Home / Agricultura / Agricultores são orientados sobre a importância da emissão de nota fiscal

Agricultores são orientados sobre a importância da emissão de nota fiscal

A emissão de notas fiscais viabiliza o acesso dos agricultores às políticas institucionais

Os cuidados com a emissão da nota fiscal do produtor rural foram abordados em reunião realizada pela Empresa Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-RO), nesta semana, no distrito de Porto Verde, região de Porto Velho. Na oportunidade foram esclarecidas dúvidas sobre o assunto, com  orientações ao agricultor sobre a importância do armazenamento das notas fiscais, que além de garantir os direitos dos consumidores, assegura a arrecadação de impostos para execução das políticas públicas de governo no estado.

Os extensionistas do escritório da Emater em Porto Verde atendem a aproximadamente 500 famílias de agricultores, cujas atividades variam entre olerícolas, avicultura (frangos e ovos) e frutas tropicais. Todas recebem assessoramento e orientações técnicas sobre a importância da diversificação da produção, técnicas de cultivo em consonância com as condições edafoclimáticas e a realidade socioeconômica locais. O cadastramento e a emissão das notas fiscais viabilizam o acesso dos agricultores a todos os programas institucionais de apoio a essas atividades agrícolas.

Durante o encontro, realizado no escritório da Emater em Porto Verde, foram esclarecidos os vários benefícios decorrentes da emissão da nota fiscal, entre os quais: comprovação da atividade rural para fins de acesso aos direitos trabalhistas, sociais e previdenciários; comprovação de movimentação econômica pela comercialização de produtos e serviços agrícolas; comprovação da renda familiar; comprovação da contribuição dos agricultores na arrecadação de tributos e taxas (municipal, estadual e nacional); comprovação da participação dos agricultores no abastecimento interno do município/estado, entre outros; e comprovação da atividade para fins de acesso a descontos institucionais na aquisição de veículos utilitários de suporte à atividade rural.

“O agricultor precisa se atentar em obedecer de forma cronológica a sequência numérica das notas emitidas, além de guardar todas as terceiras vias das notas fiscais emitidas para prestar conta da utilização das mesmas junto à Secretaria de Estado de Finanças (Sefin)”, alertou Adriana Afonsina, assistente de administração da Emater/Porto Verde, que coordenou a atividade.

A assistente reforçou que em hipótese alguma o bloco de notas deve ser emprestado ou confiado a outras pessoas.

Além de garantir o direito do consumidor, a emissão de notas fiscais assegura o direito na hora de registrar a reclamação nos órgãos de defesa do consumidor e a arrecadação de impostos que auxiliam na construção de escolas, creches, hospitais, entre outras obras. A emissão da nota fiscal do produtor rural é gratuita na Sefin ou nos escritórios da Emater-RO. São necessários documentos pessoais (RG e CPF), além dos documentos que comprovem a atividade rural.

Fonte
Texto: Wania Ressutti
Fotos: Emater-RO
Secom – Governo de Rondônia

Comments

comments

Sobre floresta

Verifique também

Arroba do boi gordo atinge menor preço desde agosto de 2013

Compartilhar no WhatsappPreço costuma cair nesse período do ano, mas crise da JBS fez valores …

Deixe uma resposta