Home / Educação / Sintero convoca trabalhadores em educação para a greve geral

Sintero convoca trabalhadores em educação para a greve geral

Em Porto Velho a concentração será a partir das 8 horas da manhã na Praça das Três Caixas D’Água, de onde os trabalhadores deverão sair em passeata.

A Direção do Sintero está convocando os trabalhadores em educação estaduais, municipais e federais para aderirem à mobilização nacional contra a PEC 287, em defesa da previdência e dos direitos da classe trabalhadora.

A mobilização terá como ponto alto a greve geral nacional na sexta-feira, dia 28 de abril, e conta com a adesão de dezenas de entidades sindicais representantes de servidores públicos e trabalhadores da iniciativa privada urbanos e rurais, associações de diversas categorias e entidades do movimento social.

Em Porto Velho a concentração será a partir das 8 horas da manhã na Praça das Três Caixas D’Água, de onde os trabalhadores deverão sair em passeata.

No interior do estado está prevista a realização de atos públicos e atividades de protesto em várias localidades.

O presidente do Sintero, Manoel Rodrigues da Silva, destacou a importância da participação de todos para reforçar a luta contra a reforma da previdência, contra a reforma trabalhista e contra a terceirização, que trarão enormes prejuízos aos trabalhadores.

Ele citou como exemplo a greve geral do dia 15 de maço, que mobilizou o país e forçou o governo a recuar em vários itens. “Mas ainda não é suficiente. A sociedade brasileira tem o poder de fazer o governo recuar em todos os itens que prejudicam os trabalhadores. Precisamos mostrar aos deputados federais e aos senadores que os seus eleitores estão de olho no voto de cada um, e que vão saber dar a resposta nas urnas”, disse.

Também teve grande impacto na luta contra as reformas propostas pelo governo federal o debate promovido pelo Sintero no dia 20 de março, quando deputados federais e senadores compareceram para dialogar diretamente com os servidores e se compromeram a não aprovar a PEC 287.

Para os dirigentes sindicais e líderes das categorias que aderiram à mobilização, a sociedade precisa estar atenta e não permitir que o governo federal cause mais prejuízos à classe trabalhadora com as reformas que só beneficiam o poder econômico.

Fonte: Assessoria de Imprensa-Sintero/Foto: Reprodução

Comments

comments

Sobre floresta

Verifique também

Secretaria Municipal de Educação atenderá em novo endereço

Comments comments Relacionado

Deixe uma resposta