Conecte-se conosco

Destaques

Gov monta comissão para analisar a empresa que presta serviço no transporte escolar

Publicado

em

As medidas adotadas visam juntar informações quanto à funcionalidade e regularidade da empresa responsável pelo transporte escolar

Um levantamento minucioso da atual situação da empresa que presta o serviço do transporte escolar em Porto Velho começou a ser desenvolvido por uma comissão montada pelo Governo de Rondônia, em cumprimento à decisão judicial do Ministério Público do Estado que determinou a intervenção no serviço municipal de transporte escolar terrestre da Capital, em busca de uma solução imediata do problema que nos últimos meses tem  prejudicado diretamente alunos, principalmente na zona Rural. Diante da intervenção, o governador do Estado, coronel Marcos Rocha, designou o secretário de Estado da Educação, Suamy Vivecananda Lacerda Abreu, como interventor e as primeiras medidas já estão sendo tomadas.

Logo nas primeiras horas de quarta-feira, 11, o secretário deu início ao trabalho de averiguação junto à empresa que mantém contrato emergencial com a prefeitura de Porto Velho. As medidas adotadas visam juntar informações quanto à funcionalidade e regularidade da empresa, sendo que alguns problemas estão sendo detectados de ordem administrativa, ou seja, relacionados à própria fornecedora do serviço.

Uma comissão montada pelo Governo de Rondônia, em cumprimento à decisão judicial do Ministério Público do Estado

“Fomos informados da decisão judicial e participamos de uma reunião com o governador e o procurador-geral do Ministério Público para que seja iniciado o trabalho. Estivemos na empresa e iniciamos um levantamento necessário para podermos, de forma mais racional, fazer o atendimento. Ainda neste sábado, teremos uma reunião com os motoristas da empresa para que possamos colher informações precisas. Também estamos fazendo um estudo de rota e outros levantamentos, ou seja, neste momento a equipe está fazendo um trabalho de contabilização porque há casos em que funcionários estão atuando de forma horistas, o que não pode acontecer”, enfatizou o secretário, citando outros problemas que estão sendo encontrados, como a falta de pagamento dos motoristas.

Mesmo com os problemas surgindo, o secretário já fez o pedido para a promotora pública para que a prefeitura deposite recursos para aquisição de combustível para abastecimento dos cerca de 70 ônibus encontrados no interior da empresa para que o serviço não seja prejudicado e, consequentemente, mantendo muitos alunos sem condições de transporte escolar.

O secretário foi categórico em afirmar que será cumprida a determinação do governador Marcos Rocha para que o transporte escolar em Porto Velho funcione.

“Os 70 ônibus que estavam atuando vão continuar. O governador Marcos Rocha deixou claro que o cidadão tem que ser atendido e que todos os esforços serão feitos em busca de uma solução rápida para o problema”, destacou.

Na manhã de terça-feira, o problema do transporte escolar de Porto Velho provocou uma reunião entre o procurador-Geral de Justiça, Aluildo de Oliveira Leite, e o governador Marcos Rocha para discutir as medidas que estão sendo adotadas para cumprimento da decisão judicial. O principal objetivo é garantir a continuidade ao transporte escolar terrestre, que estava sendo oferecido parcialmente aos alunos das escolas da zona rural da Capital, até sua total regularização.

A reunião foi realizada na sede do Ministério Público do Estado de Rondônia, em Porto Velho, com a participação da Promotora de Justiça Priscila Matzenbacher Tibes Machado, da Curadoria da Educação, e do Secretário de Estado da Educação, Suamy Vivecananda Lacerda Abreu, acompanhado por procuradores do Estado, Francisco Silveira de Aguiar Neto e Kherson Gomes Soares. “Nós fomos acompanhando a equipe para dirimir eventuais questões jurídicas que pudessem surgir, assim como para fiscalizar o dinheiro público que está sendo investido ali”, disse o procurador de Estado, Kherson Gomes Soares.

“Vamos fazer funcionar. Como bem determinou o governador. Em 10 dias teremos todo o levantamento já concluído. A empresa disse que tinha 115 ônibus e somente foram encontrados 70. O ideal será 140 para atender a Capital. A comissão está atuando e queremos deixar os pais tranquilos que vamos atuar forte para que as crianças não continuem sendo prejudicadas”, argumentou.

Fonte
Texto: Paulo Ricardo
Fotos: Ésio Mendes
Secom – Governo de Rondônia

Clique para comentar

Deixe seu comentário

Destaques

Investimentos no combate ao Covid-19 podem resultar em rombo de R$ 812 bi aos cofres do gov. Saiba Mais

Publicado

em

Por

O secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues Júnior, afirmou que os gastos do setor público para o enfrentamento da pandemia podem resultar em um déficit primário de R$ 812,2 bilhões neste ano. O valor, segundo ele, corresponde a 11,3% do Produto Interno Bruto (PIB). O resultado é considerado o mais alto já registrado pela série histórica de acompanhamento do índice. 

De acordo com o Ministério da Economia, as projeções levam em conta uma queda de 4,7% do PIB em 2020. Pelo balanço, apenas o governo central terá uma dívida bruta correspondente a 94,7% da soma das riquezas do País. Em 2019, a taxa chegou a 75,8%. Waldery, no entanto, acredita que o impacto na economia seja contido até o final do ano. 

Os detalhamentos sobre os gastos relacionados à pandemia foram repassados por integrantes da equipe econômica do governo aos parlamentares da comissão mista que avalia os impactos financeiros da Covid-19. As despesas devem atingir a marca de R$ 505 bilhões. 

Auxílio Emergencial ajuda a baixar pobreza extrema no Brasil

TCU faz análise do impacto da pandemia sobre os direitos previdenciários

Entre ações que envolvem esses gastos, o secretário especial de Fazenda destacou a ajuda financeira a estados e municípios, que deve somar R$ 60, 2 bilhões até o fim de 2020. Até o momento, metade do dinheiro já foi repassado. Também foi feita uma complementação de R$ 16 bilhões para os fundos de participação dos estados e dos municípios (FPE e FPM).

Fonte: Brasil 61

Continue lendo

Destaques

Lives destacam o papel da Mulher Negra no mercado de trabalho

Publicado

em

Por

As ações foram promovidas pelo Programa Respeito Dá o Tom

No último dia 25 de julho foi comemorado o Dia Internacional da Mulher Negra. Buscando valorizar e trazer a reflexão o papel da mulher negra na sociedade, as concessionárias da Aegea em Rondônia preparam uma agenda especial, com debates, encontros on-line e lives. A temática foi trabalhada durante todo o mês de julho e abordou temas voltados ao mercado de trabalho, com ênfase em oportunidades de capacitação, empoderamento, igualdade salarial e família.

A agenda contou com a participação de várias convidadas que legislam com muita propriedade sobre o assunto e a participação on-line dos colaboradores das unidades que o grupo atende em Rondônia foi primordial para dar vida e novos entendimentos a este tema.

Sandra Regina Nunes dos Santos, moradora de Porto Velho, coordenadora de projetos na empresa Arcadis, mestre, escritora, trouxe em sua palestra o mapeamento histórico do povo negro no país, apresentando os avanços e retrocessos no mercado de trabalho, onde a mulher negra por muitos anos esteve impossibilitada de completar os estudos e até mesmo cursar uma faculdade, reflexo de uma desigualdade que vemos de modo bem presente hoje.

“A iniciativa da empresa Aegea em Rondônia é maravilhosa, por muito tempo temas como este estiveram guardados a sete chaves, agora por meio de programas institucionais, neste caso o Programa Respeito Dá o Tom, estamos debatendo como podemos entender e mudar a desigualdade da mulher negra no mercado de trabalho atual. Refletindo sobre coisas simples: o que eu posso fazer para ajudar? E o que as mulheres negras estão enfrentando e como estão vencendo?”, ainda segundo Regina Nunes.

“É o primeiro passo de uma longa caminhada, o ideal seria se outras empresas e instituições promovessem ações sobre a igualdade e diversidade racial, assim os avanços seriam mais rápidos. É tempo de repensar sobre as políticas públicas e dar voz e principalmente oportunidades de trabalhos para que a mulher negra seja guerreira e valente em todo e qualquer cenário”, finalizou.

Outra convidada que destilou graça, simpatia no mês da mulher negra em sua live foi atriz Cyda Baú. Que durante o encontro compartilhou os desafios de ser negra na conquista de seu espaço, inserção no mercado de trabalho e crescimento profissional. 

Maria Aparecida da Silva Santiago, mais conhecida como Cyda Baú, nasceu no Vale do Jequitinhonha, Minas Gerais, região do quilombo é bisneta de escravizados, começou muito cedo a trabalhar como empregada doméstica, enfrentou por várias vezes o racismo e hoje faz questão de contar nos palcos as histórias de outras mulheres negras que a inspiram.

“Este sorriso no rosto que não quer sair é de gratidão, por estar aqui com vocês, mulheres, minhas Marias e alguns Joãos. Minha esperança é que a cada dia mais mulheres negras sejam empoderadas e saiam a luta, conquistando seu espaço e mostrando o que tem de melhor. Livres de todo preconceito e estigmas, vivo aguardando um Brasil cada vez mais digno, que não olha para a cor da pele, mas sim cria oportunidades”.

“Contagiante é a palavra que define Cyda Baú, uma luz, um carisma que só ela tem. Mulher simples, forte, poderosa, pessoa que ensina com o olhar, fala por meio de sorrisos e sem dizer uma palavra está sussurrando, não desista”, contou Tamara Fideles, coordenadora regional da Águas de Ariquemes e Águas de Buritis que mediou a live.

 “Este mês tivemos tantos ensinamentos, ouvimos tantas mulheres, histórias fascinantes. É uma satisfação participar e promover ações que têm e sua missão falar sobre equidade racial, conseguimos entender como é importante debater temas que muitas vezes passam despercebidos em nosso dia-dia. Tenho certeza que cada colaborador cresceu como profissional e ser humano”, contou Vanessa Andrade, responsável pelo departamento de recursos humanos da Aegea em Rondônia.

Respeito Dá o Tom – É o programa de igualdade e diversidade racial do grupo Aegea Saneamento lançado oficialmente 2017, presente em 57 municípios do país. Em Rondônia ele atua nas concessionárias de água e esgoto,  Águas de Ariquemes, Águas de Buritis, Águas de Pimenta Bueno e Águas de Rolim de Moura.  Com o objetivo de promover a equidade, seja nas oportunidades de acesso à empresa e de crescimento profissional dos colaboradores. Da mesma forma, pretende melhorar e ampliar as informações, trazendo mudança a desigualdade racial no país, começando no ambiente de trabalho, em atividades quotidianas e projetos que estejam livres de racismo, preconceitos, discriminações, atitudes que comprometem a postura de respeito, tolerância.

Para mais informações de ações e projetos desenvolvidos pelo Programa Respeito Dá o Tom acesse www.aegea.com.br/respeitodaotom

Acesse ainda www.aegearo.com.br e fique por dentro das informações das concessionárias do grupo Aegea em Rondônia.

Assessoria de Comunicação

Aegea RO

+55 69 9 99372562

Continue lendo

Coronavirus

Alta Floresta sobe mais 20 casos de covid-19 e chega a 80 em tratamento, confira o boletim

Publicado

em

Por

A Secretaria Municipal de Saúde (SEMSAU) divulgou o boletim referente a esta segunda-feira (03), onde contabiliza também os casos de sábado, já que no domingo a unidade de sentinela não funcionou. Mais 20 casos foram confirmados do COVID-19.

Veja os números:
Notificados até o momento: 1211
Casos confirmados: 345
Casos curados: 262
Casos em tratamento: 80
Suspeitos: 39
Descartados: 827
Suspeitos internados: 02
Confirmados internados: 08
Hospitalar: 05
Em UTI: 03

Fonte: Decom

Continue lendo
--Publicidade--
--Publicidade--

Publicidades

--Publicidade--
--Publicidade--

Tendências

Copyright © 2020 Portal de Notícias Floresta Notícias. Todos Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: