante da Serra 56 51 2
Alto Alegre dos Parecis 51 34 1
Colorado do Oeste 51 29 0
São Francisco do Guaporé 50 46 1
Nova União 49 35 0
Seringueiras 49 24 0
Vale do Anari 47 33 0
Governador Jorge Teixeira 42 35 0
Cerejeiras 37 26 3
Rio Crespo 37 15 0
Theobroma 37 20 0
Costa Marques 29 22 1
Alvorada D’Oeste 28 15 1
Nova Brasilândia D’Oeste 28 18 0
Urupá 26 26 0
Novo Horizonte do Oeste 24 13 1
Castanheiras 23 19 0
São Felipe D’Oeste 21 12 0
Vale do Paraíso 17 8 0
Cabixi 15 3 2
Cacaulândia 15 15 0
Chupinguaia 15 8 0
Santa Luzia D’Oeste 14 13 0
Primavera de Rondônia 5 5 0
Teixeirópolis 5 4 0
Corumbiara 4 4 0
Ministro Andreazza 3 2 1
Parecis 3 0 0
Rondônia 25.067 14.331 585

ÚLTIMAS 24 HORAS

Em Rondônia, nas últimas 24 horas foram registrados os seguintes resultados para Covid-19:

ÚLTIMAS 24 HORAS
MUNICÍPIOS CASOS CONFIRMADOS ÓBITOS
Porto Velho 303 2
Guajará-Mirim 40 0
Ariquemes 32 0
São Miguel do Guaporé 7 0
Jaru -60 0
Candeias do Jamari 23 1
Ji-Paraná 13 0
Vilhena 12 0
Rolim de Moura 12 0
Nova Mamoré 42 0
Cacoal 5 0
Ouro Preto do Oeste 3 2
Pimenta Bueno 7 0
Buritis 2 0
Itapuã do Oeste 13 0
Machadinho D’Oeste 0 0
Alta Floresta D’Oeste 5 0
Cujubim 3 0
Espigão D’Oeste 1 0
Alto Paraíso 4 0
Presidente Médici 3 0
Monte Negro 1 0
Campo Novo de Rondônia 0 0
Pimenteiras do Oeste 1 1
Mirante da Serra 0 0
Alto Alegre dos Parecis 2 0
Colorado do Oeste 3 0
São Francisco do Guaporé 0 0
Nova União 1 0
Seringueiras 11 0
Vale do Anari 0 0
Governador Jorge Teixeira 0 0
Cerejeiras 1 1
Rio Crespo 3 0
Theobroma 1 0
Costa Marques 0 0
Alvorada D’Oeste -2 0
Nova Brasilândia D’Oeste 6 0
Urupá 0 0
Novo Horizonte do Oeste 0 0
Castanheiras 1 0
São Felipe D’Oeste 0 0
Vale do Paraíso 2 0
Cabixi 3 1
Cacaulândia 0 0
Chupinguaia 0 0
Santa Luzia D’Oeste 0 0
Primavera de Rondônia 0 0
Teixeirópolis 0 0
Corumbiara 0 0
Ministro Andreazza 0 0
Parecis 0 0
Rondônia 504 8

Hoje (8) foram confirmados oito óbitos por Covid-19 em Rondônia, dois em Porto Velho, sendo um homem de 93 anos e uma mulher de 73 anos; duas mulheres de Ouro Preto do Oeste (77 e 78 anos); uma mulher de 90 anos de Cerejeiras; um homem de 53 anos de Candeias do Jamari, um homem de 72 anos de Pimenteiras do Oeste e uma mulher de Cabixi de 83 anos de idade.

Após investigação epidemiológica, foram constatados registros a mais em dois municípios:

Em Alvorada do Oeste em decorrência de duplicidade de registro de casos. Essas alterações de números de casos acontecem porque o mesmo paciente pode procurar dois pontos de atendimento e ter sua notificação duplicada.

Já o município de Jaru teve uma redução de 60 casos confirmados. De acordo com a responsável pela Vigilância Epidemiológica local, os casos foram inseridos de forma indevida no sistema e resultados de exames negativos foram registrados como casos confirmados de Covid-19.

Os dados já foram ajustados no sistema. Estatisticamente, deve-se considerar que há registros a mais na edição anterior referentes a tais municípios.

OBSERVAÇÕES

  1. Os dados diários podem sofrer alterações;
  2. Os casos e óbitos notificados/ocorridos após meio dia serão divulgados no boletim do dia seguinte.
  3. Os óbitos precisam ser investigados, ficando portanto, as informações, passíveis de alteração para mais ou para menos, bem como o provável local de infecção.

A Agevisa ressalta que os dados não são lidos e atualizados imediatamente pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs), por isso há atraso (delay) no registro de casos que estão sendo acompanhados diariamente por equipes de saúde nos municípios.

Para informações sobre internados por unidades de saúde e municípios, assim como os demais detalhes, acesse o Painel Interativo da Covid-19 em Rondônia, através do endereço: covid19.sesau.ro.gov.br.

Fonte
Texto: Mineia Capistrano
Fotos: Edcarlos Carvalho
Secom – Governo de Rondônia

Continue lendo

Destaques

Governo pede que municípios usem protocolo de medicamentos contra a Covid-19

Publicado

em

Por

Governo pede que municípios usem protocolo de medicamentos contra a Covid-19 e cria decreto para equilibrar saúde e economia

Pedido é que medidas sejam adotadas na Atenção Básica, para que a população não precise passar pela UTI

As ações do governo de Rondônia para enfrentamento da pandemia e retomada da economia foram pontuadas pelo governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha, durante entrevista a uma emissora de televisão. Ele fez um apelo para que, na luta travada contra a Covid-19, os municípios usem as armas que existem para salvar vidas, como a distribuição de medicamentos à população para tratamento precoce da doença.

Por sua vez, o governo de Rondônia, responsável pela assistência aos casos graves da doença, já criou 165 leitos de UTI e 365 leitos clínicos exclusivos para Covid-19, mas o pedido é de que medidas sejam adotadas na Atenção Básica, para que a população de Rondônia não precise passar pela Unidade de Terapia intensiva (UTI). Marcos Rocha esclareceu que a entrega de medicamentos é função dos municípios, mas que o Estado também tem entregue kits de medicamentos através da realização de drive-thrus.

Outra medida importante adotada no Estado foi a aquisição de 100 mil testes rápidos, para ampla testagem dos rondonienses. Rondônia já está, segundo a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), entre os três estados que mais testaram a população. Nos dois mutirões de testes rápidos da ação Mapeia Rondônia foram realizados mais de 2,5 mil testes na Capital.

‘‘Os drives-trhus não são uma obrigação do Estado, porque a atenção primária é dos municípios, mas nós precisamos entrar com essa postura, foi necessário que nós agíssemos’’, esclarece o governador. Também foram realizados drive-trhus do Estado em Cacoal, Ji-Paraná, Guajará-Mirim e no distrito de Extrema.

Para ajudar os municípios, Marcos Rocha disse ainda que requisitou do governo federal o apoio com hidroxicloroquina, para distribuir a todos os municípios.

NOVO DECRETO

O governador também reconheceu o trabalho que alguns municípios têm feito para somar esforços no enfrentamento à doença, inclusive com criação de leitos próprios de UTI. O novo decreto foi criado para que os municípios que estão se esforçando para equilibrar saúde e economia possam entrar em nova classificação de fases do Plano de Ação “Todos por Rondônia”.

Uma das principais novidades do decreto foi ter criado a possibilidade dos municípios mudarem de fase conforme a taxa de ocupação de leitos de UTI do município, antes era somente de acordo com a taxa de ocupação da macrorregião que pertencia o município.

Municípios que criarem leitos de UTI próprios podem solicitar avançar de fase do Plano de Ação “Todos por Rondônia

‘‘Sou contra o fechamento de comércio porque sei que as pessoas precisam trabalhar, dependem disso para se alimentarem, e não acredito que a contaminação se dá nas empresas, pois se observa os cuidados, mas precisamos seguir a linha técnica, não podemos colocar vidas em riscos. Desta forma, o que muda com esse decreto é todos os municípios que tiverem leito de UTI próprios não ficam agregados à macrorregião. Nenhum município é obrigado a fazer leitos de UTI, mas há municípios pequenos que fizeram, não é justo que entrem no mesmo barco, tem que ter um diferencial’’, explica.

Atualmente 23 municípios estão enquadrados na fase 1 do Plano de Ação “Todos por Rondônia, inclusive Porto Velho. De acordo com o decreto, o município que manifestar o interesse na reclassificação, deverá comprovar a disponibilização de novos leitos por meio de requerimento e documentos enviados à Sesau. Ainda segundo o decreto, os municípios poderão solicitar a reclassificação a qualquer tempo, devendo ser respeitado o intervalo mínimo de sete dias de permanência na última classificação para que essa seja efetivada.

ASSISTÊNCIA SOCIAL

Marcos Rocha ressaltou ainda que programas importantes estão sendo executados para dar assistência aos que mais necessitam, a exemplo do Programa de Transferência Temporária (AmpaRO), que trata-se de um auxílio de R$ 200 pagos por três meses às famílias em situação de extrema pobreza. E ainda, o Cartão Alimentação Escolar, pelo qual o governo de Rondônia transfere de recurso próprio o valor de R$ 75 por estudante em situação de vulnerabilidade social.

O governador agradeceu aos empresários que, através do Grupo Pensar Rondônia, tem apoiado o Estado no enfrentamento à pandemia e ainda disse que está aberto a diálogo com parlamentares, e todos aqueles que queiram alinhar soluções para beneficiar a população. ”Meu objetivo é que nenhuma empresa fique fechada, mas isso só acontece se percebemos que vidas estão em riscos. Nós já estamos trabalhando na retomada da economia através de várias reuniões”, concluiu.

Fonte
Texto: Vanessa Moura
Fotos: Frank Néry e Edcarlos Carvalho
Secom – Governo de Rondônia

Continue lendo

Publicidade

--Publicidade--
--Publicidade--

Publicidades

--Publicidade--
--Publicidade--

Tendências

%d blogueiros gostam disto: